Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autismo: Asperger jornalista e o silenciamento sobre tratamentos falsos e perigosos

Desde que algumas pessoas descobriram que além de autista/Asperger, sou jornalista, elas me bloquearam e/ou fecharam o perfil para mim. Meu radar dificilmente falha.


Se eu souber de envolvimento com tratamentos falsos, eu não vou ficar em silêncio.

Estou conscientizando para que os familiares façam a parte deles e denunciem profissionais antiéticos, mas se as pessoas se omitirem, quebrarei mais silêncios.

Quando falamos de tratamentos falsos, as pessoas imaginam coisas 'básicas'. O que elas não imaginam são crianças sendo torturadas e morrendo nas mãos de profissionais irresponsáveis e pais que não pesquisaram o suficiente sobre o assunto e foram enganados.

Estão avisados. Nunca escondi minhas intenções. Sou transparente. E não sou o único lutando contra o charlatanismo. Nem todo mundo se posiciona publicamente. Não quer dizer que não estejam de olhos abertos.

Há muita sujeira embaixo do tapete. Profissionais charlatões palestrando em eventos de autismo: algo totalmente contrá…

Comunidade Pantaneira do Porto da Manga é tema de livro-reportagem

Texto: Ben Oliveira (escrito para o blog I Love MS)

Blog criado pelos acadêmicos de jornalismo: Pantanal - Retratos
de uma comunidade isolada. Foto: Reprodução.
Os acadêmicos de Jornalismo da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) de Campo Grande (MS), Luis Augusto Akasaki e Thaiany Regina estão produzindo como trabalho de conclusão de curso um livro-reportagem sobre a comunidade pantaneira do Porto da Manga, localizada a 60 km de Corumbá (MS).

Para descrever um pouco sobre o processo de elaboração do livro-reportagem sobre o tema e ao final, disponibilizar o livro pronto para visualização, os acadêmicos criaram o blog "Alô Pantanal". Segundo Luis Augusto Akasaki, o nome foi escolhido por conta do rádio amador, principal meio de comunicação do Pantanal e conhecido pelos ribeirinhos como "Alô Pantanal", aparelho pelo qual eles se comunicam entre si e com amigos e familiares de outros regiões da planície pantaneira.

"... o objetivo deste projeto é justamente levar a informação de uma comunidade histórica do Pantanal, que viveu anos de glória, mas que atualmente encontra-se isolada e esquecida, por meio de um processo comunicacional mais amplo, rápido e de maior alcance", justifica o acadêmico de jornalismo Luis Augusto Akasaki no primeiro texto publicado no blog.

No blog é possível conferir um pouco sobre a função do jornalista, a necessidade de reflexão sobre as comunidades pantaneiras, choque cultural, os contrastes entre paisagens belas e situações, lições de vida, manifestações folclóricas e a hospitalidade.

Seria impossível descrever todas as emoções e informações divulgadas pelos acadêmicos através deste texto. Aos interessados no Pantanal e no livro-reportagem, fica aqui a minha sugestão de leitura: http://alopantanal.com/.

Comentários

Mais lidas da semana