Pular para o conteúdo principal

Destaques

Para Toda a Eternidade: Livro explora rituais funerários diversos

Entre a naturalidade e o espanto, o tradicional e o moderno, o ocidental e o oriental, Caitlin Doughty transmite ao leitor histórias de suas visitas a espaços e profissionais envolvidos com o universo mortuário. Uma das obras pedidas por quem já tinha lido Confissões do Crematório, o novo livro foi publicado no Brasil pela editora DarkSide Books, em junho de 2019, com tradução de Regiane Winarski e ilustrações de Landis Blair.


Compre o livro Para Toda a Eternidade (Caitlin Doughty): https://amzn.to/2R2FwqN

“Eu passei a acreditar que os méritos de um costume relacionados à morte não são baseados em matemática [...] mas em emoções, numa crença na nobreza única da própria cultura da pessoa. Isso quer dizer que consideramos os rituais de morte selvagens apenas quando eles não são como os nossos” – Caitlin Doughty, Para Toda a Eternidade
Dá para ler tranquilamente Para Toda a Eternidade sem ter lido Confissões do Crematório, mas acredito que as duas leituras são complementares. Enquanto na p…

2º Prêmio Pólen de Literatura: Obra vencedora será publicada pela Editora Arqueiro

Gosta de participar de concursos literários e quer concorrer a oportunidade de ter seu livro publicado pela Editora Arqueiro? Desde o dia 26 de setembro, estão abertas as inscrições para o 2º Prêmio Pólen de Literatura, organizado e promovido pela Suzano Papel e Celulose S.A., voltado para o incentivo à leitura e à literatura brasileira e descoberta de novos escritores nacionais.


O escritor interessado em participar deverá se inscrever e enviar uma obra inédita com os seguintes temas: ficção (romance, suspense, policial e thriller). O autor da obra selecionada ganhará a publicação de 300 exemplares do livro pela Editora Arqueiro e um cartão de débito no valor de R$ 10.000 (com a função de saque bloqueada). A Arqueiro poderá firmar um contrato com o vencedor para a edição e publicação futura da Obra.

A Obra deverá conter no mínimo 160 (cento e sessenta) páginas e no máximo 400 páginas, com no mínimo 260 mil caracteres e no máximo 900 mil caracteres e todas as páginas deverão ser apresentadas em papel formato A4, numeradas, bem como o texto deverá ter espaçamento entre linhas de 1,5, margem esquerda e superior de 3 cm, direita e inferior de 2 cm, fonte Times New Roman com tamanho 12.

Baixe o regulamento do prêmio literário na página do concurso: http://papelpolen.com.br/premio/


Confira a sinopse do livro Os Quase Completos, vencedor da 1ª edição do Prêmio Pólen de Literatura:


O Quase Doutor é um renomado cardiologista que passa os dias em um hospital, mas no fundo é um artista frustrado. A Quase Viúva é uma professora que está de licença do trabalho para ficar com o noivo, em coma após um grave acidente. O Quase Repórter é um jornalista decepcionado com a profissão que sofre há mais de um ano pelo suicídio da esposa. A princípio, a única coisa que essas pessoas têm em comum é a sensação de incompletude e de desilusão com a vida.

Até que, um dia, o Quase Doutor é persuadido por um velho desconhecido a embarcar com ele em um ônibus rumo a uma jornada para se reconciliar com seu passado. Logo a viagem se transforma em uma aventura extraordinária e, em meio a fenômenos como uma chuva de estrelas cadentes, ele precisa fazer escolhas que mudarão seu destino para sempre.

Enquanto isso, eventos misteriosos levam a Quase Viúva a suspeitar que alguém dentro do hospital quer matar seu noivo e uma pesquisa minuciosa do Quase Repórter revela que sua esposa pode ter sido assassinada. Quando os dois tentam descobrir a verdade sobre seus amados, tudo leva a crer que a resposta está dentro do ônibus do Quase Doutor.

Reunidos num lugar que nunca imaginaram existir, os três serão forçados a enfrentar seus maiores medos e verão que, para se tornarem completos, precisarão encarar a batalha mais difícil de todas: aquela que travamos com nós mesmos.

Encontre o livro Os Quase Completos: https://amzn.to/2OxifhA

Sobre o autor – Vencedor do Prêmio Pólen de Literatura, Felippe Barbosa nasceu em 1996 em Uberlândia, Minas Gerais, onde mora até hoje. Ele se formou em Direito em 2017, e desde 2016 integra o canal do YouTube Toga Voadora.

*Com informações da Papel Pólen.

Comentários

Mais lidas da semana