Pular para o conteúdo principal

Destaques

4 Quotes de Penny Dreadful

“Eu não contaria isso à Srta. Ives. Afinal, quem quer saber que é caçada pelo diabo?” “Você recebeu um grande poder. Um dia você a usará e tomará seu lugar predito sobre esses animais mortais. Você sabe em seu coração que estou falando a verdade, admita”; “Todos nós somos duas coisas de certa forma. Anjo e diabo, luz e escuridão”; “Eu amo tempestades. Primordial. Cada pedacinho de civilização se foi. Toda verdade saindo ” . Leia também:  Resenha: O Tarô da Deusa Tríplice – Isha Lerner   Twin Flames – Nikki Rowe   Dica de livro:  O Tarô de Marselha Revelado   Twin Flames: Chamas gêmeas devoradas pelo ouroboros – Ben Oliveira   6 Quotes de Penny Dreadful: Vanessa Ives   6 Conselhos para Bruxos Iniciantes – Ben Oliveira   *Ben Oliveira é escritor, formado em jornalismo. Autor do livro de terror  Escrita Maldita , publicado na Amazon e dos livros de fantasia jovem Os Bruxos de São Cipriano:  O Círculo (Vol.1)  e  O Livro (Vol. 2) , disponíveis no  Wattpad  e na loja Kindle. Me acompanhe na

Telejornalismo Brasileiro

Confira abaixo algumas informações sobre o telejornalismo brasileiro. O seguinte texto foi escrito com referência no artigo de Jaciara Novaes Mello, "Telejornalismo no Brasil".

De acordo com a autora, nos anos da década de 1950 a história do jornalismo brasileiro se confunde com a chegada da televisão no Brasil, que começou suas transmissões em 18 de setembro de 1950.

O jornalista Assis Chateuabriand, criador da TV Tupi, transmitiu o primeiro telejornal do Brasil "Imagens do dia" um dia depois da inauguração da PRF-3/TV Tupi, Canal 3 de São Paulo. O telejornal comandado por Maurício Loureiro Gama mostrava imagens brutas dos acontecimentos do dia e durava o tempo necessário para a transmissão de todos os fatos e imagens.

"Daquela data até hoje, o telejornalismo foi conquistando o público brasileiro e se adequando às novas tecnologias e às necessidades do público-alvo".

No seu início, o telejornal tinha uma linguagem próxima à do rádio. Atualmente, o telejornalismo brasileiro segue o modelo americano, "jornalismo 'clean', asséptico, onde os mitos da imparcialidade e da objetividades são defendidos como verdades inabaláveis".

Mello fala sobre a importância da chegada da internet em 1990, "permitiu que os programas telejornalísticos disponibilizassem, aos poucos o conteúdo diário dos telejornais em suas páginas na rede. Essa ação contribuiu para o aumento do fluxo de informações entre o público".

Repórter Esso

Foi considerado o marco do telejornal na história da televisão brasileira. O telejornal em seu início apresentava as notícias no formato do programa de rádio e por 18 anos foi referência para os telejornais implantados em outras emissoras.


Acesse o artigo na íntegra

Comentários

Mais lidas da semana