Pular para o conteúdo principal

Destaques

Marcel Proust e sua devoção pelos livros

Para o escritor francês Marcel Proust, a relação com os livros era como uma amizade. Enquanto algumas pessoas veem a leitura como perda de tempo, para o autor, era exatamente o contrário; sua infância foi vivida de forma plena na companhia dos seus livros preferidos.

Encontre o livro Sobre a Leitura (Marcel Proust): https://amzn.to/2qRG6LE

"Enquanto a leitura for para nós a iniciadora cujas chaves mágicas abrem no fundo de nós mesmos a porta de moradas em que não conseguiríamos penetrar, seu papel em nossa vida será salutar"– Marcel Proust, Sobre a Leitura
Sobre a Leitura é um livro que traz um prefácio de Marcel Proust escrito para o livro Sésame et les Lyz, do escritor e crítico de arte britânico John Ruskin, em 1905, além de trazer uma entrevista com Céleste Albaret para a jornalista Sonia Nolasco-Ferreira, publicada originalmente na revista 80, em 1983. Céleste cuidou do escritor e sua casa durante dez anos, até sua morte. No Brasil, a obra foi publicada pela L&PM Pock…

Jornalismo para Web


No texto da Doutora Luciana Mielniczuk "Sistematizando alguns conhecimentos sobre jornalismo na web" são trabalhados alguns conceitos relacionados ao jornalismo da internet. De acordo com o trabalho ainda não existe um consenso sobre as terminologias relacionados a este tipo de jornalismo.

Jornalismo eletrônico, jornalismo digital, ciberjornalismo, webjornalismo e jornalismo online... Todos os termos estão relacionados ao jornalismo e variam de acordo com a sua produção. O entendimento de cada um dos termos utilizados pela autora contribuiram com o desenvolvimento do estudo sobre o fenômeno, além de possibilitar melhor descrição. Estas conceituações foram realizadas de acordo com pesquisa bibliográfica e na observação empírica dos produtos desenvolvidos po web, e mostram os diferentes pontos de vistas de autores da área.

Concordo com Luciana Mielniczuk quando ela diz que o jornalismo eletrônico engloba os outros termos como jornalismo online e jornalismo digital, pois quando se trata de eletrônico, não necessariamente está voltado para a internet. Por exemplo, para produzir uma matéria o jornalista (captação) pode-se utilizar de gravador, câmera fotográfica digital e até um computador, mas o conteúdo não será necessariamente publicado (disseminação) na internet, podendo ser utilizado em outros meios de comunicação, como jornal impresso, programa televisivo ou rádio.

Ainda de acordo com a autora citando Bastos (2000), o jornalismo online estaria relacionado a apuração realizada nas redes e o jornalismo digital à disponibilização dos produtos. Acredito que a definição dos termos ficaram confusas, pois quando penso em jornalismo online, penso nos produtos jornalísticos disponibilizados na internet, no processo todo, desde a pesquisa de fontes, apuração de conteúdos e a publicação na web. O jornalismo digital, no meu ponto de vista, estaria relacionado à transformação do conteúdo real para o digital ou ao seu nascimento 100% digital. Todavia, Mielniczuk cita também Machado (2000), que prefere a utilização de jornalismo digital para o suporte e o termo online mais restrito.

O jornalismo digital, segundo o trabalho, também é conhecido como jornalismo multimídia. Concordo com a definição da autora, pois na internet existe a convergência de diferentes meios de comunicação, podendo ter natureza de texto, som e imagem. Além dos termos citados acima, a autora ainda comenta sobre o ciberjornalismo, relacionado à cibernética e ao ciberespaço, com a utilização de banco de dados para a elaboração de matéria.

De todos os termos, o mais específico é o Webjornalismo, onde este é apropriado especificamente para a internet.

Apesar de serem termos relativamente confusos, a relação entre cada um deles possibilita o melhor entendimento. Jornalismo eletrônico > Jornalismo Digital > Ciberjornalismo > Jornalismo Online > Webjornalismo. Atualmente os jornalistas entram em contato com cada um desses termos, portanto seria mais fácil a utilização genêrica de ciberjornalismo, quando se tratar de conteúdos para Web, já que os outros termos são mais específicos e os outros englobam a produção jornalística para os outros meios de comunicação de massa.

Para concluir, assim como Mielniczuk afirma que é necessário um vocabulário comum que facilite e agilize o diálogo, também acredito na importância do desenvolvimento de mais estudos na área. 

Comentários

Mais lidas da semana