Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autísticos: Reabertura do meu perfil no Facebook

Já que fechado ou aberto, as coisas do meu perfil sempre vazam. Plot twist: Perfil no Facebook reaberto.


Muita gente não estava conseguindo compartilhar as coisas que posto no perfil e a fan page limita o alcance orgânico.

Podem se divertir fuçando. Agora, arrancar informações de mim, é um jogo que eu adoro jogar e me fazer de sonso, como muitos de vocês do mundo do autismo que manipulam de todos lados, acham que Aspergers são.

Vocês sempre esquecem de duas coisas: todo Asperger é diferente; eu tenho altas habilidades.

Dica: não me leiam literalmente. Sou escritor. Não tentem supor qualquer coisa sobre mim ou o que eu posto. Adoro brincar com as palavras e me divirto com alguns de vocês espalhando coisas minhas. Meu hiperfoco é livro e literatura. Para quem acha que tudo o que posto é indireta ou ameaça, que seja, vai sofrer de curiosidade mesmo.

Para quem faz merda e está com medo, pode ficar com medo. Nunca disse que jogava de lado algum. Vocês me colocaram no jogo, agora me engulam…

O Ciberespaço e A Sociedade em Rede

Acredita-se que o termo "ciberespaço" tornou-se conhecido a partir do livro de ficção científica chamado Neuromancer, escrito por William Gibson. Na obra ganhadora dos três principais prêmios de ficção científica (Nebula Award, Hugo Award e Philip K. Dick Award) é contada a história de um ex-hacker ou "computer cowboy", termo utilizado no livro, e que ele foi banido do ciberespaço.

A visão futurista do autor inspirou diversas obras e antecipou de forma fictícia o que estamos presenciando, a era da informação.
Neste exato momento, várias pessoas estão conectadas à internet, conversando com pessoas de diversos lugares do mundo e trocando um grande fluxo de informações, mas será que elas sabem o que é o tal ciberespaço?

O que é o ciberespaço?

O filósofo e engenheiro Pierre Levy define o ciberespaço como: "o meio de comunicação aberto pela interconexão mundial dos computadores". Porém, o geógrafo Marcelo Solé Wanderley, em seu trabalho: "Ciberespaço, a ambiguidade do concreto e do abstrato", acredita que "O ciberespaço é muito mais que computadores conectados. Ele precisa que esta rede seja utilizada, que ela gere fluxos. Sem isso ele não existe".

Hoje, sabe-se que o ciberespaço não está relacionado somente a conexão entre computadores, como foi dito por Pierre Levy, outras tecnologias também têm esta capacidade de formação de redes.

Sociedade em rede

Os avanços tecnológicos possibilitaram a formação de um novo tipo de sociedade. O sociólogo Manuel Castells foi o elaborar do conceito de sociedade em rede e ele a conceitua como: "Uma estrutura social com base em redes... um sistema aberto altamente dinâmico suscetível de inovação sem ameaças ao seu equilíbrio".

Cada indivíduo pode ser visto como um nó e juntos interconectam-se formando uma rede. A formação de comunidades virtuais é um avanço muito grande e essa tendência é aumentar cada vez mais. Lembrando que antigamente as pessoas deveriam se encontrar presencialmente para discutirem assuntos e a informação era restrita ao espaço físico.

Esta sociedade em rede está trazendo "novas formas de socialização, novos estilos de vida e novas formas de organização social". A previsão é de que cada vez mais pessoas façam parte da rede virtual, basta observar o número de criação de redes sociais que não para de crescer.
O espaço virtual e o real estão cada vez mais interligados, arrisco-me a dizer que um dia será possível dizer que a ficção de ontem é a realidade do amanhã.

Referências
NUNES, Fábio Oliveira. Ciberespaço e a virtualidade
Disponível em: [http://www.fabiofon.com/webartenobrasil/texto_ciberespaco.html]

WANDERLEY, Marcelo Solé. Ciberespaço, a ambigüidade do concreto e do abstrato
Disponível em: [http://www.tamandare.g12.br/ciber/concreto%20e%20do%20abstrato.pdf]

LEVY, Pierre A Revolução contemporânea em matéria de comunicação

SILVA, Michele Tancman Candido da. A territoriedade do ciberespaço
Disponível em: [http://www.tamandare.g12.br/ciber/territoriovirtual.PDF]

Comentários

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana