Pular para o conteúdo principal

Destaques

Espectro Autista: Reflexão sobre conscientização do autismo

Vez ou outra eu recebo mensagens de pessoas pedindo ajuda sobre como trazer mais conscientização em lugares nos quais pouco se sabe sobre autismo. Nem toda cidade tem especialista em autismo, isso é um fato que todo mundo que já precisou de um, sabe como é. Minha dica é: compre/arrecade livros ATUALIZADOS sobre o assunto e/ou livros de ficção (com personagens autistas) e/ou livros escritos por autistas. Recomendo firmemente a literatura, já que a leitura trabalha a empatia e fica mais fácil dos neurotípicos entenderem como é estar 'na nossa pele', mesmo que por alguns minutos.


Não vai dar livro desatualizado, que é um desserviço. Já tem muita desinformação no Brasil. Eu poderia fazer uma lista sobre todos absurdos que leio, mas não vou.

Enfim, não dá para fugir da leitura. Infelizmente, muitos conteúdos brasileiros estão defasados, outros logo vão estar por causa das alterações do CID11 do Espectro Autista [só entra em vigor em 2022]. Tem muita coisa boa produzida pela comunid…

Sobre Relacionamentos e Problemas


Hoje estava assistindo o filme de Sex and The City, de 2008, e é impossível não se identificar com as personagens e histórias do filme, série e livros baseados nas histórias escritas por Candace Bushnell. São diferentes mulheres, dramas e relacionamentos, cada uma com sua personalidade, qualidades e inseguranças.

Esta semana li uma frase dita pelo diretor de filme e roteirista Mel Brooks, que me fez refletir: "Dentro de todo ser humano tem centenas de pessoas separadas vivendo dentro de sua pele". Quantas Carries, Samanthas, Mirandas e Charlottes estão dentro de cada um de nós?

Pessoas são tão complexas, é não de se admirar que os relacionamentos também sejam. Você poderia ser clonado um milhão de vezes ou até mesmo ter um irmão-gêmeo, mas nunca seria a mesma pessoa. Nós temos diferentes identidades, sonhos, visões, desejos, gostos, culturas.

Carrie, a mulher que se apaixonou por um cara confuso e problemático, e deixou outras oportunidades e relacionamentos passarem; Charlotte, a mulher que procurava o casamento, família e homem perfeitos; Miranda, a individualista e feminista e Samantha, a viciada em sexo.

Enquanto a cena em que a Carrie vai casar com o Mr. Big passava na tela da televisão, talvez uma das mais esperadas por aqueles que acompanharam a série durante anos, e ele foge do casamento, não sabia mais se me concentrava no filme ou na conversa com um colega sobre o seu namoro.

Às vezes, as pessoas precisam de um ponto de vista diferente sobre os seus relacionamentos e problemas. Um colega me procurou hoje para conversar e contou o que estava acontecendo na vida dele. "Problemas no paraíso?", pergunto. Não conseguia deixar de pensar em relações problemáticas, mas também no quanto poderia ser entediante ter um "namoro perfeito". Quando algo parece muito certo, pode ter certeza de que algo está muito errado.

"Nem tudo o que parece é", ele me conta. Então, o relacionamento que você imaginava ser um daqueles que duraria por um bom tempo, para não dizer para sempre, começa a mostrar sua real aparência. Ser confrontado por algumas situações coloca outras em perspectiva e também revela o quanto você se desenvolveu durante a vida.

Ele me conta que deseja terminar e eu pergunto se ele tem certeza do que realmente quer. A maioria dos conflitos de um relacionamento pode ser resolvida se enxergarmos a situação por outro ângulo, porém é preciso saber que existem coisas que não podemos mudar, nem mesmo se quiséssemos.

Desejar a mudança não é suficiente quando só um dos lados tem conhecimento sobre o que está acontecendo. Às vezes temos que tirar nossas máscaras, armaduras e armas e nos abrirmos, enquanto em outras é preciso sorrir, quando, na verdade, tudo o que você deseja é explodir como um kamikaze.

Talvez o melhor conselho de sempre seja a paciência. Você nunca vai saber o que pode acontecer. E se nada der certo, você pode sempre contar com seus bons amigos. Já dizia Carrie Bradshaw: “Eles dizem que nada dura para sempre; sonhos mudam, tendências vem e vão, mas amizades nunca saem da moda”.

Comentários

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana