Pular para o conteúdo principal

Destaques

Criminologia, Jornalismo e Ativismo Social: Uma Tríade Maquiavélica, Subjetiva e Tosca – Ben Oliveira

Uma coisa que precisa ser dita sobre Ciências Humanas e Criminologia . Vocês distorcem quase tudo com subjetividade. Nem todo assassinato de LGBTQ é LGBTQFOBIA , racismo etc etc. Estudem mais e passem menos vergonha na internet por ativismo burro.  Já falei e repito: quem define a motivação do crime é o assassino. Quem descobre? Quem está investigando. Não é a 'opinião' da sociedade nem todos mimimis que muita gente leva nas costas, como se fosse a vida deles, e sempre sofrem, sofrem e sofrem. Iluminação significa enxergar as coisas com clareza. Equilibrar ciência e magia, yin-yang, wicca e yoga. Mas muitos de vocês não estão e nunca estarão prontos para essa conversa. É triste? Mas real.  Se for para fazer ativismo burro é melhor não fazer, pois presta desserviço à sociedade e pânico desnecessário. Para quem é jornalista, responsabilidade SEMPRE. Vida profissional e vida pessoal, identidade pessoal e coletiva, justiça pessoal e coletiva, coisas completamente diferentes. Eu po

Wicca: Bruxas apreciam a liberdade e não empurram nossa religião para os outros – Ben Oliveira

 Gente, papo rápido e sério.

Em 32 anos de vida, NUNCA convidei ninguém para a Bruxaria. Eu falo sobre o assunto a título de CURIOSIDADE, não para convencer ninguém a virar bruxo ou bruxa.

Pessoas de outras religiões e seitas, sejam menos desesperadas, pois parece patético empurrar sua 'verdade' em cima dos outros. Tá bom?

O que é bom para você, pode ser péssimo para outra pessoa. Como sacerdote, eu poderia iniciar vários bruxinhos iniciantes, mas não faço isso. 

Já falei uma vez e repito: os melhores bruxos não são aqueles que escolhem a bruxaria, são aqueles que são escolhidos pela bruxaria.

Existem bruxinhos sem poder, sem conhecimento da história da bruxaria, sem noção dos deuses, espíritos ancestrais, elementos, elementais, técnicas mágicas, visão, intuição, telepatia, entre outras técnicas que nem vou falar, pois haters amam me chamar de esquizofrênico, tadinhos, mal sabem que taco mil demônios neles.

E existem BRUXOS que levam a sério o caminho da Magia, estudam diariamente durante anos e anos, décadas, pagam karma, sabem usar a natureza, a lua, o sol, o mar, os rios e as cachoeiras, enfim, sabem expandir o poder, ajudar os outros, iluminar o caminho dos outros e devolver a energia para a natureza e o universo.

É puro mito achar que todo bruxo faz magia negra. Aliás, a magia não é branca nem negra, tudo depende da INTENÇÃO de quem está praticando. Um bruxo pode se dedicar só à luz, como eu, mas na hora de vingança, pode flertar com a escuridão, como eu de novo.

*Ben Oliveira é escritor, formado em jornalismo e bruxo há 25 anos. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Leia também: 

Tarot para Virgem no Mercúrio Retrógado: Pessoas cortadas dos signos de Ar e Fogo no período

Twin Flames: Das escolhas quando o juramento de amor e proteção se torna tóxico 

Resenha: O Tarô da Deusa Tríplice – Isha Lerner 

Twin Flames – Nikki Rowe 

Dica de livro: O Tarô de Marselha Revelado 

Twin Flames: Chamas gêmeas devoradas pelo ouroboros – Ben Oliveira 

6 Quotes de Penny Dreadful: Vanessa Ives 

6 Conselhos para Bruxos Iniciantes – Ben Oliveira 

Comentários