Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autismo: Profissionais antiéticos envolvidos com tratamentos proibidos e perigosos

Quando lancei uma campanha contra tratamentos sem evidências científicas do autismo, tive pouquíssimo apoio. Isso me ajudou a ver quem é quem, quem coloca as cartas na mesa ou não, quem está/estava com medo.


Infelizmente, além de estarmos abertos às ameaças abertas ou veladas, também existe muito silenciamento; muitas famílias fazendo tratamentos que são proibidos e perigosos e profissionais antiéticos que deveriam ser processados e/ou deveriam perder a licença.

Em vários países, isso já deu processos e prisões, mas no Brasil, nada é como deveria ser. Alguém fica chocado de viver no mundo invertido?

Tem gente que adora brincar com fogo. Gente que difama autistas adultos e quase implora por um processo.

Preciso lembrar que essas coisas são crimes? Ah, não sabia? Agora já sabe.

Uma dica: A verdade demora, mas ela sempre vem. Não é que o Xadrez nos ensina algumas coisas?
Quanto à impunidade e a desinformação, pode ter certeza que vou continuar fazendo minha parte de passar informações de …

4 dicas de como jornalistas podem usar o facebook

Página do Facebook do jornalista Nicholas D. Kristof
em que ele interage e compartilha com os leitores
Os responsáveis pela página 'Journalists on Facebook' se encontraram com o jornalista do The New York Times Nicholas D. Kristof que deu 4 dicas rápidas de como usar o Facebook de maneira efetiva para o jornalismo. Confira abaixo:

1- Concentre-se em contar histórias. Uma boa história é uma boa história no Facebook.

2- Use a sabedoria da população nas suas reportagens. Isto funciona.

3- Faça perguntas e convide pessoas para participar da conversa.

4- Compartilhe o processo de como foi feito suas reportagens (criteriosamente).

Comentários

Mais lidas da semana