Pular para o conteúdo principal

Destaques

Resenha: Algum Dia — David Levithan

Pode o corpo alterar nossa percepção sobre a vida e o amor? E o que acontece quando todo dia mudamos de corpo e ainda assim tentamos manter um relacionamento? Em Algum Dia, do David Levithan, o leitor é levado a conhecer o desfecho da trilogia que encantou pessoas do mundo todo. No Brasil, a obra foi publicada pela Editora Galera Record, em 2020.

Compre o livro Algum Dia (David Levithan): https://amzn.to/3ifWxuE
Algum Dia foi um dos livros mais esperados por muitos leitores, entre eles: eu. Fui com muita expectativa na leitura. Não é que não tenha gostado do romance, mas senti falta de mais envolvimento entre os dois personagens principais. David Levithan nos deixa instigado por mais momentos entre Rhiannon e A, mas a narrativa acaba dando mais destaque para a condição do personagem sem corpo fixo.
"Agora eu sei: o amor não é tão simples. O amor nunca é sobre você dizer a si mesmo que deve fazer alguma coisa e então fazer. Nunca é sobre alguém te dizer que você deve fazer e por isso…

Reflexão: Está tudo bem ser diferente


"Está tudo bem ser diferente! Ao longo da vida somos condicionados a aceitar coisas que não são verdadeiras, nos fazem escolher entre ser uma coisa ou outra. Em um mundo em que 'ser normal' está, muitas vezes, relacionado a ser preconceituoso, extremista e promovedor do ódio ou em que as pessoas desesperadas para se encaixarem entram na onda de querer destruir, proibir ou machucar o que é diferente do que elas pensam, ser considerado estranho é uma benção. Simplesmente agradeça e aceite suas estranhezas"Ben Oliveira 

Comentários

Mais lidas da semana