Pular para o conteúdo principal

Destaques

Fascismo à Brasileira: Livro do jornalista Pedro Doria fala da influência de Mussolini no Brasil

Fascismo . O termo tem circulado nas redes sociais nos últimos anos, mas muita gente reproduz sem saber seu significado, história ou contexto. Outros confundem com nazismo ou comunismo . Para explicar sobre suas origens, a influência no Integralismo brasileiro e as conexões com o Bolsonarismo, o livro Fascismo à Brasileira , escrito pelo jornalista especializado em política e tecnologia Pedro Doria . A obra nacional foi publicada pela editora Planeta , em 2020.  Compre o livro Fascismo à brasileira (Pedro Doria): https://amzn.to/3pN99xo   Ainda bem que as coisas mudam. Do mesmo modo que houve um aumento de governos de Extrema-Direita pelo mundo, o cenário agora está se revertendo, revelando quantos danos foram causados à democracia e também à diplomacia, criando mais divisões e tensões entre os países em um período tão difícil de pandemia. Embora tenha inspirações no fascismo italiano de Benito Mussolini e também possa ser comparado à Ação Integralista Brasileira , um movimento polí

5 Motivos pelos quais você deve escrever para um jornal estudantil

Em seu artigo: "Fiver Reasons Why You Should Write For Your Student Newspaper", o professor de jornalismo Tony Rogers explica 5 motivos por que você deve escrever para o seu jornal estudantil. Confira abaixo:

1. Experiência de trabalho

Quando você termina a faculdade e está procurando por aquele primeiro emprego em jornalismo, os editores estarão procurando por pessoas com experiência de trabalho prévia. Jornais estudantis são o lugar para conseguir esta experiência.

2. Clips

Outra coisa que os editores estão procurando são ótimos clips, amostras publicadas de seus artigos. Você tem que construir um portfólio de clips. Então, onde você consegue clips? Jornais estudantis.


3. Tenha uma idéia do trabalho

Não há nada pior do que passar anos conseguindo uma graduação na universidade em uma área específica, para descobrir quando você conseguir seu primeiro emprego que você odeia aquela área. Trabalhar em um jornal estudantil lhe dá uma sensação do que o jornalismo profissional realmente é. Você aprenderá o que é escrever histórias reais, sobre deadlines (prazos finais), obter assinatura de verdade.

No final você pode decidir se você ama ou odeia jornalismo,mas melhor descobrir agora, enquanto você ainda está na universidade.

4- Encontre seu nicho

Ir para a universidade, especialmente uma grande escola estadual, pode ser uma experiência desumanizante. Você provavelmente conhecia grande parte das pessoas no colegial, e agora de repente você é apenas mais um entre milhares de estudantes anônimos em um grande campus da universidade.

Trabalhar em um jornal estudantil fornece-lhe uma colocação, um lugar para chamar de seu, uma identidade.

5. É muito divertido!

Esqueça todo este lance de carreira por um momento. Trabalhar em um jornal estudantil é simplesmente divertido. Você está trabalhando, sim, mas está também saindo com pessoas que compartilham mesma opinião e fazendo novos amigos. E até pode ser uma ocasional festa depois que todo o trabalho é feito. Quem já trabalhou em um jornal estudantil te dirá que eles tiveram um ótimo momento.

Comentários

Mais lidas da semana