Pular para o conteúdo principal

Destaques

Fake News de Saúde e Autismo: 10 Desafios de Combater o Charlatanismo

Estou só fazendo meu papel como jornalista de levar informações confiáveis. Para quem simpatiza com terapias sem comprovação científica que alegam curar o autismo, não leve para o lado pessoal. Se quiser levar, também já é uma questão sua para resolver internamente ou em terapia.


Repito: Até o momento, QUALQUER tratamento que alegue curar o autismo está sendo fraudulento. O autismo é condição neurobiológica para a vida. O que existem são pesquisas inconclusivas, gente que mente na cara de pau e/ou não tem conhecimento sobre neurociências.

Todo profissional de saúde tem dever ético de alertar sobre tratamentos falsos. Se a pessoa não alerta e ainda promete curas, abra os olhos.

Recomendo mais leitura sobre o assunto para ser menos enganado: mais livros sérios sobre autismo (nem todo livro é bom), mais pesquisas e estudos, mais conteúdos produzidos por organizações INTERNACIONAIS de autismo.

Desde que o autismo foi descoberto, teorias infundadas foram levantadas, especialmente por profiss…

BBC lança guia para orientar jornalistas nas mídias sociais

A BBC divulgou no dia 12 de julho deste ano um guia para jornalistas da empresa nas mídias sociais. O guia aborda três preocupações principais da empresa em relação às atividades dos funcionários nas mídias sociais: atividades pessoais sem envolver o nome da BBC News, atividades para programas realizados oficialmente em nome da empresa (envolver-se melhor com a audiência ou até mesmo estender o alcance) e atividades oficiais de editores, apresentadores, correspondentes e repórteres da BBC News.

Dentro do documento de quatro páginas, cujo link está divulgado abaixo, cada uma das três preocupações da empresa são explicadas e acompanhadas de um link que orienta como os funcionários devem se comportar de acordo com suas atividades.

Guia da BBC para orientação das atividades de jornalistas nas mídias sociais

Comentários

Mais lidas da semana