Pular para o conteúdo principal

Destaques

Dia de Conscientização do Autismo: Data batida por causa do Coronavírus

Hoje foi dia de conscientização do autismo. Com tantas preocupações sobre o Coronavírus, a data acabou passando batida. Mas para quem apoia a causa, além de usar o mês inteiro para abordar o assunto, a vida se torna uma constante aula de aceitação.



Sempre disse que nunca vestiria os símbolos que não concordo, por motivos internacionais, mas como disse minha psicóloga uma vez, não posso ficar comparando a realidade de outro país com a nossa (embora seja quase impossível pra mim).

Embora muitos autistas não gostem do quebra-cabeça e do laço (me incluo entre eles), prefiro o símbolo do infinito da Neurodiversidade, cheguei a conclusão que é só um estresse a mais e não adianta explicar para as pessoas.

Tal qual a palavra autista foi ressignificada, talvez seja melhor ressignificar do que ficar dando murro na ponta da faca (acertei a expressão?).

Enfim, só para não passar batido, foto com a camiseta que minha mãe pegou para mim em um evento de autismo em Campo Grande (MS).

Quando ganhei, p…

Quit Facebook Day - Campanha para sair do facebook

Abandonar a rede social Facebook no dia 31 de maio. Este é o tema de uma campanha chamada: Quit Facebook Day ou "Dia de sair do Facebook", organizada pelos twitteiros: @mmilan e @josephdee. Matthew Milan é designer e Joseph Dee é criador de novas tecnologias para web. Abaixo você confere o que os autores desta campanha pensam sobre o assunto.

Por que eles pretendem sair?
 
Os idealizadores da campanha acreditam que o Facebook não faz um bom trabalho em dois departamentos: escolhas justas e boas intenções. O Facebook dá a escolha de como administrar os dados, mas quando é para cada um administrar essas escolhas, a rede social torna isto muito difícil para usuários regulares entenderem ou administrarem isto. "Nós também achamos que o Facebook não tem muito respeito por você ou pelos seus dados, especialmente em um futuro contexto", acrescentam.
 
"Para muitas pessoas, sair do Facebook envolve uma questão de privacidade. Esta é uma preocupação legítma, mas nós também achamos que os problemas de privacidade são apenas os sintomas de uma série de problemas. O efeito acumulativo do que o Facebook faz agora não funcionará bem em nosso futuro, e nós nos preocupamos profundamente com o futuro da web, como um lugar para humanos, aberto e seguro. Nós apenas não vemos a direção atual do facebook alinhada com qualquer futuro positivo para a web, então nós estamos partindo", explicam.
 
O que você deve saber?
 
Millan e Dee dizem que sair do Facebook não é fácil, pois ele é envolvente, agradável e com toda a franqueza, viciante. "Sair do Facebook é como parar de fumar".
 
Para sair, você tem que entender a natureza do problema e que existem vários artigos e posts que articulam melhor do que eles sobre o que está errado com o Facebook. "Nós te encorajamos a lê-los e formar suas próprias opiniões. Será mais fácil seguir em frente quando você tem uma escolha clara e consciente sobre o por quê você preferiria sua vida online sem Facebook".


Quais são suas opções?

Existem outras alternativas além do Facebook. Para alguns, uma combinação de serviços como e-mail, Twitter e Flickr pode ser uma boa opção. Millan e Dee complementam: "Se toda a população do Brasil pode usar o Orkut, nós pensamos que existe esperança para você encontrar um nova lar na web".

"No momento, não há muitas opções boas de substituição direta, mas saiba que você não está sozinho. Quando existe uma necessidade de mercado, não demora muito para melhores opções aparecerem. Para nós a melhor coisa a fazer é contribuir com essa causa. Isso é o "Dia de sair do Facebook", finalizam.

Comentários

  1. Esse fato não afertará muio o Brasil porque como já disseram na entrevista a maior rede social do brasil é o orkut, mas como mundialmente falando o facebook é o mais popular, realmente vai ser bem difícil sensibilizar todas as pessoas com essa causa, mas assim que surgir algo melhor essa rede social vai fazer de tudo para melhorar e inclusive não vai começar a cobrar para ser usado. Adorei o post.

    ResponderExcluir
  2. cara, eu ainda não entendi completamente essa polêmica do Facebook... tenho até que procurar melhor isso.. mas, so p constar.. tb acho q o Brasil n vai ser muito afetado.. outra coisa, vc ja ouviu falar de um rede social opensource? dizem q a proposta dela vai revolucionar as redes como conhecemos hoje.. eu ainda tb vou procurar mais sobre isso, mas #fikdik aí né...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!