Pular para o conteúdo principal

Destaques

Antraz: Documentário da Netflix revela investigações feitas pelo FBI durante anos

Um pouco após os atentados terroristas contra as torres gêmeas, em Nova Iorque, Estados Unidos, no 11 de setembro de 2001, uma ameaça de antraz colocou as autoridades, como o FBI em alerta, e espalhou pânico nos norte-americanos devido à facilidade de se espalhar sem as pessoas saberem.  Dirigido e roteirizado por Dan Krauss e produzido pela Netflix e pela BBC, 21 anos após o ataque e o primeiro caso de circulação do antraz, o documentário Antraz: EUA Sob Ataque (The Anthrax Attacks) leva o telespectador para as investigações do FBI que duraram anos. O que a princípio foi alvo de muita pressão para a solução do caso, principalmente pelo medo dos norte-americanos do esporo da bactéria continuar se espalhando pelas cartas e fazendo mais pessoas adoecerem e/ou morrerem, logo foi caindo no esquecimento conforme as investigações desenrolavam fora dos holofotes.  Com a proximidade do caso do ataque às torres gêmeas, à primeira vista, o pânico generalizado fez com quem os norte-americanos

Especialista dá dicas de como o jornalista pode construir sua marca pessoal na internet

Em post divulgado no site journalism.co.uk, a especialista em Personal Branding Marieke Hensel dá conselhos de como o jornalista deve ou não deve usar a internet para construir sua marca pessoal.


Marieke Hensel explica que marcas como Google e Coca-Cola são bastante reconhecidas, mas todos têm um tipo pessoal de brand. "Nós talvez não tenhamos a mesma popularidade no mercado, mas pessoas que nós conhecemos têm uma idéia em suas mentes de quem somos e o que fazemos. É difícil mudar radicalmente a percepção na mente das pessoas, mas gradualmente ao mostrar às pessoas quem você é e o que você representa ensina a eles o jeito que você quer ser retratado", ensina.

De acordo com a especialista, se o seu nome é consistentemente associado com uma área que você está apaixonado e tem conhecimento, as pessoas irão começar a reconhecer você e se eles estão procurando por um jornalista de determinado nicho, te procurarão antes dos outros.
Dicas para construir a sua marca pessoal (nome)

- Comece compartilhando seus artigos novos em redes sociais;

- Se você compartilhar seus conteúdos online verá que mais pessoas irão te seguir, tornar seus amigos ou mostrar que gostam dos seus artigos, e construirá novas conexões.

- Conexões podem te levar para potencias projetos, especialmente se você se conectar com as pessoas certas, ou pessoas que conhecem as pessoas certas.

- Duas maneiras de como você pode diferenciar-se dos outros profissionais do mercado é através do conhecimento de área e personalidade.

- Não basta ter um website mais, deve-se estar presente nas redes sociais. Fique atento à foto do perfil, pois esta dá credibilidade e aumenta as chances de um produtor de mídia entrar em contato com você. Se você quer construir o seu nome (sua marca pessoal), você tem que usar o seu nome constantemente.

"Ter uma presença online é um elemento necessário para ser um jornalista bem-sucedido", finaliza.

Acesse o artigo na íntegra

Comentários

Mais lidas da semana