Pular para o conteúdo principal

Destaques

Subdiagnóstico de autismo, números e incoerências

O brasileiro é muito individualista. Ao mesmo tempo que vejo pessoas reclamando que os números do Censo vão dar abaixo por causa dos subdiagnósticos de autismo, já vi muita gente acusando pessoas com laudo fingirem que eram autistas.


Como explicar a volatilidade? Nem tento entender o que se passa na mente do brasileiro.

Os discursos são sempre contraditórios. Por causa de polarização, todo mundo sai perdendo.

Já vi até gente dizendo que o laudo é só um papel. Se é só um papel, a pessoa, então, não precisa de um diagnóstico? Logo, por que ser contabilizada? Sejam mais coerentes nos discursos.

Incoerências dos brasileiros sobre subdiagnósticos:

– Já vi gente acusando autista de fingir, mesmo a pessoa tendo laudo;

– Já vi gente se posicionando contra diagnóstico precoce, achando que seria ruim, desconhecendo a questão da plasticidade cerebral;

– Já vi gente dizendo que autismo nem deveria ter CID;

– Já vi gente dizendo que o outro não é autista, só porque sabe argumentar e é diferente do …

Prêmio selecionará melhores reportagens sobre trabalho escravo em Mato Grosso


O Prêmio Nacional COETRAE de Jornalismo Dom Pedro Casaldáliga pela Erradicação do Trabalho Escravo selecionará e premiará as melhores reportagens sobre o tema trabalho escravo em Mato Grosso.

Entre as categorias em que os trabalhos devem ser inscritos estão: jornal impresso, revista, televisão, rádio, webjornalismo, fotojornalismo, jornalismo acadêmico e Prêmio Dom Pedro Casaldáliga de Reportagem em Destaque.

As inscrições podem ser realizadas até o dia 30 de janeiro de 2013 e devem ser feitas pelos próprios autores das reportagens, mediante preenchimento de formulário de inscrição.

Serão distribuídos um total de R$ 140 mil reais entre as diferentes categorias, além de aparelhos tecnológicos para a categoria acadêmica.

Confira o regulamento na íntegra: http://www.mt.gov.br/download.php?id=214286.

Comentários

Mais lidas da semana