Pular para o conteúdo principal

Destaques

10 Curiosidades sobre o Tarot e Oráculos: Magia e Espiritualidade

1) Se você é intuitivo e tem twin flame (nem todos têm), vocês estão conectados sempre e sabem o que acontece na vida um do outro, mesmo quando escondem. As informações vêm em intuição, sonhos ou pelo próprio tarot. Compre o Tarot de Marselha: https://amzn.to/3sLFOpF 2) Quem não tem twin flame, pode ter almas gêmeas. Muitas (amigos, família ou amores). Elas nem sempre duram a vida toda, diferente da twin flame. Cada alma gêmea tem sua missão neste plano e uma vez cumprida, ou vocês ficam juntos ou seguem caminhos diferentes. A conexão de twin flame é intensa e não se compara com de alma gêmea.  3) O Tarot revela coisas que você já sabe sobre si mesmo e os outros, mas também revela coisas escondidas: traições, mentiras, segredos, terceiras pessoas (não necessariamente amantes, mas pessoas se intrometendo no relacionamento), namoro, casamento, divórcio e por aí vai.  4) O tarot revela questões pessoais e profissionais sobre si mesmo e os outros. Sucesso ou queda, prosperidade ou estagnaç

Palestrantes abordam redações multimídia

Nesta sexta-feira (19) aconteceu em Campo Grande (MS) o 2º Seminário de Ciberjornalismo de Mato Grosso do Sul. O evento organizado pelo Grupo de Pesquisa em Ciberjornalismo da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul aconteceu no auditório V da Universidade Anhanguera-Uniderp e teve como tema: “A convergência das redações na era da internet”.

No primeiro dia do seminário aconteceram duas videoconferências sobre a convergência das redações. O doutor e professor de jornalismo da University of Texas at Austin, Rosental Calmon Alves, foi o primeiro a abordar as redações multimídia e o novo ecossistema da mídia.

Alves explicou que os estudantes de jornalismo têm o desafio de criar algo novo. Sobre as redações online, ele diz sobre a tendência da convergência, “Não conheço nenhum jornal que tenha mais leitores do jornal impresso do que do jornal online”.

O pesquisador e professor da UFSC Elias Machado argumentou sobre a complexidade do tema e ressaltou que não se deve ver a convergência por somente um dos processos. Para ele, as redações devem se adequar a estes processos, visto que o “fenômeno é planetário”.

“Um projeto elaborado para uma cidade deveria ser diferente para o de outra cidade”, fala o pesquisador sobre a importância da estruturação personalizada das redações e da adaptação dos profissionais que nelas trabalham.

Comentários

Mais lidas da semana