Pular para o conteúdo principal

Destaques

Causa Autista, História e Divergências Políticas no mundo inteiro

Para quem acha que o que acontece no Brasil é inédito, basta conhecer a história do autismo. As divergências políticas são parte da história do autismo. Cada conquista aconteceu por causa das lutas dos movimentos sociais organizados.


Leia: A História do Autismo: 10 Motivos para ler o livro Outra Sintonia

O Brasil não inventou o fogo. As pessoas poderiam fazer escolhas melhores se estudassem mais. Serve para quem quer falar de política, mas não conhece as questões biológicas também.

Sobre o mundo das organizações brasileiras, já falei algumas vezes: nenhuma me contempla. Nenhum dos lados acerta sempre nem vai acertar, pois cada lado tem seu viés e puxa mais para o que acredita.

O que é melhor para um autista, pode não ser para o outro, seja por questões sociais ou neurobiológicas: o assunto SEMPRE será complexo, pois o autismo é complexo, não é simples como as pessoas fazem parecer.

Quem paga o preço? Quem é invisibilizado. Quem já tem diagnóstico, dificilmente se importa com os que não…

Autismo: Moderação de grupos do Facebook, ingenuidade e responsabilidade

Uma reflexão sobre Moderação de Grupos de Autismo no Facebook.



Tanto eu quanto a Calinca fomos moderadores e já tivemos nossa experiência em todos lados da moeda.

Já falei uma vez e repito. Duas coisas:

1) Moderadores devem moderar. Não sabe moderar? Pensa duas vezes antes de ter grupo. Papel do moderador é resolver pepinos, não fingir que não vê os problemas.

2) Pessoas no espectro autista com ou sem diagnóstico não estão acima da lei. Não confundam hiperfoco com obsessão/compulsão. São coisas absolutamente diferentes.

Tenham mais responsabilidade com o que publicam, com grupos/páginas e comentários.

PS: Muita gente precisa de terapia. Há coisas que se resolvem em consultórios, não em grupos de apoio. Mais cuidado com a privacidade.

Adolescentes fora do espectro são impulsivos. Adolescentes no espectro além da impulsividade, podem ser ingênuos. Aos pais e donos de grupos, mais cuidado.

Tem gente que acredita em qualquer coisa que falam. Como muitas pessoas no espectro são ingênuas, sempre tem alguém que tenta se aproveitar delas. Para me enganar é bem difícil, mas eu e alguns autistas somos as exceções, não a regra.

Aos que são mais ingênuos, abram mais os olhos. Adicionar porque tem 'pessoas em comum' quando alguns aceitam qualquer pessoa no Facebook sem nenhum critério não faz diferença alguma; não significa que o perfil não seja fake ou que seja confiável.

PS: Eu fui moderador de um grupo com milhares de pessoas e lembro de gente que sempre tentava causar confusão com perfil troll/fake. Muita gente tinha mais de uma conta e mesmo quando era banido/excluído, dava um jeito de voltar.

— Ben Oliveira

O famoso, "hiperfoco em pessoas" e "hiperfoco em sexo".

Eu acredito que muita gente confunde hiperfoco com o hábito(péssimo) de stalker é com com compulsão.

Stalker pra quem não sabe é aquela "mania", horrorosa que muita gente tem, de perseguir as pessoas, geralmente na internet. Mas tem quem faça na vida real e siga na rua. Tem autistas que "fuçam" a vida de outras pessoas autistas ou não, na internet, printam páginas de Facebook, pesquisam de quem são amigos, onde vão com quem vão e questionam essas pessoas o tempo todo. Eu mesma já fui vítima de um autista adulto assim. Que printava a página do Facebook de todos os meus amigos e me mandava inbox perguntando se era meu namorado e pq eu não queria ele. É mesmo eu dizendo que ele estava me incomodando é praticando assédio a desculpa dele era a mesma, "Tenho hiperfoco em pessoas."

Por esse motivo eu bloqueei ele, e fechei meu perfil por anos. E fechei minha lista de amigos por um tempão com medo de gente assim.

Outra experiência são os com "hiperfoco em sexo" é não são poucos [...] Quando eu moderei grupos, não deixava postagens assim passarem por motivos óbvios.

Internet não é lugar seguro, não importa se o grupo é fechado ou invisível, se é grupo de autismo ou não. Não existe garantia de que não existam pedófilos ou qualquer tipo de pessoa mal-intencionada em grupos de internet.

Calinca (Rivotrip)

Blog da Rivotrop: https://www.rivotrip.com/

*Ben Oliveira é escritor, blogueiro, jornalista por formação e Asperger. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Para ficar por dentro das minhas novidades:


Facebook: https://www.facebook.com/benoliveiraautor/

Twitter: https://twitter.com/Ben_Oliveira

Instagram: https://www.instagram.com/benoliveira/

YouTube: http://www.youtube.com/c/BlogdoBenOliveira

Comentários

Mais lidas da semana