Pular para o conteúdo principal

Destaques

The Puppet Master: Série documental da Netflix traz casos de vítimas de um sociopata vigarista

Para quem está procurando algo intrigante para assistir na Netflix , a série documental The Puppet Master: Hunting the Ultimate Conman apresenta uma daquelas histórias que as pessoas nunca se imaginam acontecendo com elas, até que o pior acontece. Um sociopata manipulador encontra várias presas fáceis, interessado no dinheiro delas, ao mesmo tempo em que conta histórias sem pé nem cabeça para isolá-las dos familiares e dos amigos, em uma jornada marcada pelo medo, fuga e diferentes estratégias de lavagem cerebral. Muitas vezes associada às seitas em uma escala maior, muita gente ainda desconhece os danos que uma pessoa manipuladora pode causar, a ponto de duvidar de si mesmo e da própria sanidade, situação que só piora quando ela é incentiva a cortar todos laços e fica presa num ciclo de total dependência da validação do outro, como se tivesse que pedir permissão até para existir. Quantas pessoas foram vítimas de Robert Hendy-Freegard ? A série documental se foca principalmente em tr

Tempestade Interior


Enquanto os ventos e trovões anunciavam que uma tempestade estava chegando, dentro de mim uma já estava acontecendo. Os sons dos alarmes e das vozes em minha cabeça me mantinham acordado. Sentimentos se colidiam com pensamentos e giravam em meu interior.

A chuva chegou sem pedir licença. Inesperada e forte, como a tristeza que eu sentia. Os barulhos do impacto na janela e no telhado davam a sensação de que estes iriam quebrar a qualquer momento, como uma parte do meu espírito que eu já não tinha certeza se existia.

"Não deveria mais doer", era tudo o que eu conseguia pensar. Não era a primeira vez que eu me machucara. Todavia, era o mesmo que acreditar que um raio não poderia cair no mesmo lugar. Ele não só cai, como às vezes, pode atingir com mais intensidade e queimar até transformá-lo em cinzas.

O céu azul que havia sido pintado tornou-se tão escuro que já não era possível enxergar. O dia se confundia com noite e despertava o meu lado sombrio. A oscilação da energia mostrava que a lâmpada se apagaria a qualquer momento. Medo do escuro? Não. Aprendera a enxergar através das sombras e brilhar por conta própria.

O barulho do trovão anunciava que era só o começo. Enquanto alguns rezavam para esta acabar, outros sabiam apreciar a beleza da desordem que esta trazia. No momento certo ela pararia, mas como boa tempestade deixaria rastros de destruição por onde passara. O mesmo som que assustava alguns foi o que finalmente me fez dormir.

Comentários

Mais lidas da semana