Pular para o conteúdo principal

Destaques

Livro Autismo (Volkmar e Wiesner): Pontos positivos e negativos

Quando se trata do Transtorno do Espectro Autista, as novidades, pesquisas e estudos podem ficar desatualizados de forma bem rápida. Embora a edição publicada no Brasil seja bem recente, em 2019, o livro Autismo, dos autores Fred R. Volkmar e Lisa A. Wiesner, com tradução de Sandra Maria Mallmann da Rosa, publicado pela editora Artmed, poderia ter discutido algumas questões mais atuais e pertinentes sobre as dificuldades sociais enfrentadas por autistas.


Encontre o livro Autismo (Volkmar e Wiesner):https://amzn.to/2UTSN5Y

Conforme havia prometido nas redes sociais e aqui no blog, produziria mais conteúdo com indicações de leitura sobre o espectro autista. O Brasil tem um sério problema de desinformação e muito material desatualizado sobre autismo, isso acaba refletindo no preconceito, estigma, confrontos de opiniões de profissionais da saúde sobre diagnósticos e atrapalhando a vida de autistas e seus familiares, como se precisassem o tempo todo dar explicações se a pessoa é autista mes…

Assessoria de Imprensa é tema de oficina no PropUP

Assessora de imprensa da Sato Comunicação, Marcele Aroca
*Texto: Ben Oliveira

Nesta quarta-feira, 7 de novembro de 2012, às 14h, a jornalista Marcele Aroca da empresa Sato Comunicação ministrou uma Oficina de Assessoria de Impensa durante o PropUP - Eleve suas ideias, evento realizado na Universidade Católica Dom Bosco. Confira alguns dos assuntos abordados durante a oficina.

Durante a oficina, Marcele Aroca explicou para os acadêmicos e profissioinais de Jornalismo as funções da assessoria de imprensa, como escrever e enviar releases, fazer clipping, publicar vídeos no youtube, entre outras funções atuais relacionadas às novas ferramentas tecnológicas. "A assessoria de imprensa não é só para empresas, ela pode ser para artistas ou uma só pessoa", acrescenta a assessora de imprensa.

A criatividade, inteligência e estratégia são três pontos levantados por Marcele Aroca e considerados importantes para o assessor de imprensa, pois o torna mais maleável e permite entender o que é preciso fazer. A jornalista também citou a proatividade e comentou que esta está cada vez em baixa nas assessorias de imprensa e o quanto ela pode fazer diferença.

Além de fazer a clipagem, Marcele Aroca acredita que o assessor de imprensa precisa estudar o setor. Quanto mais conhecimento, o profissional consegue lidar melhor com as situações. "Na hora que surgir alguma crise, a empresa vai cobrar de você uma reação", justifica.

Criatividade – Uma das orientações passadas por Marcele Aroca foi a de colocar no título dos e-mails "Sugestão de Pauta", pois facilita que o texto seja selecionado pelos jornalistas de redações e a de se pensar em um título criativo.  "A criatividade deve vir desde o e-mail... Se você for assessor, se coloquem no papel do jornalista de redação", sugere a jornalista.

A formatação do texto é um dos problemas frequentes nos releases enviados por assessoria de imprensa. De acordo com Marcelo Aroca, às vezes o jornalista não tem o capricho de separar os parágrafos, de fazer legenda para as fotos, de colocar foto com qualidade boa, além de usar negrito no texto em excesso e mudar a cor da fonte. "Quando tem foto, tem mais possibilidade do release ser utilizado", orienta Marcele Aroca.

Devido à falta de tempo dos jornalistas, Marcele Aroca recomenda que o release esteja bem escrito, pois apesar de ser uma sugestão de pauta, se não houver tempo para apurar o assunto, o repórter publica o texto como foi enviado. A assessora também recomenda analisar a linguagem dos veículos de comunicação, pois permite adequar o release.

Relacionamento – Para Marcele Aroca, o relacionamento é imprescindível. Entre as funções do assessor de imprensa está o follow, o momento em que o release é escrito e divulgado para outros jornalistas. "A obrigação do assessor não é vender, é informar", explica.

É importante que o assessor mantenha um bom relacionamento com jornalistas, pois pode acontecer do profissional não gostar de você e não publicar suas matérias. Por meio de encontros, palestras, workshops, roadshow (visitas às redações para sugerir uma pauta específica), o assessor de imprensa pode se relacionar ao vivo com os repórteres.

Estratégia – A assessoria de imprensa trabalha com gestão e Marcelo Aroca justificou a importância do planejamento de release, selecionando as pautas frias e pautas quentes, organizando a data em que o texto foi escrito, o assunto, a data de publicação e os veículos. Utilizando essas informações é possível mensurar os resultados.

De acordo com Marcele Aroca, saber utilizar a tecnologia como o Prezi, por exemplo, para montar apresentações, e as mídias sociais, o assessor de imprensa pode conseguir o destaque necessário para o assessorado. O jornalista deve saber utilizar a tecnologia ao seu favor. Uma maneira de repercutir uma pauta é por meio de matérias diferenciadas e exclusivas oferecidas para determinados veículos de comunicação. Quanto maior a credibilidade do veículo, melhor para a assessoria se o release é publicado.

O PropUP - Eleve suas ideias foi organizado pelo curso de Publicidade e Propaganda da UCDB e pela Agência Experimental Mais Comunicação. O evento começou nesta quarta-feira, 07 de novembro, e acontece até o dia 09 de novembro de 2012.

Comentários

Mais lidas da semana