Pular para o conteúdo principal

Destaques

Neurodiversidade: Autismo não só biológico ou só identidade social

A Neurodiversidade dá um tiro no pé ao tratar o autismo como algo meramente social (identidade social), ignorando as particularidades neurobiológicas de CADA autista. Mas o extremismo científico também erra ao ver como algo meramente biológico, ou até mesmo patológico.


O ideal seria ver o melhor dos dois mundos, algo impossível diante da polarização. Todo mundo sai perdendo.

É utopia esperar que a sociedade vá se adequar completamente aos autistas, especialmente porque cada autista pode ser completamente diferente do outro. O ambiente adaptado para um autista, é o ambiente desadaptado para o outro – isso entre os próprios autistas.

Enquanto as pessoas continuarem tratando o autismo como algo 'universal', ignorando as especificidades, esse debate não vai para frente.

O Asperger que não precisa interagir com os outros, não precisa trabalhar, não precisa fazer nada que o tire da zona de conforto, talvez não sinta muita dificuldade em viver em um mundo não adaptado. Mas não é a re…

Aspergers: Sobre não tolerar chatice e má educação

Chatice e má educação não são critérios de diagnóstico. Fica dica.


Não passo pano para nenhum dos lados do autismo: A, B ou C [inclua um lado que não esteja aqui].

Quando criei a Autísticos, foi para que as questões de autismo se concentrassem lá e não no meu perfil. Excluí muitas pessoas e não descarto excluir mais.

Eu ando muito estressado com problemas que não são meus e não me interessam. O que cada um faz da vida, as fofocas que inventam e por aí vai...

Gente, recomendo terapia e/ou autoconhecimento. Mais cuidar da própria vida e menos cuidar da vida dos outros.

Para esclarecer: eu não tenho o mínimo interesse em picuinhas do mundo do autismo.

Outro ponto: Não vamos confundir hiperfoco (querer saber tudo sobre uma área de conhecimento) com obsessão. Se o seu hiperfoco está atrapalhando sua vida, talvez seja preciso repensar.

Se somos amigos, esse post não é para você, obviamente.

PS: Eu pedi para não me adicionarem e ainda continuam tentando. Não me façam ser a pessoa grossa e hipersincera. Respeito é bom e eu gosto. Pessoas que criam um perfil novo todo mês, tem perfil duplicados/triplicados e por aí vai. DISPENSO. Se está fora, está fora. Não force a barra!

Imagem do Sheldon porque ele é ótimo na ficção, mas na vida real, ele pode ser muito autocentrado.

Como temos problemas de falar A e as pessoas entenderem C. Ou de postar algo e acharem que é indireta. Se for preciso, mandarei mensagem direta para quem está incomodando. Sou bem transparente, pode ficar tranquilo :)

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Comentários

Mais lidas da semana