Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autismo: Entre fofocas e intrigas

Aviso aos bonitos e bonitas que sempre jogam meu nome e dos colegas nos grupos de Facebook e WhatsApp: alguém de vocês sempre solta algo e de um jeito ou de outro, chega até mim.


Minha dica é: quer falar mal? Fala à vontade. Se quiser, eu falo junto. Não tenho vergonha de fazer autocrítica, aliás, recomendo a todos.

Agora, se me difamar e/ou queimar minha reputação, o bicho pega.

Nesta página, não trabalho com indiretas. Só com diretas mesmo.

Já disse que nem todo autista é bonzinho, né? 😈

Dica para os anjinhos e neurotípicos: Arranjem hobbies e outros hiperfocos, ocupem a cabeça com outras coisas que não sejam só esse mundinho de intrigas do autismo.

Um grande filósofo pós-moderno, Benstein Oliveira disse que a fofoca viaja à velocidade da luz e que ela vem de todos cantos e cores do autismo. Nem WhatsApp eu uso, mas as conversas de lá sempre chegam aqui. Por que será, gente?

Formado em Harvard na arte das fofocas chegarem até mim. Parece que sou ímã para embuste.


Para os trolls que…

Reflexão: Está tudo bem ser diferente


"Está tudo bem ser diferente! Ao longo da vida somos condicionados a aceitar coisas que não são verdadeiras, nos fazem escolher entre ser uma coisa ou outra. Em um mundo em que 'ser normal' está, muitas vezes, relacionado a ser preconceituoso, extremista e promovedor do ódio ou em que as pessoas desesperadas para se encaixarem entram na onda de querer destruir, proibir ou machucar o que é diferente do que elas pensam, ser considerado estranho é uma benção. Simplesmente agradeça e aceite suas estranhezas"Ben Oliveira 

Comentários

Mais lidas da semana