Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autismo: Profissionais antiéticos envolvidos com tratamentos proibidos e perigosos

Quando lancei uma campanha contra tratamentos sem evidências científicas do autismo, tive pouquíssimo apoio. Isso me ajudou a ver quem é quem, quem coloca as cartas na mesa ou não, quem está/estava com medo.


Infelizmente, além de estarmos abertos às ameaças abertas ou veladas, também existe muito silenciamento; muitas famílias fazendo tratamentos que são proibidos e perigosos e profissionais antiéticos que deveriam ser processados e/ou deveriam perder a licença.

Em vários países, isso já deu processos e prisões, mas no Brasil, nada é como deveria ser. Alguém fica chocado de viver no mundo invertido?

Tem gente que adora brincar com fogo. Gente que difama autistas adultos e quase implora por um processo.

Preciso lembrar que essas coisas são crimes? Ah, não sabia? Agora já sabe.

Uma dica: A verdade demora, mas ela sempre vem. Não é que o Xadrez nos ensina algumas coisas?
Quanto à impunidade e a desinformação, pode ter certeza que vou continuar fazendo minha parte de passar informações de …

Web: A rede do conhecimento

A Web 2.0 foi um marco na história da Internet. Para entender sobre a "segunda geração da Internet" ou Web 2.0, é preciso conhecer um pouco sobre como era a World Wide Web (WWW) ou "Web 1.0", pois um termo está relacionado ao outro.

A primeira a gente nunca esquece...

 O termo "Web 1.0" tornou-se conhecido após a invenção do termo "Web 2.0", por uma empresa, a O'Reilly Media. A "primeira geração da internet" ou simplesmente, "web", foi inventada por Tim Berners-Lee, ele colocou no ar o primeiro website em agosto de 1991, era uma página exclusivamente com texto e que contava um pouco sobre a World Wide Web.

Aos que tiveram a oportunidade de navegar na internet antes da formação do termo Web 2.0, observa-se facilmente algumas diferenças entre o sistema de funcionamento atual do anterior. Abaixo segue algumas características sobre cada uma das plataformas:

Web
  • As páginas eram estáticas;
  • Conteúdo produzido por poucos, geralmente por quem tinha conhecimento sobre o funcionamento da web (especialistas);
  • A maior parte do conteúdo era formada por textos;
  • Sistema de busca precário.
  • Centralização do conhecimento
Web 2.0
  • Páginas dinâmicas, conteúdo interativo, relação produtor-leitor;
  • Conteúdos multimídias, integrando a imagem, o som e o texto;
  • Atualmente para se produzir conteúdo e disponibilizar na internet, não é necessário que se seja especialista em web.
  • Redes sociais e ferramentas de comunicação (Orkut, Facebook, Twitter, Flickr etc)
  • Sistemas de buscas mais inteligentes e interligados

Referências

COSTA, Cíntia "Como funciona a Web 2.0"

Disponível em http://informatica.hsw.uol.com.br/web-201.htm

RAVACHE, Guilherme "A terceira geração da Web"

Disponível em http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/1,,EDG77010-6014,00.html

World Wide Web
Disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/World_Wide_Web

Comentários

  1. Oi Ben,
    já tive aula sobre a web 2.0 e claro, relembrando todo o início.

    Muito bom

    abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana