Pular para o conteúdo principal

Destaques

Garota Exemplar: 5 Trechos do Livro escrito por Gillian Flynn

Garota Exemplar .JPG

Alguns dos meus trechos favoritos do livro Garota Exemplar, da Gillian Flynn:
“Não quero ser mais um exemplo de menina, porque não adianta agradar o mundo todo e eu mesma ficar infeliz”
“Ser a Garota Legal significa que sou uma mulher gostosa, brilhante, divertida, que adora futebol, pôquer, piadas indecentes e arrotos, que joga vídeo game, bebe cerveja barata, adora ménage à trois e sexo anal… Garotas Legais são acima de tudo gostosas. Gostosas e compreensivas. Garotas Legais nunca ficam com raiva. Apenas sorriem de uma forma desapontada e amorosa e deixam seus homens fazerem o que quiserem. Vá em frente, me sacaneie, não ligo, sou a Garota Legal”
“Então isso tinha que parar. Ser comprometida com Nick, me sentir segura com Nick, ser feliz com Nick, me fez perceber que tinha uma verdadeira Amy aqui, e ela era muito melhor, muito mais interessante, complicada e desafiadora que a Amy legal. Nick queria a Amy legal de qualquer jeito. Você consegue imaginar? Finalmente mo…

Dançar na chuva é arte: 10 Dicas para manter a paz nos dias de Quarentena

Dica para a semana: pessoas como Bolsonaro e seus eleitores intencionalmente causam o caos. Reclame, sim, exponha sua opinião e não fique omisso! Só não se esqueça de cuidar da saúde física, espiritual e mental. O sistema imunológico agradece. Os medíocres sempre gritam. Aprenda. 🌿


Não morda a isca. Debater, sim. Por mais difícil que seja ver que existem pessoas tão alienadas e ignorantes, não vale a pena se estressar. O desafio de encontrar o equilíbrio faz parte da vida. Seja tempestade, mas também seja o arco-íris que vem depois.

Além dos bots, que são pagos para promover esse desGoverno, há quem não tenha reservas mentais nem conhecimento intelectual para reconhecer estratégias baratas de lavagem cerebral. Gente que precisaria de anos e anos de terapia, e ainda assim, sem garantias.

Reserve um tempo diariamente, para respirar, relaxar, meditar e se exercitar. Para muitas pessoas, Deus é o Dinheiro. Infelizmente, muitos vão aprender que só o dinheiro não faz diferença diante do colapso. Dinheiro sem inteligência e fanatismo político formam uma equação tóxica.

O momento não pede negação nem positividade tóxica, mas bom senso. Os últimos meses estão sendo um teste. Para alguns, o choque diante de tanta ignorância; para outros, a certeza de como os problemas sociais são intensificados por mentes e espíritos quebrados.

Que o momento sirva de lição para todos que negaram disciplinas humanizadas, educação, ciência, pesquisa e saúde. Vocês sempre estiveram do lado errado, e não perceberam. Muitos pagam o preço dos seus egoísmos e ignorâncias.

A todos colegas escritores e jornalistas que ajudaram a eleger esse monstro: que um dia vocês encontrem a paz que tanto buscavam, de preferência BEM longe de mim. Coisas quase impossíveis de entender: professores de yoga, jornalistas, artistas, escritores, médicos, psicólogos [acrescente quem quiser] que fez campanha e votou no Jair Bolsonaro. Todo mundo sabia que ele era assim. Tá na hora do check-up com o psicólogo, migos. Quem perdoa é Deus e a reforma é íntima (o universo, o nada, o éter, sua consciência). Não espere qualquer compreensão da minha parte.


Sempre que tiver que escolher entre a luz e a escuridão, escolha a luz. Só não se esqueça que diante do caos, muitos ficam confusos. Cada pessoa reage de uma forme diferente em momentos de estresse. E, na maioria das vezes, o efeito manada provoca danos irreversíveis no tecido social. Vide as pessoas que seguiram as loucuras de Adolf Hitler.

Se antes você tinha dúvidas de como isso foi acontecer na Europa. Creio que atualmente, não lhe resta dúvidas. Fanatismo político, fanatismo religioso e pobreza intelectual são uma mistura explosiva. Dançar na chuva é arte.

Confira 10 Dicas para manter a paz nos dias de Quarentena


1) Respire. Respire. E respire: 


Tire um tempo para relaxar diariamente, seja sentado, deitado ou em pé. Seja parado ou em movimento. Aproveite que existe muita gente oferecendo conteúdos de graça. Uma das minhas professoras de yoga favoritas é uma brasileira que mora nos Estados Unidos: Pri Leite. Pratico há anos yoga em casa, com ou sem vídeos. Recomendo para quem busca uma vida mais flexível!

2) Cuide da sua mente:


Nosso cérebro é como um jardim. Mesmo durante a noite, as plantas continuam seguindo o ritmo da vida. Um jardim sem nutrientes morre. O excesso de água, de adubo e de sol podem fazer tão mal quanto a escassez. Toda planta é diferente. Algumas preferem sol, outras, sombra.



3) Estamos em uma guerra de informação: 


Seja por motivos ideológicos ou por despreparo profissional, há muita gente produzindo conteúdo enganoso sobre a pandemia de Coronavírus. Estresse e paranoia são uma combinação terrível: você vai ver muita gente se negando a aceitar a realidade e promovendo informações falsas para alimentar suas crenças pessoais. Talvez seja um ótimo momento para refletir nas consequências da liberação de jornalistas sem diplomas e pessoas que não estudaram a comunicação como um todo e as bases da sociologia, filosofia e psicologia. Em outras palavras, a ética nem sempre é barata.

4) Entretenimento e arte:


Tire um tempo para ler livros, assistir filmes e séries, ouvir música, enfim, se conectar com a arte, seja produzindo ou consumindo. A arte sempre foi, é e será um refúgio para a mente e para o espírito. Aproveite para refletir como o governo tem se posicionado sobre cultura e a importância que ela tem para a felicidade. O mundo sem arte seria um caos.



5) Não tenha medo de pensar por conta própria: 


O efeito manada pode ser tóxico. Assim como médicos e psicólogos avaliam cada caso na hora de tratar uma doença; como o nutricionista faz um plano individual e por aí vai..., resista a tentação de seguir o caminho da ignorância. O momento pede reconexão de corpo, mente e espírito, não a fuga barata do cérebro. A ignorância é uma droga que vicia. Como toda droga, se a pessoa é viciada, pode exigir semanas, meses, anos de tratamento.

6) Escolhas e redescobertas:


Aproveite para fazer algo que deixou para depois e nunca tinha tempo. Muitas famílias abrem mão do afeto no caos do cotidiano. Todo relacionamento precisa ser cultivado com frequência. Obviamente, quanto mais distante, mais difícil. Por mais que a interação ao vivo seja gostosa, o momento pede distanciamento físico e social. A internet está aí para ajudar.

7) Fuja da positividade tóxica: 


Está tudo bem não estar bem. Está tudo bem sentir raiva. Está tudo bem querer gritar, xingar, chorar, rir, que seja. Está tudo bem sentir as emoções. Quanto mais você foge das suas emoções, pior sua mente pode ficar. Reconheça o que está sentindo, aceite e deixe ir. Todo dia é um recomeço. Todos dias nascemos e morremos. Praticar meditação e ter um caminho espiritual não é a mesma coisa do que ter sangue de barata. Não se silenciar diante das injustiças é importante.



8) Ciclos da vida:


Se não te causa ansiedade, aproveite para refletir sobre a boa morte. O que é isso? Muita gente não faz ideia, mas alguns profissionais da saúde se dedicam a proporcionar mais conforto na hora da morte. Há quem deseje mais paz e tranquilidade nos últimos momentos. Não somos ensinados a pensar que todos vamos morrer, especialmente no Brasil, onde as pessoas cultivam o desejo do não-envelhecimento e o excesso de pensamentos e desejos efêmeros. Todos vamos envelhecer. Todos vamos adoecer. Todos vamos morrer. Não temos controle sobre tudo e está tudo bem – mas podemos tornar a jornada mais saudável e prazerosa. Saúde e prazer não precisam andar distantes.

Compre o livro A morte é um dia que vale a pena viver (Ana Claudia Quintana Arantes): https://amzn.to/2VCF7hp

9) Não abra mão dos seus valores positivos:


Sabe aquelas pessoas que são contra a mudança? Elas estão tendo um péssimo tempo no momento. Estamos passando por uma ruptura. Aceite a importância de ser flexível. Como alguém no espectro autista, que adora repetições, padrões e cujo cérebro é naturalmente mais inflexível, ao longo da vida, eu tive que aprender a me dobrar, desdobrar, quebrar e reconsertar. Muita gente vai passar por crises. Crises podem ser dolorosas, transformadoras, rejuvenescedoras. Tudo depende de como você vai lidar. Não seja o tipo de pessoa que está errando e acha que precisa continuar insistindo em ser alguém desagradável: respeite as orientações básicas de saúde. O momento pede bom senso coletivo, independente da sua religião, ideologia, do político que elegeu, de qual cidade mora...

10) Mantenha a lucidez:


A raiva nos faz dizer coisas fortes. Assim como o medo e a ansiedade são como jogar gasolina no fogo. Acredite, eu sei bem como é. Tire um tempo para lidar com suas emoções. Entre as pessoas que escolhem só a razão e as pessoas que só escolhem o caminho das emoções, prefiro as que sabem encontrar o caminho do meio. Seja luz na escuridão. Não tenha medo de iluminar os outros, mas respeite o espaço pessoal. Todo mundo tem o seu tempo, todo mundo aprende no seu ritmo, por mais que a gente tente apressar as coisas, nem sempre dá certo. Toda mudança precisa vir de dentro. Manter a lucidez é um exercício diário.



Bônus:


Muitas pessoas paralisam em momentos de estresse. Outras se negam a aceitar o real. Outras se fogem nas suas crenças. Independente da sua religião, práticas espirituais e bagagens educacionais e filosóficas, se suas crenças colocam a sua vida, de seus familiares, amigos, colegas, enfim, da sociedade em perigo, vale a pena pensar até que ponto vale a pena mantê-las e/ou cultivar o discernimento. Aprenda a dizer não. Faz parte do instinto humano usar a inteligência para sobreviver. Você pode trocar seus pedidos de oração/ou continuar orando e ressaltar a importância dos cuidados com a saúde e a importância de evitar a propagação do vírus. Não seja alienado!

Gostou do texto? Compartilhe com quem está precisando!

Sobre o autor – Ben Oliveira foi diagnosticado autista (Síndrome de Asperger) aos 29 anos, é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Leia também: 

Autismo: 10 Problemas na busca do diagnóstico de Síndrome de Asperger para adultos 

Fake News de Saúde e Autismo: 10 Desafios de Combater o Charlatanismo 

Avaliação Neuropsicológica: 5 Motivos para ler o livro 

Feliz Ostara: 10 Indicações Aleatórias de Livros para Ler 

Carta Aberta: Jair Bolsonaro Nunca Foi Opção (Ben Oliveira)  

Fique Em Casa: A Importância de Aceitar a Realidade e Cuidar da Saúde Mental 

Quarentena: Indicações de Livros para Ler e Refletir nos dias de isolamento 


36 Livros sobre Saúde Mental 

Coronavírus: 10 Dicas para lidar com autistas na quarentena 

A História do Autismo: 10 Motivos para ler o livro Outra Sintonia 



Para ficar por dentro das minhas novidades:

YouTube: http://www.youtube.com/c/BlogdoBenOliveira

Instagram: https://www.instagram.com/benoliveira/ 

TikTok: https://www.tiktok.com/@benoliveira1

Comentários

Mais lidas da semana