Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sobre rabiscos e telas brancas

A tela branca pode ser um convite à explosão criativa ou uma tortura ao artista que sente seu espírito definhando diante da pesada realidade. Em tempos de crise e ódio, a arte fica esquecida e é vista como desimportante; ironicamente, é quando mais precisamos dela, de algo que nos faça sentir vivo e toque as partes atordoadas.


O som dos dedos se movendo pelo teclado era como fantasmas de uma vida distante. É incrível perceber quantas vezes nós deixamos algumas partes nossas morrerem ao longo de nossas existências; as máscaras, antes tão confortáveis, agora incomodam e não nos servem mais. Leva tempo até ficarmos satisfeitos e ajustados à nova realidade. Viver é admitir que sabemos pouco sobre nós mesmos e há sempre algo novo que pode nos transformar, seja para o bem ou para o mal.

O artista encara a tinta respingando pela tela. Para o espectador sem intimidade, nada faz sentido, a desconexão de ideias é tormentosa; para ele, o lembrete de que sua arte nunca o abandonaria. Como poderia…

Prêmio selecionará melhores reportagens sobre trabalho escravo em Mato Grosso


O Prêmio Nacional COETRAE de Jornalismo Dom Pedro Casaldáliga pela Erradicação do Trabalho Escravo selecionará e premiará as melhores reportagens sobre o tema trabalho escravo em Mato Grosso.

Entre as categorias em que os trabalhos devem ser inscritos estão: jornal impresso, revista, televisão, rádio, webjornalismo, fotojornalismo, jornalismo acadêmico e Prêmio Dom Pedro Casaldáliga de Reportagem em Destaque.

As inscrições podem ser realizadas até o dia 30 de janeiro de 2013 e devem ser feitas pelos próprios autores das reportagens, mediante preenchimento de formulário de inscrição.

Serão distribuídos um total de R$ 140 mil reais entre as diferentes categorias, além de aparelhos tecnológicos para a categoria acadêmica.

Confira o regulamento na íntegra: http://www.mt.gov.br/download.php?id=214286.

Comentários

Mais lidas da semana