Pular para o conteúdo principal

Destaques

12 Graphic Novels que você precisa ler

Começou como uma forma de experimentação na leitura. Apesar de gostar de tirinhas, nunca tinha me aventurado pelo universo das graphic novels, como aconteceu há alguns anos – pelo menos, não de forma que me interessasse.

Percebo que cada vez mais pessoas estão se interessando pelos diferentes formatos de narrativas. Acho válida toda forma de contação de histórias e acredito que elas podem criar experiências complementares. Há espaço para todos gostos.


Com doze indicações de leitura, dá para ler um livro por mês ou ler todos em um só mês, dependendo do ritmo de leitura e da fome por histórias de cada um. Entre temáticas mais sociais e outras mais fantasiosas, as graphic novels podem ser uma porta de entrada para outros livros, como podem ocupar um espaço central no coração de quem é aficionado por histórias ilustradas.

Histórias que podem ir muito além de um passa-tempo, como se acreditava antigamente, mas também proporcionar reflexões sobre a vida, juntando o melhor dos dois mundos: d…

Editora-executiva do Portal Imprensa fala sobre tendências do jornalismo digital

Nesta terça-feira (19) aconteceu na Universidade Anhanguera-Uniderp o Encontro de Comunicação de Mato Grosso do Sul (ECOM MS). A jornalista e editora-executiva do Portal Imprensa Thaís Naldoni ministrou a palestra com o tema: "Tendências do jornalismo digital e aplicação de redes sociais".

Segundo a jornalista, as características que o profissional de jornalismo online e novas mídias deve ter são: rapidez em apuração e textos; capacidade de organização textual; texto direto, informativo, sem "firulas"; saber ler e escrever em português; ter boas noções gramaticais; capacidade de atuar sob pressão.

A editora-executiva do Portal Imprensa também falou sobre a "farra do copiar e colar", o que ela considera como um pecado do jornalismo online. Ela ressalta alguns pontos: Copiar uma informação de um site pode implicar quebra de direito autoral; Esta prática dissemina pela rede e causa problemas graves de repetição de erros e de conteúdo; Repetir uma informação pode padronizar e tornar uma matéria jornalística totalmente sem sabor".

Thaís Naldoni falou sobre as barrigas (informações mal apuradas), portais de notícias que copiam e colam as notícias sem apurar e explica que o assunto deve ser tratado com seriedade. Ela lamenta que muitos sites apaguem o conteúdo, ao invés de colocarem uma errata e relembra um caso acontecido com o colunista do Portal Imprensa, Wilson da Costa Bueno, que teve sua foto divulgada em notícia da morte de um escritor homônimo. Notícias mal apuradas podem causar uma série de prejuízos às pessoas, inclusive emocionais.

Muitos portais, para atrair audiência, publicam notícias sobre celebridades, mundo animal, pseudo ciência. Naldoni conta que como consequência, o leitor é "idiotizado". "Se nós oferecermos isso como conteúdo, o leitor não agrega informação. Precisamos viver comercialmente, mas não podemos esquecer da informação. O jornalista tem que ser responsável por ela".

"Vocês têm que tomar cuidado com o que escrevem, o texto deve ter concisão. Não só na internet, como em qualquer outro veículo, é importante que a gente seja reto na informação", argumenta a jornalista.

Comentários

Mais lidas da semana