Pular para o conteúdo principal

Destaques

Um Conto Taiwanês de Duas Cidades: Série de romance e drama explora raízes, sonhos e amores

Uma série de romance e drama sobre duas mulheres conectadas por suas raízes de Taiwan, mas que seguiram caminhos bem diferentes e com personalidades moldadas pelas cidades em que viveram: enquanto uma cresceu em San Francisco, nos Estados Unidos, a outra passou a vida inteira em Taipei. A série A Taiwanese Tale of Two Cities (Um Conto Taiwanês de Duas Cidades, 2018) balanceia os idiomas e experiências culturais dos dois países, criando uma experiência prazerosa para quem deseja visitar ambos destinos turísticos. Essa produção taiwanesa foi um dos achados na Netflix . A mulher que nunca saiu do país, abraça as raízes da medicina chinesa e por causa do seu histórico de saúde frágil abriu mão de muitas coisas fora de sua zona de conforto, Lee Nien-Nien (Tammy Chen) que coincidentemente sonhava em conhecer San Francisco, acaba conhecendo a taiwanesa-americana Josephine Huang (Peggy Tseng), que embora tivesse curiosidades sobre sua origem, passou praticamente a vida toda nos Estados Unidos

Desfoda-se com Arte nesta Quarentena [Covers Acapella] | Ben Oliveira

Programação do dia. Terminar de editar o vídeo que comecei a gravar ontem. Será algo mais experimental. Só com energético e cerveja na causa. Ainda não sei se vou conseguir cantar hoje, mas ainda consigo ler pelo menos.


As imagens já estão editadas. A tarde será de gravação de áudio 🎶💙 Gosto de artistas que são multiartísticos. Me lembram de Audrey Hepburn que fazia um pouco de tudo. Uma grande inspiração.

Ontem pensei no episódio de Grimm (ou talvez seja de outra série de fantasia), na qual a personagem mitológica tem o poder de cantar e perde a voz. Me lembrou também da música da performance linda da Demi Lovato: Anyone. 🎶

Ainda não defini o setlist. Quero algo mais orgânico, mas será acapella. Como não vou aparecer cantando, imagino que a qualidade do áudio ficará melhor. Ahh, adianto que a música de Mulan não pode faltar. Fiquei encantado pela performance da Christina Aguilera 🌻

Spoilers: Desfoda-se e um rabisco do dia:  

“Arte é tudo para mim. Você pode transformar a dor e alegria em arte; tédio e agitação; Apatia e ultraviolência” 

O clima pré-impeachment do Jair Bolsonaro e outras circunstâncias atuais tiraram um peso dos meus ombros e o bolo da garganta: eu acho que estava morto há um tempo e achei que nunca mais fosse voltar ao meu 'eu normal'. Fico feliz de estar de volta. 🌻💙

Confira o meu ensaio: Aquecendo a voz. Não são necessariamente as músicas que estarão no outro vídeo: 




Cover de Loyal Brave True, da Christina Aguilera, trilha sonora de Mulan:






Por aqui ainda é dia primeiro de abril. Fingindo que sou fitness, para esconder a raiva que estou sentindo de Santa Catarina... Cuidados em dobro com a imunidade com esse abre e fecha semanal de comércio e outros pontos de aglomeração. Ninguém merece.

A mão chega a coçar para fazer a mala e ir embora. Morar num lugar que as pessoas só pensam em trabalho e dinheiro é deprimente. Puro vazio existencial e necropolítica.

Conselho de alguém que já morou duas vezes em Santa Catarina, em um intervalo de dez anos. Pense duas vezes antes de vir pra cá. Sim, as paisagens são lindas e encantadoras, mas as pessoas... Dinheiro e trabalho acima de tudo e todos.





Leia também: Indicações de Livros para Ler e Refletir nos dias de isolamento

Sobre o autor – Ben Oliveira foi diagnosticado autista (Síndrome de Asperger) aos 29 anos, é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.



Para ficar por dentro das minhas novidades:

YouTube: http://www.youtube.com/c/BlogdoBenOliveira

Instagram: https://www.instagram.com/benoliveira/ 

TikTok: https://www.tiktok.com/@benoliveira1

Comentários

Mais lidas da semana