Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sobre rabiscos e telas brancas

A tela branca pode ser um convite à explosão criativa ou uma tortura ao artista que sente seu espírito definhando diante da pesada realidade. Em tempos de crise e ódio, a arte fica esquecida e é vista como desimportante; ironicamente, é quando mais precisamos dela, de algo que nos faça sentir vivo e toque as partes atordoadas.


O som dos dedos se movendo pelo teclado era como fantasmas de uma vida distante. É incrível perceber quantas vezes nós deixamos algumas partes nossas morrerem ao longo de nossas existências; as máscaras, antes tão confortáveis, agora incomodam e não nos servem mais. Leva tempo até ficarmos satisfeitos e ajustados à nova realidade. Viver é admitir que sabemos pouco sobre nós mesmos e há sempre algo novo que pode nos transformar, seja para o bem ou para o mal.

O artista encara a tinta respingando pela tela. Para o espectador sem intimidade, nada faz sentido, a desconexão de ideias é tormentosa; para ele, o lembrete de que sua arte nunca o abandonaria. Como poderia…

Jornalismo para Web


No texto da Doutora Luciana Mielniczuk "Sistematizando alguns conhecimentos sobre jornalismo na web" são trabalhados alguns conceitos relacionados ao jornalismo da internet. De acordo com o trabalho ainda não existe um consenso sobre as terminologias relacionados a este tipo de jornalismo.

Jornalismo eletrônico, jornalismo digital, ciberjornalismo, webjornalismo e jornalismo online... Todos os termos estão relacionados ao jornalismo e variam de acordo com a sua produção. O entendimento de cada um dos termos utilizados pela autora contribuiram com o desenvolvimento do estudo sobre o fenômeno, além de possibilitar melhor descrição. Estas conceituações foram realizadas de acordo com pesquisa bibliográfica e na observação empírica dos produtos desenvolvidos po web, e mostram os diferentes pontos de vistas de autores da área.

Concordo com Luciana Mielniczuk quando ela diz que o jornalismo eletrônico engloba os outros termos como jornalismo online e jornalismo digital, pois quando se trata de eletrônico, não necessariamente está voltado para a internet. Por exemplo, para produzir uma matéria o jornalista (captação) pode-se utilizar de gravador, câmera fotográfica digital e até um computador, mas o conteúdo não será necessariamente publicado (disseminação) na internet, podendo ser utilizado em outros meios de comunicação, como jornal impresso, programa televisivo ou rádio.

Ainda de acordo com a autora citando Bastos (2000), o jornalismo online estaria relacionado a apuração realizada nas redes e o jornalismo digital à disponibilização dos produtos. Acredito que a definição dos termos ficaram confusas, pois quando penso em jornalismo online, penso nos produtos jornalísticos disponibilizados na internet, no processo todo, desde a pesquisa de fontes, apuração de conteúdos e a publicação na web. O jornalismo digital, no meu ponto de vista, estaria relacionado à transformação do conteúdo real para o digital ou ao seu nascimento 100% digital. Todavia, Mielniczuk cita também Machado (2000), que prefere a utilização de jornalismo digital para o suporte e o termo online mais restrito.

O jornalismo digital, segundo o trabalho, também é conhecido como jornalismo multimídia. Concordo com a definição da autora, pois na internet existe a convergência de diferentes meios de comunicação, podendo ter natureza de texto, som e imagem. Além dos termos citados acima, a autora ainda comenta sobre o ciberjornalismo, relacionado à cibernética e ao ciberespaço, com a utilização de banco de dados para a elaboração de matéria.

De todos os termos, o mais específico é o Webjornalismo, onde este é apropriado especificamente para a internet.

Apesar de serem termos relativamente confusos, a relação entre cada um deles possibilita o melhor entendimento. Jornalismo eletrônico > Jornalismo Digital > Ciberjornalismo > Jornalismo Online > Webjornalismo. Atualmente os jornalistas entram em contato com cada um desses termos, portanto seria mais fácil a utilização genêrica de ciberjornalismo, quando se tratar de conteúdos para Web, já que os outros termos são mais específicos e os outros englobam a produção jornalística para os outros meios de comunicação de massa.

Para concluir, assim como Mielniczuk afirma que é necessário um vocabulário comum que facilite e agilize o diálogo, também acredito na importância do desenvolvimento de mais estudos na área. 

Comentários

Mais lidas da semana