Pular para o conteúdo principal

Destaques

Quem Matou Sara?: Série mexicana da Netflix prende a atenção do início ao fim

Para quem está procurando uma série de vingança, segredos e muitas reviravoltas, Quem Matou Sara? (Who Killed Sara?/¿Quién mató a Sara? ) é uma ótima indicação. A série mexicana foi produzida pela Perro Azul para a Netflix , criada por José Ignacio Valenzuela e com episódios dirigidos por David Ruiz e Bernardo de la Rosa . Se você gosta de séries com personagens complexos e situações dramáticas, sem abrir mão da ação, como Revenge, How To Get Away With Murder e The Sinner, Quem Matou Sara? Vai te conquistar do primeiro até o último episódio da primeira temporada e te deixar com gostinho de quero mais ao conferir uma prévia do que vem na próxima temporada. Depois de 18 anos na prisão por um crime que não cometeu, Alejandro Guzmán (Manolo Cardona) passou anos se planejando para o dia em que saísse e começasse sua jornada à procura da verdade e da justiça: se vingar do real culpado pela morte de sua irmã e daqueles que traíram sua confiança. Entre sua luta no presente para encontrar in

Manual de Assessoria de Comunicação/Imprensa

A Federal Nacional dos Jornalistas (FENAJ) lançou em 2007 o Manual de Assessoria de Comunicação/Imprensa 2007. Em sua 4ª edição revista e ampliada, o manual que já foi considerado a "bíblia' dos jornalistas de assessoria está disponível para download no site da FENAJ.

O Manual de Assessoria foi editado pela primeira vez em 1985, época em que os livros dedicados à área de assessoria eram escassos. Na apresentação do manual é explicado que este sistematizou e organizou nacionalmente o trabalho e atendeu as expectativas dos jornalistas que trabalhavam em Assessorias de Imprensa.

De acordo com o documento, a área de assessoria é a que mais emprega jornalistas. Os organizadores ressaltam que é inevitável a transformação da profissão com as mudanças políticas, sociais, econômicas ou tecnológicas, porém os assessores devem sempre ter compromisso ético, responsabilidade social e preservação de auto-estima. A convivência com a internet não pode afetar o cuidado com a qualidade de vida e as condições de trabalho. "Ser um profissional multimídia sim. Ser usado como escrevo da tecnologia, acumulando funções, não", argumentam.

A história da assessoria de imprensa no mundo e no Brasil é contada no manual. O jornalista americano Ivy Lee inventou esta atividade especializada em 1906 e conseguiu mudar a imagem de John Rockfeller, um barão do capitalismo selvagem. Rockfeller que antes era odiado, passou a ser venerado pela opinião pública. Já no Brasil, a profissão tornou-se fundamental com o fortalecimento do proceso democrático. Após a queda do regime militar, o profissional de comunicação obteve maior importância no contexto social, pois a sociedade passou a exigir respostas às suas indagações.

São abordados no manual: conceitos de assessoria de imprensa e de assessoria de comunicação, perfil do profissional, área de atuação, produtos e serviços, dicas para quem pretende contratar uma assessoria, a legislação do jornalista em vigor, Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros e modelo de contrato de prestação de serviço. O final do manual traz uma série de referências para leitura e sindicatos filiados.

Download do Manual

Comentários

Mais lidas da semana