Pular para o conteúdo principal

Destaques

Revolutionary Love: Série coreana de drama explora o abismo que divide as classes sociais

Embora muitos dramas coreanos pequem na representatividade de diversidade racial e deem pouquíssimo espaço para estrangeiros e imigrantes, a série Revolutionary Love (2017) da tvN e no Brasil disponível temporariamente pela Netflix , acaba indo além dos elementos de comédia e romance, mostrando o drama das diferenças de classes sociais , os preconceitos e a possibilidade de imersão nesse mundo desconhecido pelo filho do dono de um dos maiores conglomerados de empresas da Coreia do Sul . A ingenuidade e a ignorância da realidade das classes trabalhadoras tornam o protagonista um tanto embaraçoso, lembrando de forma vaga a jornada de Buda quando conheceu a realidade fora do palácio e foi confrontado com a fome, a doença, a pobreza e a morte. Longe de ser uma série com alguma alegoria espiritual, mas do ponto de vista do comportamento é interessante acompanhar como Byun Hyuk (Choi Si-won) se torna mais empático e humanizado quando seu caminho cruza com o de Baek Joon (Kang So-ra) . E

objETHOS (Observatório da Ética Jornalística)

Em uma iniciativa de um projeto de pesquisadores do Departamento de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o blog objETHOS (Observatório da Ética Jornalística) foi lançado em setembro de 2009 em busca de um jornalismo mais ético.

Confira os propósitos do objETHOS:

- Reunir conteúdos sobre a deontologia jornalística
- Refletir e pesquisar sobre os valores e princípios que sustentam a profissionalidade do jornalismo
- Promover eventos e produzir publicações sobre a ética específica do jornalismo
- Incentivar o debate sobre as condutas de repórteres, redatores, editores e todos aqueles que se ocupam do dever de bem informar

No blog você acompanha a produção de conteúdos sobre ética jornalística, os resultados de pesquisas realizados no Departamento de Jornalismo da UFSC, resenhas de filmes sobre jornalismo que contruibuam para discussões sobre a conduta ética na profissão, pensamentos, artigos, comentários e podcasts.

Francisco José Karam e Rogério Christofoletti são os professores responsáveis pelo Observatório da Ética Jornalística, que contam com a colaboração do professor Samuel Pantoja Lima, dos alunos de Mestrado da UFSC, Bolsitas de Iniciação Científica e de Extensão e acadêmicos de Jornalismo da UFSC.

* O objETHOS é membro da Rede Nacional de Observatórios da Imprensa (Renoi) e tem parceria com o Observatório da Imprensa.

Comentários

Mais lidas da semana