Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autísticos: Reabertura do meu perfil no Facebook

Já que fechado ou aberto, as coisas do meu perfil sempre vazam. Plot twist: Perfil no Facebook reaberto.


Muita gente não estava conseguindo compartilhar as coisas que posto no perfil e a fan page limita o alcance orgânico.

Podem se divertir fuçando. Agora, arrancar informações de mim, é um jogo que eu adoro jogar e me fazer de sonso, como muitos de vocês do mundo do autismo que manipulam de todos lados, acham que Aspergers são.

Vocês sempre esquecem de duas coisas: todo Asperger é diferente; eu tenho altas habilidades.

Dica: não me leiam literalmente. Sou escritor. Não tentem supor qualquer coisa sobre mim ou o que eu posto. Adoro brincar com as palavras e me divirto com alguns de vocês espalhando coisas minhas. Meu hiperfoco é livro e literatura. Para quem acha que tudo o que posto é indireta ou ameaça, que seja, vai sofrer de curiosidade mesmo.

Para quem faz merda e está com medo, pode ficar com medo. Nunca disse que jogava de lado algum. Vocês me colocaram no jogo, agora me engulam…

Preconceito contra Aspergers Altas Habilidades que não são de Exatas

Comprei o livro 7 Tipos De Inteligencia (Thomas Armstrong) em um sebo hoje e estou gostando. Especialmente porque quando falamos de inteligência, superdotação ou altas habilidades, logo associam aos gênios de exatas.


Sou péssimo com exatas. Sorry not sorry. Mas sou ótimo com as palavras. Existem vários tipos de habilidades, inteligências e ilhas de conhecimento. Mais informações sérias, menos estereótipos e preconceitos.

Quando falamos de autistas com altas habilidades, muita gente logo pensa em Einstein. E, sim, existem autistas matemáticos, mas eles não representam o espectro autista inteiro.

“O analfabetismo científico é comum entre pessoas 'altamente educadas'” Thomas Armstrong, 7 Tipos de Inteligência

Para quem vive mergulhado na escuridão e na ignorância, os livros podem ser assustadores. Abrir a mente, quebrar preconceitos, conhecer diferentes vivências, um constante processo de quebra e reconstrução.

A leitura transforma, mas o leitor sempre paga o preço. Em um país no qual as pessoas fogem dos livros, gostar de livros é desagradar, é provocar estranhamento. Ser escritor, então...

“O melhor conselho é: não ponha suas fichas numa única inteligência, seja ela qual for, ou correrá o risco de vê-la se tornar "obsoleta" quando você a tiver dominado” – Thomas Armstrong

Confira a descrição da inteligência linguística:


”O primeiro tipo de inteligência, a linguística, é aquela das palavras. É a inteligência do jornalista, do narrador de histórias, do poeta, do advogado [...] As pessoas que são particularmente aptas nessa área podem discutir, persuadir, entreter ou instruir com eficácia através da palavra falada. 

Essas pessoas adoram brincar com os sons da linguagem através de trocadilhos, jogos de palavras e frases difíceis. Algumas vezes eles também são verdadeiros bancos de dados de curiosidades, devido à sua capacidade de reter fatos em suas mentes. Ou então são especialistas em literatura. Elas lêem vorazmente, sabem escrever com clareza e podem gerar outros tipos de expressões através da mídia impressa” – Thomas Armstrong

Encontre o livro: https://amzn.to/2VY9yRf





“Ler é perigoso. Ler sempre conduz a metamorfoses pessoais, às vezes, irreversíveis” – Harold Brodkey

Sobre Altas Habilidades. No caso das pessoas no espectro autista com altas habilidades/superdotação, o termo é Dupla Excepcionalidade.

Mas não é só para autistas. Pessoas TDAH com Altas Habilidades e outras condições + Altas Habilidades, também podem ser chamadas de Dupla Excepcionalidade.

O diagnóstico de Dupla Excepcionalidade não é tão fácil no Brasil. Por aqui, estamos anos-luz atrasados em várias coisas. Assim como o diagnóstico de autismo ainda é um desafio. Existem muitos profissionais não capacitados.


Texto da imagem: “Grande parte da minha obra... foi concebida enquanto caminhava. Também considero o movimento a céu aberto como a melhor forma para recuperar minhas energias para trabalhar” – Thomas Mann


Texto da imagem: “Num sentido mais amplo, a alfabetização numérica representa a capacidade de usar números para melhorar a qualidade de vida” – Thomas Armstrong


Leia também:


Resenha: Onde Nascem os Gênios – Eric Weiner 

38 Livros Sobre Criatividade e Escrita 

Autismo: Importância da leitura e das histórias para a compreensão social 


Aspergers: Tabu e o preconceito contra autistas artísticos 

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Comentários

Mais lidas da semana