Pular para o conteúdo principal

Destaques

Espectro Autista: Reflexão sobre conscientização do autismo

Vez ou outra eu recebo mensagens de pessoas pedindo ajuda sobre como trazer mais conscientização em lugares nos quais pouco se sabe sobre autismo. Nem toda cidade tem especialista em autismo, isso é um fato que todo mundo que já precisou de um, sabe como é. Minha dica é: compre/arrecade livros ATUALIZADOS sobre o assunto e/ou livros de ficção (com personagens autistas) e/ou livros escritos por autistas. Recomendo firmemente a literatura, já que a leitura trabalha a empatia e fica mais fácil dos neurotípicos entenderem como é estar 'na nossa pele', mesmo que por alguns minutos.


Não vai dar livro desatualizado, que é um desserviço. Já tem muita desinformação no Brasil. Eu poderia fazer uma lista sobre todos absurdos que leio, mas não vou.

Enfim, não dá para fugir da leitura. Infelizmente, muitos conteúdos brasileiros estão defasados, outros logo vão estar por causa das alterações do CID11 do Espectro Autista [só entra em vigor em 2022]. Tem muita coisa boa produzida pela comunid…

O Ciberespaço e A Sociedade em Rede

Acredita-se que o termo "ciberespaço" tornou-se conhecido a partir do livro de ficção científica chamado Neuromancer, escrito por William Gibson. Na obra ganhadora dos três principais prêmios de ficção científica (Nebula Award, Hugo Award e Philip K. Dick Award) é contada a história de um ex-hacker ou "computer cowboy", termo utilizado no livro, e que ele foi banido do ciberespaço.

A visão futurista do autor inspirou diversas obras e antecipou de forma fictícia o que estamos presenciando, a era da informação.
Neste exato momento, várias pessoas estão conectadas à internet, conversando com pessoas de diversos lugares do mundo e trocando um grande fluxo de informações, mas será que elas sabem o que é o tal ciberespaço?

O que é o ciberespaço?

O filósofo e engenheiro Pierre Levy define o ciberespaço como: "o meio de comunicação aberto pela interconexão mundial dos computadores". Porém, o geógrafo Marcelo Solé Wanderley, em seu trabalho: "Ciberespaço, a ambiguidade do concreto e do abstrato", acredita que "O ciberespaço é muito mais que computadores conectados. Ele precisa que esta rede seja utilizada, que ela gere fluxos. Sem isso ele não existe".

Hoje, sabe-se que o ciberespaço não está relacionado somente a conexão entre computadores, como foi dito por Pierre Levy, outras tecnologias também têm esta capacidade de formação de redes.

Sociedade em rede

Os avanços tecnológicos possibilitaram a formação de um novo tipo de sociedade. O sociólogo Manuel Castells foi o elaborar do conceito de sociedade em rede e ele a conceitua como: "Uma estrutura social com base em redes... um sistema aberto altamente dinâmico suscetível de inovação sem ameaças ao seu equilíbrio".

Cada indivíduo pode ser visto como um nó e juntos interconectam-se formando uma rede. A formação de comunidades virtuais é um avanço muito grande e essa tendência é aumentar cada vez mais. Lembrando que antigamente as pessoas deveriam se encontrar presencialmente para discutirem assuntos e a informação era restrita ao espaço físico.

Esta sociedade em rede está trazendo "novas formas de socialização, novos estilos de vida e novas formas de organização social". A previsão é de que cada vez mais pessoas façam parte da rede virtual, basta observar o número de criação de redes sociais que não para de crescer.
O espaço virtual e o real estão cada vez mais interligados, arrisco-me a dizer que um dia será possível dizer que a ficção de ontem é a realidade do amanhã.

Referências
NUNES, Fábio Oliveira. Ciberespaço e a virtualidade
Disponível em: [http://www.fabiofon.com/webartenobrasil/texto_ciberespaco.html]

WANDERLEY, Marcelo Solé. Ciberespaço, a ambigüidade do concreto e do abstrato
Disponível em: [http://www.tamandare.g12.br/ciber/concreto%20e%20do%20abstrato.pdf]

LEVY, Pierre A Revolução contemporânea em matéria de comunicação

SILVA, Michele Tancman Candido da. A territoriedade do ciberespaço
Disponível em: [http://www.tamandare.g12.br/ciber/territoriovirtual.PDF]

Comentários

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana