Pular para o conteúdo principal

Destaques

Antraz: Documentário da Netflix revela investigações feitas pelo FBI durante anos

Um pouco após os atentados terroristas contra as torres gêmeas, em Nova Iorque, Estados Unidos, no 11 de setembro de 2001, uma ameaça de antraz colocou as autoridades, como o FBI em alerta, e espalhou pânico nos norte-americanos devido à facilidade de se espalhar sem as pessoas saberem.  Dirigido e roteirizado por Dan Krauss e produzido pela Netflix e pela BBC, 21 anos após o ataque e o primeiro caso de circulação do antraz, o documentário Antraz: EUA Sob Ataque (The Anthrax Attacks) leva o telespectador para as investigações do FBI que duraram anos. O que a princípio foi alvo de muita pressão para a solução do caso, principalmente pelo medo dos norte-americanos do esporo da bactéria continuar se espalhando pelas cartas e fazendo mais pessoas adoecerem e/ou morrerem, logo foi caindo no esquecimento conforme as investigações desenrolavam fora dos holofotes.  Com a proximidade do caso do ataque às torres gêmeas, à primeira vista, o pânico generalizado fez com quem os norte-americanos

Telejornalismo Brasileiro

Confira abaixo algumas informações sobre o telejornalismo brasileiro. O seguinte texto foi escrito com referência no artigo de Jaciara Novaes Mello, "Telejornalismo no Brasil".

De acordo com a autora, nos anos da década de 1950 a história do jornalismo brasileiro se confunde com a chegada da televisão no Brasil, que começou suas transmissões em 18 de setembro de 1950.

O jornalista Assis Chateuabriand, criador da TV Tupi, transmitiu o primeiro telejornal do Brasil "Imagens do dia" um dia depois da inauguração da PRF-3/TV Tupi, Canal 3 de São Paulo. O telejornal comandado por Maurício Loureiro Gama mostrava imagens brutas dos acontecimentos do dia e durava o tempo necessário para a transmissão de todos os fatos e imagens.

"Daquela data até hoje, o telejornalismo foi conquistando o público brasileiro e se adequando às novas tecnologias e às necessidades do público-alvo".

No seu início, o telejornal tinha uma linguagem próxima à do rádio. Atualmente, o telejornalismo brasileiro segue o modelo americano, "jornalismo 'clean', asséptico, onde os mitos da imparcialidade e da objetividades são defendidos como verdades inabaláveis".

Mello fala sobre a importância da chegada da internet em 1990, "permitiu que os programas telejornalísticos disponibilizassem, aos poucos o conteúdo diário dos telejornais em suas páginas na rede. Essa ação contribuiu para o aumento do fluxo de informações entre o público".

Repórter Esso

Foi considerado o marco do telejornal na história da televisão brasileira. O telejornal em seu início apresentava as notícias no formato do programa de rádio e por 18 anos foi referência para os telejornais implantados em outras emissoras.


Acesse o artigo na íntegra

Comentários

Mais lidas da semana