Pular para o conteúdo principal

Destaques

Para Toda a Eternidade: Livro explora rituais funerários diversos

Entre a naturalidade e o espanto, o tradicional e o moderno, o ocidental e o oriental, Caitlin Doughty transmite ao leitor histórias de suas visitas a espaços e profissionais envolvidos com o universo mortuário. Uma das obras pedidas por quem já tinha lido Confissões do Crematório, o novo livro foi publicado no Brasil pela editora DarkSide Books, em junho de 2019, com tradução de Regiane Winarski e ilustrações de Landis Blair.


Compre o livro Para Toda a Eternidade (Caitlin Doughty): https://amzn.to/2R2FwqN

“Eu passei a acreditar que os méritos de um costume relacionados à morte não são baseados em matemática [...] mas em emoções, numa crença na nobreza única da própria cultura da pessoa. Isso quer dizer que consideramos os rituais de morte selvagens apenas quando eles não são como os nossos” – Caitlin Doughty, Para Toda a Eternidade
Dá para ler tranquilamente Para Toda a Eternidade sem ter lido Confissões do Crematório, mas acredito que as duas leituras são complementares. Enquanto na p…

Perfil do Jornalista Brasileiro


A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) está realizando uma pesquisa para descobrir qual é o perfil do jornalista brasileiro. Os resultados ainda estão sendo gerados e analisados e devem ser divulgados até o final deste mês de março de 2013.

Com esta pesquisa, pretende-se estimar o número de jornalistas em atuação no Brasil no final de 2012, distribuição territorial dos profissionais do jornalismo por estado e suas funções.

Além dos objetivos gerais citados acima, a pesquisa também pretende estimar a taxa de sindicalização dos jornalistas, analisar o impacto dos cursos superiores no mercado de trabalho, relação entre profissionais formados e sem ensino superior na área, entre outras informações interessantes para entender melhor o perfil do profissional de Jornalismo no Brasil.  

Este projeto deve cruzar as informações obtidas com os dados com as listas anuais de egressos de cursos de Jornalismo do país, Jornalistas registrados pelo Ministério do Trabalho e Jornalistas sindicalizados.

Segundo informações publicadas no site do projeto de pesquisa, quase 5 mil jornalistas responderam os questionários do Público. As coletas de dados começaram em setembro de 2012 e encerraram em novembro de 2012.

O projeto de pesquisa está sendo coordenado por professores do Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da UFSC, do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da UFSC e da Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília.

Para mais informações, acesse o site do projeto Perfil do Jornalista Brasileiro.

Comentários

Mais lidas da semana