Pular para o conteúdo principal

Destaques

Resenha: Você – Caroline Kepnes

Frieza e perversão. Se eu pudesse resumir Joe em duas palavras seriam essas. O livro Você (You), da autora Caroline Kepnes nos leva para uma viagem para a mente doentia de um homem capaz de tudo para obter seu prazer. A obra foi publicada no Brasil pela Editora Rocco, com tradução de Alexandre Martins, em 2018.

Compre o livro Você (Caroline Kepnes): https://amzn.to/2Cp2CnR
Um jogo de gato e rato. Joe é dono de uma livraria, onde ele mantém não só sua obsessão por livros antigos e raros, como uma jaula que pertencia ao proprietário anterior. Com um passado traumático, o personagem desliga suas emoções e se aventura à procura de sua próxima vítima, alguém em quem possa projetar seus ideais românticos, ainda que unilaterais.
“Eu subo trotando e me sento para uma sessão de Beck, que consiste em escutar Rare and Well Done, olhar fotos suas que roubei do Facebook, assistir a cena de A Escolha Perfeita sem som. Eu me perco tanto nisso que amanhece na livraria e eu deveria estar cansado por caus…

Desfoda-se: Voltando ao velho eu

Bom dia para quem acordou tão irritado com o Brasil, Santa Catarina e Blumenau, que o cérebro meteu o foda-se. Mais uma noite de insônia. Espero não ficar assim até o impeachment... Que saia logo!


Já tomei sol e já fiz meu exercício do dia. Ainda no meu clima de Desfoda-se (Unfuck Yourself) da quarentena. Espero conseguir manter os hábitos após o fim da quarentena. Voltando ao meu velho eu, antes de ter sido quebrado tantas vezes pela vida.

Uma dose de Belong, da Hilary Duff. Breathe In Breathe Out é um dos meus álbuns favoritos. Uma das minhas cantoras favoritas há mais de quinze anos. 💙🌻



🎶 Belong

Pertencemos


I once heard that if your dreams don't scare you

Eu ouvi uma vez que, se seus sonhos não assustá-lo

You're not dreaming big enough

Você não está sonhando grande o suficiente

Save your pennies for a rainy day?

Salve suas moedas de um centavo para um dia chuvoso?

What if the rain never comes?

E se a chuva nunca vem?

Let's find a million things that we could do the first time

Vamos encontrar um milhão de coisas que poderíamos fazer pela primeira vez

You never know-oh, this could be the last time

Você nunca sabe-oh, isso poderia ser a última vez 🎶
***

A Quarentena fez os meus hiperfocos se bagunçarem todos, como se temporariamente eles tivessem regredido. Foi bom ou ruim? As duas coisas.

Para quem não sabe, pessoas no espectro autista têm interesses específicos e alguns autistas têm habilidade de hiperfocar: manter a atenção naquilo durante horas. Geralmente são aqueles assuntos que falamos o dia inteiro.

Muita gente estranha por que falamos tanto de uma coisa e temos dificuldade de falar de outras/ou mudar de assunto: é simples, nossos cérebros funcionam de maneira diferente.

O hiperfoco tanto pode dar prazer, como serve como um mecanismo de adaptação à vida. A mente autista precisa de previsibilidade, rotina, padrões para se organizar e é por isso que arte e autismo combinam muito bem. Muitos autistas acabam se tornando artistas.

Quem me acompanha recentemente, deve até estranhar meus vídeos cantando e achar que surtei na quarentena haha Pode ficar tranquilo, para saber isso, só se eu cantar sertanejo.

De todo jeito, foi como se nessa Quarentena, eu tivesse repassado pelas diferentes fases e hiperfocos que já tive. Assim como os livros, a música é um dos meus hiperfocos desde a infância.

Flauta, teclado, karaokê, dança, arranhando no violão, coral, sempre correu dentro de mim essa paixão pela música, assim como nutro pelas palavras.

Escrever não é tão diferente de dançar. O escritor precisa brincar com os ritmos, movimentos e aprender a dançar dentro e fora das linhas, cativando o leitor, de forma que o movimento seja o mais natural possível.

Como bom Disney Lover que sou haha Sempre quis viver um CampRock da vida e estou aproveitando a quarentena para me divertir um pouco.


Registro de 2015, eu e o @israel.ricci na aula de Street Jazz da @ciadancurbana. Fica dica para quem mora em Campo Grande (MS), eles são excelentes, tanto nas apresentações quanto nas oficinas/aulas de dança. 👟🕺
***
Último TBT do dia: início de 2016. Período de muito yoga e era vegetariano. Depois que mudei de cidade, não consegui me manter como vegetariano. As opções ficaram muito limitadas e acabei não resistindo, especialmente por causa de parmegiana (minha comida favorita) e bacon 🙈👀 Voltei a ser um baconzinho 🥓🐷


Mudar de cidade me desorganizou todo. Uma cultura completamente diferente. Vim de uma cidade com pessoas de diferentes cores, diferentes regiões e sotaques (sinto falta dos japoneses), para um lugar mais homogêneo.

As pessoas de Blumenau são mais fechadas também. Para quem é autista e já tem dificuldade de interação, fazer amizade se torna mais difícil ainda.

Meu principal choque, que acabou me levando a ter alguns ataques de ansiedade foi a dificuldade de me encaixar. As opções para jornalistas aqui são limitadíssimas e culturalmente a cidade não tem muito para oferecer.

Vim de um lugar que tinha shows gratuitos, espetáculos gratuitos, exposições e por aí vai... Já aqui, até para respirar tem que pagar e tem UM PARQUE na cidade. Um absurdo.

Se saúde envolve corpo, mente e espírito. Foi a receita perfeita para eu quebrar. Ano passado precisei de remédio para ansiedade e terapia. Uma das coisas que me aconteceram foi o desencontro de perspectivas.

Eu que odiava o lema da cidade: “Trabalhe e Durma”, acabei absorvendo e deprimindo. Lembro da psicóloga me perguntando: “Então, mas pelo visto, você acabou ficando ansioso por causa disso”.

Terapia é tão lenta e orgânica. Meses após ter parado (por causa das limitações do plano de saúde), a quarentena tem trazido à tona várias coisas que trabalhei lá e me surpreendi comigo mesmo, saindo da zona de conforto para várias coisas.

Há um ano, eu estaria em Pânico na Quarentena. Neste ano, estou na mais completa paz, tirando as irritações patrocinadas pelo DesGoverno do BolsonaroVírus e a ignorância coletiva dos catarinenses.

Aproveitando a quarentena para me desfoder. Espero conseguir manter os resultados positivos.

Agora, na torcida para o fim da Pandemia e para o impeachment do Bolsonaro, e um bom banho de praia para lavar o espírito.

Confira meus últimos vídeos publicados:






Comentários

Mais lidas da semana