Pular para o conteúdo principal

Destaques

Revolutionary Love: Série coreana de drama explora o abismo que divide as classes sociais

Embora muitos dramas coreanos pequem na representatividade de diversidade racial e deem pouquíssimo espaço para estrangeiros e imigrantes, a série Revolutionary Love (2017) da tvN e no Brasil disponível temporariamente pela Netflix , acaba indo além dos elementos de comédia e romance, mostrando o drama das diferenças de classes sociais , os preconceitos e a possibilidade de imersão nesse mundo desconhecido pelo filho do dono de um dos maiores conglomerados de empresas da Coreia do Sul . A ingenuidade e a ignorância da realidade das classes trabalhadoras tornam o protagonista um tanto embaraçoso, lembrando de forma vaga a jornada de Buda quando conheceu a realidade fora do palácio e foi confrontado com a fome, a doença, a pobreza e a morte. Longe de ser uma série com alguma alegoria espiritual, mas do ponto de vista do comportamento é interessante acompanhar como Byun Hyuk (Choi Si-won) se torna mais empático e humanizado quando seu caminho cruza com o de Baek Joon (Kang So-ra) . E

Disponível para download o 1º capítulo do livro 'Geração Y: O nascimento de uma nova versão de líderes'

O primeiro capítulo do livro "Geração Y: O nascimento de uma nova versão de líderes" está disponível para download no site do autor, Sidnei Oliveira. Sidnei é formado em Marketing e administração de empresas, autor de vários livros sobre liderança e administração, consultor, palestrante e expert em conflitos de gerações, geração Y, desenvolvimento de novos Talentos e redes sociais.


No prefácio do livro, a Presidente do Grupo DMRH/Cia. de Talentos, Sofia Esteves, diz que o impacto do jovem não será no futuro, será hoje e nós precisamos compreender isso.

O primeiro capítulo do livro, "Tudo tem um começo", conta a história de um executivo. A filha do executivo tem um trabalho do colégio e ele deixa a garota sozinha para que possa realizá-lo. Ao vê-la denovo, ele fica perplexo com a situação, a garota estava assistindo TV, com fones ouvindo música, com sites abertos no computador, Word e PowerPoint abertos, teclando com amigas no MSN e com o celular na mão enviando um SMS, tudo ao mesmo tempo.

Ao confrontar a garota, o executivo teve o "choque da geração Y". O executivo tratou de desligar e fechar tudo o que estava a atrapalhando. Todavia, a filha explicou que estava fazendo o trabalho junto com as amigas no MSN, a TV exibia um documentário sobre o tema do trabalho, o SMS era um agradecimento à professora, as músicas que ela estava ouvindo seriam utilizadas na apresentação do PowerPoint do trabalho e os sites continham as informações de pesquisa.

A jovem tirou nota máxima no trabalho. Sidnei Oliveira explica que esssas situações estão se tornando cada vez mais comuns nas famílias de todo o mundo. "Esses jovens estão obtendo na escola resultados muito melhores do que jovens de outras gerações. O grau de exigência está aumentando, os desafios e a concorrência estão cada vez maiores".

O autor fala sobre a Era das Conexões (a partir de 2000), e explica que diferente da Era do Conhecimento (até 2000) em que a informação era o fator de maior relevância, atualmente, o principal valor está associado a pessoas que possuem relacionamentos. "Chegamos ao tempo em que conhecer a pessoa certa, na hora certa, com aquilo de que você precisa... não tem preço".
 
Download do  1ª capítulo do livro "Geração Y: O nascimento de uma nova versão de líderes"

Comentários

Mais lidas da semana