Pular para o conteúdo principal

Destaques

Murder By The Coast: Documentário espanhol da Netflix sobre casos de jovens assassinadas traz dilemas éticos

Murder By The Coast (Homicídio na Costa do Sol/El caso Wanninkhof - Carabantes) é um ótimo documentário de crimes para quem deseja entender os impactos do julgamento antecipado pela imprensa sobre casos mal investigados, influenciando a opinião pública, quando só existem indícios, mas nenhuma prova. Lançado pela Netflix em 2021, o filme espanhol foi dirigido por Tània Balló e roteirizado por Gonzalo Berger . Em mais de 20 anos, muita coisa mudou no mundo. Mas há outras que ainda servem como ótimo exemplo de erros e acertos, especialmente no que diz respeito aos casos criminais, opiniões públicas, preconceitos e faltas de evidências. O documentário traz o caso da adolescente Rocío Wanninkhof que foi assassinada em 1999 e na ansiedade para encontrar um culpado, diante da falta de informações concretas, tudo toma um rumo que se fossem contar, poderiam jurar que se trata de um enredo de ficção. Os depoimentos de profissionais envolvidos ou que estudaram o caso só enriquecem o documentári

A Invenção de Hugo Cabret

A Invenção de Hugo Cabret é um filme sobre sonhos, propósitos, amor ao cinema e como uma vida sem paixão pelo que faz, esperança e transformações podem fazer com que uma pessoa viva, ou melhor sobreviva, miserável.

Lançado em 2011, Hugo – título original do filme – foi dirigido por Martin Scorsese e tem como protagonistas Hugo Cabret (Asa Butterfield), Isabelle (Chloë Grace Moretz), Ben Kigsley (Georges Méliès) e Sacha Baron Cohen (Inspetor da Estação).

Filho de um relojoeiro, Hugo perde o seu pai em um incêndio e um autômato achado – uma espécie de robô da época, lembrando que o filme se passa em Paris, nos anos de 1930 –, se torna uma missão para o menino. Hugo fica procurando pelas peças corretas para fazer o boneco mecânico funcionar novamente e quem sabe, receber uma mensagem do seu pai.

Entre os dias de solidão, roubando comidas e brinquedos para conseguir as peças que precisava, consertando os relógios da estação e tentando escapar do inspetor da estação – um homem obcecado por mandar crianças para o orfanato –, o jovem Hugo vê no autômato um propósito. O garoto precisa trabalhar com Georges para recuperar sua caderneta de anotações.

Com a ajuda de Isabelle, a afilhada de Georges Méliès, o dono de uma banca de brinquedos na estação, Hugo consegue a última coisa que faltava para fazer o autômato funcionar: uma chave no formato de coração.

Quando o boneco finalmente funciona, Hugo imagina que o mesmo está quebrado. Com um desenho feito pela máquina, o jovem tenta encontrar o significado e descobre que o dono da banca de brinquedos, George Méliès, na verdade é um ex-mágico e cineasta responsável pela produção de centenas de filmes.

Hugo é um convite para um mundo movido pelos desejos. Seja pela linda fotografia do filme, mostrando alguns dos cenários de Paris; trilha sonora emocionante; pelo roteiro, atuações e mensagens por trás da história, A Invenção de Hugo Cabret proporciona aproximadamente duas horas de uma viagem, literalmente, para o mundo do cinema.

Comentários

Mais lidas da semana