Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sobre rabiscos e telas brancas

A tela branca pode ser um convite à explosão criativa ou uma tortura ao artista que sente seu espírito definhando diante da pesada realidade. Em tempos de crise e ódio, a arte fica esquecida e é vista como desimportante; ironicamente, é quando mais precisamos dela, de algo que nos faça sentir vivo e toque as partes atordoadas.


O som dos dedos se movendo pelo teclado era como fantasmas de uma vida distante. É incrível perceber quantas vezes nós deixamos algumas partes nossas morrerem ao longo de nossas existências; as máscaras, antes tão confortáveis, agora incomodam e não nos servem mais. Leva tempo até ficarmos satisfeitos e ajustados à nova realidade. Viver é admitir que sabemos pouco sobre nós mesmos e há sempre algo novo que pode nos transformar, seja para o bem ou para o mal.

O artista encara a tinta respingando pela tela. Para o espectador sem intimidade, nada faz sentido, a desconexão de ideias é tormentosa; para ele, o lembrete de que sua arte nunca o abandonaria. Como poderia…

Fonoaudióloga dá dicas de como cuidar da voz

Saber se comunicar bem é importante no campo pessoal e profissional, o que exige prática e cuidado com o aparelho fonador. A fonoaudióloga Luciana Helena R. Oshiro deu algumas dicas de como falar bem em um curso de extensão realizado nesta quarta-feira (2) no campi II do Centro Universitário Anhanguera (antiga Unaes) de Campo Grande.

A fonoaudióloga explica basicamente que comunicar-se é se fazer entendido pelo outro e que para aprender a se comunciar bem, no caso oralmente, não é fácil, é necessário técnica e treino.

"A voz é nossa identidade, através dela conseguimos passar para o outro o que estamos sentindo", explica Luciana Oshiro. A fonoaudióloga fala que é importante ter cuidado com a voz para não ter problemas.

Confira algumas dicas dadas pela fonoaudióloga sobre como cuidar da voz:

- Em primeiro lugar, evitar tudo o que tem relação com o choque térmico;

- Tomar 4 litros de água por dia;

- Não competir com ruído em ambientes barulhentos;

- Evitar roupas apertadas, principalmente na região do pescoço e da cintura;

- Evitar gritar ou falar durante muito tempo;

- Evitar bebidas alcóolicas, sprays, pastilhas, drops, pois estes atuam como anestésicos, melhorando a voz aparentemente e mascarando seu abuso;

- Evitar o fumo, pos o mesmo irrita a a mucosa de todo aparelho fonador, especialmente as pregas vocais.

Alguns dos sintomas de quem está com algum problema vocal são: ardência, dor na garganta, perda de voz ou rouquidão. A psicóloga alerta a necessidade de se procurar um médico otorrinolaringologista ou fonoaudiólogo caso os sintomas persistam.

Comentários

Mais lidas da semana