Pular para o conteúdo principal

Destaques

Antraz: Documentário da Netflix revela investigações feitas pelo FBI durante anos

Um pouco após os atentados terroristas contra as torres gêmeas, em Nova Iorque, Estados Unidos, no 11 de setembro de 2001, uma ameaça de antraz colocou as autoridades, como o FBI em alerta, e espalhou pânico nos norte-americanos devido à facilidade de se espalhar sem as pessoas saberem.  Dirigido e roteirizado por Dan Krauss e produzido pela Netflix e pela BBC, 21 anos após o ataque e o primeiro caso de circulação do antraz, o documentário Antraz: EUA Sob Ataque (The Anthrax Attacks) leva o telespectador para as investigações do FBI que duraram anos. O que a princípio foi alvo de muita pressão para a solução do caso, principalmente pelo medo dos norte-americanos do esporo da bactéria continuar se espalhando pelas cartas e fazendo mais pessoas adoecerem e/ou morrerem, logo foi caindo no esquecimento conforme as investigações desenrolavam fora dos holofotes.  Com a proximidade do caso do ataque às torres gêmeas, à primeira vista, o pânico generalizado fez com quem os norte-americanos

Editora recebe originais de contos e romances


Criada em 2012, a Editora Bateia está recebendo contos e romances com temática livre, até o dia 31 de julho de 2013. A ação faz parte do projeto "Originais na Bateia", uma maneira de atrair novos autores da literatura brasileira para a editora.

Autores podem enviar originais em PDF pelo e-mail: originaisnabateia@gmail.com. A publicação dos livros será em 2014 e seguirá a mesma linha da editora na publicação dos autores estrangeiros: um mesmo projeto gráfico interno e externo para todos os livros.

Os livros serão editados no segundo semestre de 2013.

Até o momento a Bateia firmou seis contratos de edição com autores estrangeiros: “Nostalgia”, do romeno Mircea Cartarescu; “Carta”, do norueguês Tomas Espedal; “Caireles”, do argentino Alfredo Fonticelli; “O boxeador polonês”, do guatemalteco Eduardo Halfon; “Um ano”, do chileno Juan Emar; e “Lendo Vila-Matas”, do também chileno Gonzalo Maier. Destes, cinco estão em fase de tradução.

Durante a Copa do Mundo, serão lançados livros de ficção do mexicano Juan Pablo Villalobos, do chileno Alejandro Zambra e do sueco Fredrik Ekelund.

Comentários

Mais lidas da semana