Pular para o conteúdo principal

Destaques

Resenha: Candyman – Clive Barker

Um presente para os leitores de Clive Barker, assim é a edição para colecionadores de Candyman, publicada pela editora DarkSide Books, em janeiro de 2019, com tradução de Eduardo Alves e posfácio de Carlos Primati.


Encontre o livro Candyman (Clive Barker): https://amzn.to/2ZdA32y

Candyman (The Forbidden) é um conto, portanto a leitura é enxuta, mas envolvente, e transporta o leitor para o clima de lendas urbanas. Embora já não sejam mais comuns na tradição oral e tenham ganhado o ambiente virtual, histórias sobre acontecimentos assustadores e questionáveis fazem parte da existência humana.

Com uma atmosfera sombria e mais urbana, Clive Barker leva o leitor ao gueto, onde a violência e a criminalidade por si só já contrastam com a realidade de outros bairros da cidade e acabam tão banalizadas que a história faz a personagem principal, Helen, se interessar pelo caso contado por uma das moradoras.

“E as histórias que contaram para ela – seriam confissões de crimes não cometidos, relatos do …

Edgar Allan Poe: Vote na minha arte para virar estampa de camiseta

De tanto respirar diferentes formas de arte, estranho seria se eu não me aventurasse por essa jornada. Não consigo me lembrar de alguma fase da minha vida que eu não estivesse em contato com pelo menos uma forma de expressão artística. Embora a escrita seja minha favorita, nos últimos tempos estou em uma fase de experimentações com a arte digital.


Já faz um tempo que estou anunciando por aqui estou com alguns projetos paralelos à escrita dos meus livros. Além de estar investindo em levar alguns dos meus textos publicados aqui no blog e no Wattpad para o meu canal do YouTube, também estou preparando algumas surpresas relacionadas aos meus livros e/ou coisas que eu gosto, como obras literárias.

Não é nenhuma surpresa para ninguém que Edgar Allan Poe é um dos meus escritores favoritos. Em Escrita Maldita, as duas epigrafes são do escritor e já citei ele várias vezes aqui no blog, como um exemplo de como alguns artistas são malditos e só tiveram sua fama após a morte, entre outras dificuldades enfrentadas por quem se aventura em jornadas criativas. Assim como Poe, sou só mais um sonhador, tentando compartilhar minhas histórias com o mundo.

“Àqueles que sonham de dia, é dado a conhecer muito do que escapa aos que sonham apenas à noite” – Edgar Allan Poe, Leonora (tradução de Marcia Heloisa)

Aproveite para votar na minha arte do Edgar Allan Poe. As artes mais votadas se transformam em estampas de camisetas no Ouroboros: https://www.ouroboros.com.br/votar


Para quem gosta dos meus livros de fantasia com temática de bruxaria e das minhas histórias de terror, em breve devo soltar mais novidades por aqui.

Gosta de camisetas com arte independente? Aproveite para comprar a camiseta com arte de Unicórnio, ilustrada em aquarela pelo meu namorado, Marcos Ouriques: https://www.ouroboros.com.br/produto/unicornio-284?selectedModel=Camiseta&mock=BRA

Para ficar por dentro das minhas novidades, me acompanhe nas redes sociais. Daqui alguns dias vai rolar promoção relâmpago de Escrita Maldita na loja Kindle da Amazon. Se ainda não leu a versão digital do meu livro e/ou quer indicar para algum amigo/colega ler, fique de olho!

Assista ao último vídeo publicado no meu canal do YouTube e se inscreva para saber quando sai vídeo novo. A Carta do Escritor é um conto melancólico e sombrio inspirado em Daniel Luckman, o protagonista do meu livro de terror:



*Ben Oliveira é escritor, blogueiro e jornalista por formação. É autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Comentários

Mais lidas da semana