Pular para o conteúdo principal

Destaques

Para Toda a Eternidade: Livro explora rituais funerários diversos

Entre a naturalidade e o espanto, o tradicional e o moderno, o ocidental e o oriental, Caitlin Doughty transmite ao leitor histórias de suas visitas a espaços e profissionais envolvidos com o universo mortuário. Uma das obras pedidas por quem já tinha lido Confissões do Crematório, o novo livro foi publicado no Brasil pela editora DarkSide Books, em junho de 2019, com tradução de Regiane Winarski e ilustrações de Landis Blair.


Compre o livro Para Toda a Eternidade (Caitlin Doughty): https://amzn.to/2R2FwqN

“Eu passei a acreditar que os méritos de um costume relacionados à morte não são baseados em matemática [...] mas em emoções, numa crença na nobreza única da própria cultura da pessoa. Isso quer dizer que consideramos os rituais de morte selvagens apenas quando eles não são como os nossos” – Caitlin Doughty, Para Toda a Eternidade
Dá para ler tranquilamente Para Toda a Eternidade sem ter lido Confissões do Crematório, mas acredito que as duas leituras são complementares. Enquanto na p…

Comunidade Pantaneira do Porto da Manga é tema de livro-reportagem

Texto: Ben Oliveira (escrito para o blog I Love MS)

Blog criado pelos acadêmicos de jornalismo: Pantanal - Retratos
de uma comunidade isolada. Foto: Reprodução.
Os acadêmicos de Jornalismo da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) de Campo Grande (MS), Luis Augusto Akasaki e Thaiany Regina estão produzindo como trabalho de conclusão de curso um livro-reportagem sobre a comunidade pantaneira do Porto da Manga, localizada a 60 km de Corumbá (MS).

Para descrever um pouco sobre o processo de elaboração do livro-reportagem sobre o tema e ao final, disponibilizar o livro pronto para visualização, os acadêmicos criaram o blog "Alô Pantanal". Segundo Luis Augusto Akasaki, o nome foi escolhido por conta do rádio amador, principal meio de comunicação do Pantanal e conhecido pelos ribeirinhos como "Alô Pantanal", aparelho pelo qual eles se comunicam entre si e com amigos e familiares de outros regiões da planície pantaneira.

"... o objetivo deste projeto é justamente levar a informação de uma comunidade histórica do Pantanal, que viveu anos de glória, mas que atualmente encontra-se isolada e esquecida, por meio de um processo comunicacional mais amplo, rápido e de maior alcance", justifica o acadêmico de jornalismo Luis Augusto Akasaki no primeiro texto publicado no blog.

No blog é possível conferir um pouco sobre a função do jornalista, a necessidade de reflexão sobre as comunidades pantaneiras, choque cultural, os contrastes entre paisagens belas e situações, lições de vida, manifestações folclóricas e a hospitalidade.

Seria impossível descrever todas as emoções e informações divulgadas pelos acadêmicos através deste texto. Aos interessados no Pantanal e no livro-reportagem, fica aqui a minha sugestão de leitura: http://alopantanal.com/.

Comentários

Mais lidas da semana