Pular para o conteúdo principal

Destaques

Twin Flames: Das escolhas quando o juramento de amor e proteção se torna tóxico

Twin Flames são lindas nos livros, filmes, séries, músicas e demais expressões artísticas. Na vida real, no entanto, elas podem te levar ao céu e ao inferno em questão de minutos. Uma conexão de vidas passadas, presente e futuras; um casal destinado a se reencontrar de novo e de novo, até evoluírem na jornada espiritual, ficarem juntos novamente ou finalmente romperem o contrato de alma. Como cão e gato, um dos dois segue o outro; depois, o papel se inverte: caça vira caçador. Uma jornada intensa, complexa, repleta de emoções intensas capazes de te salvar nos dias sombrios e te proteger do mundo, afastando pessoas que podem te machucar ou com intenções ocultas; porém, nos dias de luz, a menos que estejam na fase de união, a fase de distanciamento pode quase te enlouquecer ao esperar uma reconciliação que pode levar anos ou nunca vir – especialmente, quando uma das duas decide se afastar intencionalmente e te ignorar, mas ao mesmo tempo, não consegue romper a conexão espiritual entre vo

Fonoaudióloga dá dicas de como cuidar da voz

Saber se comunicar bem é importante no campo pessoal e profissional, o que exige prática e cuidado com o aparelho fonador. A fonoaudióloga Luciana Helena R. Oshiro deu algumas dicas de como falar bem em um curso de extensão realizado nesta quarta-feira (2) no campi II do Centro Universitário Anhanguera (antiga Unaes) de Campo Grande.

A fonoaudióloga explica basicamente que comunicar-se é se fazer entendido pelo outro e que para aprender a se comunciar bem, no caso oralmente, não é fácil, é necessário técnica e treino.

"A voz é nossa identidade, através dela conseguimos passar para o outro o que estamos sentindo", explica Luciana Oshiro. A fonoaudióloga fala que é importante ter cuidado com a voz para não ter problemas.

Confira algumas dicas dadas pela fonoaudióloga sobre como cuidar da voz:

- Em primeiro lugar, evitar tudo o que tem relação com o choque térmico;

- Tomar 4 litros de água por dia;

- Não competir com ruído em ambientes barulhentos;

- Evitar roupas apertadas, principalmente na região do pescoço e da cintura;

- Evitar gritar ou falar durante muito tempo;

- Evitar bebidas alcóolicas, sprays, pastilhas, drops, pois estes atuam como anestésicos, melhorando a voz aparentemente e mascarando seu abuso;

- Evitar o fumo, pos o mesmo irrita a a mucosa de todo aparelho fonador, especialmente as pregas vocais.

Alguns dos sintomas de quem está com algum problema vocal são: ardência, dor na garganta, perda de voz ou rouquidão. A psicóloga alerta a necessidade de se procurar um médico otorrinolaringologista ou fonoaudiólogo caso os sintomas persistam.

Comentários

Mais lidas da semana