Pular para o conteúdo principal

Destaques

Espectro Autista: Reflexão sobre conscientização do autismo

Vez ou outra eu recebo mensagens de pessoas pedindo ajuda sobre como trazer mais conscientização em lugares nos quais pouco se sabe sobre autismo. Nem toda cidade tem especialista em autismo, isso é um fato que todo mundo que já precisou de um, sabe como é. Minha dica é: compre/arrecade livros ATUALIZADOS sobre o assunto e/ou livros de ficção (com personagens autistas) e/ou livros escritos por autistas. Recomendo firmemente a literatura, já que a leitura trabalha a empatia e fica mais fácil dos neurotípicos entenderem como é estar 'na nossa pele', mesmo que por alguns minutos.


Não vai dar livro desatualizado, que é um desserviço. Já tem muita desinformação no Brasil. Eu poderia fazer uma lista sobre todos absurdos que leio, mas não vou.

Enfim, não dá para fugir da leitura. Infelizmente, muitos conteúdos brasileiros estão defasados, outros logo vão estar por causa das alterações do CID11 do Espectro Autista [só entra em vigor em 2022]. Tem muita coisa boa produzida pela comunid…

Acadêmicos de Comunicação visitam a Revista Ímpar


*Texto: Ben Oliveira

Na última quarta-feira, 1º de agosto de 2012,  às 14h, os acadêmicos de jornalismo e publicidade da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) de Campo Grande (MS) participaram da Oficina de Observação na Revista Ímpar. Na sede da empresa os estudantes conheceram diferentes profissionais da área de comunicação, aprenderam mais sobre suas funções e puderam tirar dúvidas relacionadas à publicação.

Um grupo de cinco acadêmicos participaram da visita a revista. Acadêmica do segundo semestre de Publicidade, Mariane Narciso aproveitou a oportunidade para tirar as dúvidas sobre atendimento e criação. A estudante gostou de ter conhecido outros profissionais, pois por conta do evento chamar "72 Horas de Jornalismo" achou que a princípio só teriam jornalistas. "Gostei do ambiente. Se fosse escolher um lugar para trabalhar seria assim", conta.

Acadêmica de publicidade nova em Campo Grande (MS) aproveita a visita para conhecer
a revista e tirar suas dúvidas sobre atendimento. Foto: Hygor Benevides.

Integrante da equipe da Revista Ímpar há quatro anos atuando na área de Atendimento, Raquel Tuller contou aos acadêmicos sobre a importância da sua função para conquistar anunciantes. "O atendimento é construir o relacionamento com o cliente. É mostrar e provar para o cliente que você sabe o que é melhor para ele", explica Raquel. Aos interessados em seguir esta área, a publicitária e professora universitária recomenda que o profissional deve ser desprendido e gostar de pessoas.

Raquel Tuller falou sobre a importância da relação do atendimento
com o cliente. Foto: Hygor Benevides.

Chefe de Redação da Revista Ímpar, a jornalista Evelise Couto explicou que o diferencial da publicação está em sua abordagem regional. "Deste jeito nós consolidamos a cultura do Mato Grosso do Sul. Quem é de fora fica a par do que acontece por aqui", comenta. Ainda de acordo com a jornalista, outra característica da revista é a atemporalidade. "Você vai pegar uma Ímpar e nunca ter a impressão de que ela está velha", afirma Evelise Couto.

Segundo a jornalista, existe sim fórmula para escrever, mas os textos da revista são pensados e escritos de acordo com o que as pessoas gostam de ler e trazem referências que mexem com o emocional dos leitores. "O jornalista tem que ter jogo de cintura e saber o que vai agradar ao leitor", ensina.

Evelise Couto utiliza diferentes edições da revista para explicar
as características da Ímpar. Foto: Hygor Benevides.

Todo ano a revista Ímpar escolhe um tema diferente. Segundo Evelise Couto, no ano passado o tema selecionado foi o "Sucesso" e o deste ano são as "Cores", processo que acontece por meio de muita pesquisa. A jornalista ressaltou a importância do trabalho em equipe e comenta que um profissional depende do outro. "O nosso objetivo final é o leitor e saber que nós fizemos um bom trabalho", acredita.

Um dos pontos que mais chamam a atenção na revista é o design. Diretor Criativo, Helder Domingues explica que o design da Ímpar é clássico, minimalista e clean. "O elemento branco é bastante trabalhado. Sempre utilizamos fontes clássicas. O layout é leve, agradável e fácil de ler. E a revista é atemporal para ter duração maior de conteúdo", argumenta.

Com um público-alvo de Mulheres da Classe A e B, Helder explicou que a revista tem tiragem de oito mil exemplares. Apesar de ser vendida em dois pontos de Campo Grande, este não é o foco da publicação que é distribuída por um catálogo de endereços para diversas clínicas, lojas e outros estabelecimentos. Além da distribuição, o Diretor Criativo falou sobre o crescimento cada vez maior do número de visualizações da revista online. Entre as vantagens da versão digital apontadas por Helder Domingues estão a possibilidade dos clientes verem a publicação antecipada, já que a versão online sai antes da revista ficar pronta na gráfica e dos leitores poderem conferir outras edições.

Acadêmicos da UCDB e funcionários da Revista Ímpar.

Comentários

Mais lidas da semana