Pular para o conteúdo principal

Destaques

El Inocente: Thriller explosivo de vingança é adaptação espanhola de livro do Harlan Coben

El Inocente (O Inocente) é uma minissérie espanhola adaptada do livro homônimo escrito por Harlan Coben , publicada pela primeira vez em 2005. Lançada na Netflix no final de abril de 2021, a série de mistério e thriller tem feito sucesso entre os telespectadores por suas inúmeras reviravoltas e roteiro explosivo sobre vinganças, recomeços e crimes. Dirigida por Oriol Paulo , que ajudou na adaptação do roteiro, junto com Jordi Vallejo e Guillem Clua , a minissérie já começa de forma tumultuada e cada episódio se foca nas memórias de um dos personagens principais.  Apesar de ver os comentários elogiando a série, confesso que comecei a assistir El Inocente sem muitas expectativas e mesmo sem saber se a adaptação é fiel ao livro, fiquei envolvido por cada segundo após o primeiro episódio e chocado com a teia sombria que conecta os personagens. Bem escrito, o roteiro parece ter sido milimetricamente editado para despertar diferentes emoções e junto com as habilidades de atuação dos at

Escrever um livro é mais difícil do que dar à luz?

Escrever um livro, muitas vezes, é comparado a dar à luz. A escritora e blogueira do Huffington Post do Canadá, Vicki Murphy publicou um texto no qual ela comenta porque escrever um livro é mais difícil do que ter um filho e exige mais perseverança.

Vicki Murphy afirma que mesmo podendo abortar um livro, é preciso continuar mesmo com as dúvidas e medos, porém quando você assina um contrato, se responsabiliza pela entrega do livro.

Ainda segundo a escritora, um livro exige tanto tempo quanto uma criança. Muitas pessoas e geralmente mães sabem o quanto dá trabalho criar tempo, principalmente quando se tem um marido, filhos, cachorro e uma carreira. Vicki Murphy comenta que é preciso desejar muito escrever um livro para conseguir produzi-lo, tirando horas extras de um chapéu a cada dois dias.

Depois de persistir na ideia de produzir o livro, arranjar tempo para se dedicar à escrita, o escritor ainda precisa ser capaz de vendê-lo. “Você não pode apenas escrever um livro e se esconder em uma caverna”, acredita Vicki Murphy. Diferente de filhos que você pode mantê-los em casa quando quiser e receber elogios pela sua inocência, Vicki diz que os livros podem ser odiados e o escritor precisa acreditar em si mesmo e falar sobre suas obras, já que as pessoas estão pagando para lê-lo.

Para quem ficou interessado em ler a analogia feita pela escritora-mãe, o texto na íntegra em inglês está disponível em seu blog do Huffington Post.

Comentários