Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autismo: O dever de combater o charlatanismo como autista, escritor e jornalista

Admiro artistas que se posicionam. Admiro pessoas que não ficam em silêncio quando vêem coisas erradas acontecendo. Neste mês, aproveitando o embalo da conscientização, estou fazendo campanha contra o charlatanismo e tratamentos falsos de autismo (Mais de 8).


Mesmo sem muito apoio, sigo em frente. E ao mesmo tempo, colegas estão fazendo campanha para acabar com o MMS no Brasil – um produto corrosivo e proibido que muitos pais de autistas usam neles achando que vão curá-los e pode matar.

Eu poderia ficar omisso, afinal, sou Asperger com Altas Habilidades, tive diagnóstico só aos 29 anos e sei como me camuflar – do espectro autista inteiro, faço parte daqueles que estão mais próximos do que é ser um neurotípico (não-autista) aos olhos de quem não entende do assunto e dizem frases como 'não parece autista', mas me nego a ficar calado vendo tanta coisa errada acontecendo.

É o mínimo que posso fazer como escritor, jornalista e pessoa no espectro autista; usar minha voz para ajudar …

Autismo: Direito à Privacidade e Difamação

Aviso aos colegas que me adicionam ou ficam fuçando minha vida: como todo aspie, sou hipersincero. O fato do meu perfil ser aberto (muito antes de me descobrir no espectro, pois para quem não sabe sou escritor, blogueiro, com formação em jornalismo), não dá o direito de invadirem minha privacidade.


Eu dou vários avisos, alguns sutis e outros não. Se incomodar muito, eu bloqueio. Respeitem meu espaço e de pessoas que podem não estar interessadas em interagir com vocês. Não é porque falo de autismo, que meu namorado e/ou pessoas da minha família possam estar.

Por que estou falando isso? Nem toda pessoa no espectro participa de ativismo e/ou conta com a participação dos outros. Ninguém quer ter sua privacidade invadida e, sim, já aconteceram casos assim várias vezes e com vários colegas meus. Vocês estão acostumados a não serem 'corrigidos'. Comigo não é assim. Não sou um anjo. 🐍

Aos cínicos: Vocês espalham fofocas sobre autistas e depois reclamam que eles pararam de produzir conteúdo e de ajudar. Sejam mais coerentes. Não pisa no meu pé. Você não quer, acredite ;) Tenho experiência de sobra com narcisistas, manipuladores e até sociopatas.

Para contextualizar: Sejam mais coerentes. Muita gente não fala, mas eu vou falar... Muitos familiares de autistas, profissionais desatualizados e autistas espalham fofocas sobre autistas, desde que a pessoa 'comprou laudo' até coisas bem piores e depois reclamam que os autistas desistiram de ajudar. Estou com os olhos bem abertos com vocês. Sou macaco velho 🐍

Já avisei uma vez. Este é o segundo aviso formal.

Aviso amigável aos que espalham mentiras sobre autistas adultos: Aos trolls e difamadores, sou formado em Revenge, entre tantas outras obras. Sou escritor e não me faltam referências e leituras sobre manipuladores, sociopatas e psicopatas, literalmente (saúde mental e comportamento humano + livros estão entre meus hiperfocos):

8 Curiosidades do livro Lady Killers: Assassinas em Série (Tori Telfer)

Assassinas em série, psicopatas, negação e máscaras sociais

34 Livros sobre Saúde Mental

Livro sobre psicopatas traz relatos de especialista em diagnósticos

Radicalismo político e fanatismo religioso são destaques da 7ª temporada de American Horror Story

Livro de escritora brasileira reúne histórias de serial killers que chocaram o mundo

Livro sobre assassinos, serial killers e psicopatas que caçaram vítimas na internet

Livros sobre serial killers ganham edição de volume único pela editora DarkSide Books

Livro explora julgamentos de crimes em família que chocaram os brasileiros

Resenha: Menina Má – William March

***


Não confundam dificuldade de expressar emoções com falta de emoções. Quem não tem empatia é psicopata. Autistas sentem e em muitos casos, sentem até demais.

Vocês precisam se informar melhor e ESTUDAR sobre o autismo. Vá além dos livros e do seu achismo, obrigado.

Minha tolerância com desinformação é bem baixa.

A falta de leitura destrói esse país. A preguiça de aprender também.

Batemos muito na tecla do 'escutem os autistas e familiares de autistas', porém, é preciso alertar que é preciso ter base para falar de um assunto, não só experiência pessoal. Discernimento, sempre.

Esse aviso serve para profissionais desatualizados também.
***
A existência de autistas com altas habilidades/superdotação (dupla excepcionalidade) incomoda alguns não-autistas, profissionais desatualizados, familiares e até algumas pessoas recalcadas no espectro autista. Nós não precisamos pedir desculpa por existirmos nem nos enquadrarmos no que vocês acham que é autismo. Mais leitura, menos ignorância.

Sobre a vida de autistas com dupla excepcionalidade. Muita gente acha que pela inteligência não sofremos bullying. Conheça nossa realidade e julgue menos. Conheça a página do Sandro no Facebook: Eu autista, superdotado

Entre as minhas próximas leituras:

Avaliação Neuropsicológica: https://amzn.to/2IblzvV

Plasticidade Cerebral e Aprendizagem: https://amzn.to/2FZWFMp

Transtornos de Aprendizagem: https://amzn.to/2I9MDfd

Vencendo o Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade – Adulto: https://amzn.to/2IlNJ6Y

Outra Sintonia – A História do Autismo: https://amzn.to/2Ibmxbx

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Comentários

Mais lidas da semana