Pular para o conteúdo principal

Destaques

The Puppet Master: Série documental da Netflix traz casos de vítimas de um sociopata vigarista

Para quem está procurando algo intrigante para assistir na Netflix , a série documental The Puppet Master: Hunting the Ultimate Conman apresenta uma daquelas histórias que as pessoas nunca se imaginam acontecendo com elas, até que o pior acontece. Um sociopata manipulador encontra várias presas fáceis, interessado no dinheiro delas, ao mesmo tempo em que conta histórias sem pé nem cabeça para isolá-las dos familiares e dos amigos, em uma jornada marcada pelo medo, fuga e diferentes estratégias de lavagem cerebral. Muitas vezes associada às seitas em uma escala maior, muita gente ainda desconhece os danos que uma pessoa manipuladora pode causar, a ponto de duvidar de si mesmo e da própria sanidade, situação que só piora quando ela é incentiva a cortar todos laços e fica presa num ciclo de total dependência da validação do outro, como se tivesse que pedir permissão até para existir. Quantas pessoas foram vítimas de Robert Hendy-Freegard ? A série documental se foca principalmente em tr

Por Que Você Me Matou?: Documentário mostra mãe que usou rede social para encontrar assassino da filha

 Até onde você iria para descobrir quem matou sua filha? No documentário de crime Por Que Você Me Matou? (Why Did You Kill Me?), lançado em abril de 2021 na Netflix, dirigido pelo norte-americano Fredrick Munk, Belinda Lane e sua família revelam como usaram o MySpace para encontrar os envolvidos no dia da morte de sua filha, Crystal Theobald

O que poderia ser alguma trama de livro, série ou filme, na qual o protagonista está à procura de justiça e vingança, o caso real aconteceu em Riverside, Califórnia. O país e o estado carregam uma imagem glamorosa pelo mundo para aqueles que só conhecem o lado turístico e o artístico de Hollywood, mas mais do que uma história de uma tragédia pessoal, o documentário Why Did You Kill Me? explora como casos como o do assassinato de Crystal Theobald são mais comuns do que as pessoas imaginam.

Obcecada pela resolução do crime, Belinda conta com a ajuda de uma prima de Crystal que cria duas contas falsas no MySpace. Na época, as redes sociais não eram tão conhecidas e/ou usadas pelo público mais velho; por outro lado, embora hoje em dia contamos com muita mais informações disponíveis, as pessoas tinham uma certa ingenuidade de conversar com perfis falsos.

“Fazer alguém se apaixonar por alguém que já morreu não é uma sensação boa” – Why Did You Kill Me?

Embora trabalhe com uma linha linear, desde os primeiros passos de Belinda, o trabalho da polícia e o desenrolar do caso, o documentário indiretamente aponta assuntos que deveriam ser mais discutidos e atrair mais atenção do governo dos Estados Unidos: gangues, drogas, tráfico, armas e de que forma as desigualdades sociais estão relacionadas à violência e à criminalidade. 

A atitude de Belinda surpreende, pois poderia ter colocado toda investigação água abaixo. Sem mencionar o possível risco de linchamentos de pessoas inocentes: afinal, se no mundo offline as pessoas mentem, imagina no mundo online. 

Por Que Você Me Matou? (Why Did You Kill Me?) foi uma surpresa boa na Netflix. Confesso que tenho os dois pés atrás com alguns documentários disponíveis no streaming. Achava que iriam explorar o sensacionalismo, mas longe disso, o diretor Fredrick Munk se focou no lado curioso, deixando o telespectador curioso para saber um pouco de como foi o trabalho de investigação envolvendo a polícia e a tão esperada possível busca pela justiça pela morte de Crystal Theobald.

*Ben Oliveira é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror Escrita Maldita, publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano: O Círculo (Vol.1) e O Livro (Vol. 2), disponíveis no Wattpad e na loja Kindle.

Comentários

Mais lidas da semana