Pular para o conteúdo principal

Destaques

Autismo: Profissionais antiéticos envolvidos com tratamentos proibidos e perigosos

Quando lancei uma campanha contra tratamentos sem evidências científicas do autismo, tive pouquíssimo apoio. Isso me ajudou a ver quem é quem, quem coloca as cartas na mesa ou não, quem está/estava com medo.


Infelizmente, além de estarmos abertos às ameaças abertas ou veladas, também existe muito silenciamento; muitas famílias fazendo tratamentos que são proibidos e perigosos e profissionais antiéticos que deveriam ser processados e/ou deveriam perder a licença.

Em vários países, isso já deu processos e prisões, mas no Brasil, nada é como deveria ser. Alguém fica chocado de viver no mundo invertido?

Tem gente que adora brincar com fogo. Gente que difama autistas adultos e quase implora por um processo.

Preciso lembrar que essas coisas são crimes? Ah, não sabia? Agora já sabe.

Uma dica: A verdade demora, mas ela sempre vem. Não é que o Xadrez nos ensina algumas coisas?
Quanto à impunidade e a desinformação, pode ter certeza que vou continuar fazendo minha parte de passar informações de …

Perfil do Jornalista Brasileiro


A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) está realizando uma pesquisa para descobrir qual é o perfil do jornalista brasileiro. Os resultados ainda estão sendo gerados e analisados e devem ser divulgados até o final deste mês de março de 2013.

Com esta pesquisa, pretende-se estimar o número de jornalistas em atuação no Brasil no final de 2012, distribuição territorial dos profissionais do jornalismo por estado e suas funções.

Além dos objetivos gerais citados acima, a pesquisa também pretende estimar a taxa de sindicalização dos jornalistas, analisar o impacto dos cursos superiores no mercado de trabalho, relação entre profissionais formados e sem ensino superior na área, entre outras informações interessantes para entender melhor o perfil do profissional de Jornalismo no Brasil.  

Este projeto deve cruzar as informações obtidas com os dados com as listas anuais de egressos de cursos de Jornalismo do país, Jornalistas registrados pelo Ministério do Trabalho e Jornalistas sindicalizados.

Segundo informações publicadas no site do projeto de pesquisa, quase 5 mil jornalistas responderam os questionários do Público. As coletas de dados começaram em setembro de 2012 e encerraram em novembro de 2012.

O projeto de pesquisa está sendo coordenado por professores do Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da UFSC, do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC e da Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília.

Para mais informações, acesse o site do projeto Perfil do Jornalista Brasileiro.

Comentários

Mais lidas da semana