Pular para o conteúdo principal

Destaques

Dias de Isolamento, Estímulos e Tédio: Vidas Importam (Coronavírus) | Ben Oliveira

Mesmo para alguém no espectro autista (lembrando que não existem dois autistas iguais e há uma ampla variedade neurológica e de personalidade), os dias de isolamento não são necessariamente confortáveis.


Gostar de ficar em casa e precisar de tempo sozinho para recarregar as energias, não significa que autistas também não gostem de ver pessoas – muitos adoram andar ao ar livre. As pessoas confundem autismo, introversão, timidez e misantropia (aversão às pessoas).

O que eu queria falar é sobre a importância de se ocupar com o que te estimula. Na correria do dia a dia, todos abrimos mão daquilo que gostamos de fazer e do que nem sabíamos que gostamos. Além de ler e jogar, nesses dias aproveitei para organizar as coisas e brincar com as tintas e colas.

Deveria estar escrevendo mais, mas confesso que estou gostando de estimular outras áreas que estavam adormecidas. Sim, tenho muitos momentos de tédio, mas não acho que colocar a vida de outras pessoas em risco possa compensá-los.

Por outro …

Aparelhos inteligentes substituem dinheiro vivo e cartões de crédito


Já imaginou pagar suas contas através de um telefone celular? Em alguns países como Londres, Estados Unidos e Japão isto já é realidade. O Observatório da Imprensa publicou no dia 08 de maio de 2012 um artigo reproduzido do The New York Times e traduzido pela Folha de São Paulo que trata sobre o assunto.

Autora de diversos artigos sobre tecnologia para o NYTimes, no artigo "A era da carteira digital"  Somini Sengupta argumenta que com a internet, o dinheiro mudou de cara e em breve o destino das carteiras pode ser o lixo, já que a tendência é que cada vez mais serviços sejam acomplados às tecnologias, como os telefones celulares.

A carteira deve tornar-se obsoleta. Sengupta fala a respeito de uma pesquisa realizada com tecnólogos e cientistas sociais sobre como será o futuro da carteira em 2020, e dois terços respondeu que o dinheiro vivo e os cartões de crédito serão substituídos por aparelhos inteligentes.

No artigo também são citados diversos serviços e ferramentas que já estão sendo usadas para que esta substituição aconteça.

Fica a dúvida: será que demora muito para esse avanço chegar ao Brasil?

Confira o artigo na íntegra: A era da carteira digital 

Comentários