Pular para o conteúdo principal

Destaques

Resenha: Você – Caroline Kepnes

Frieza e perversão. Se eu pudesse resumir Joe em duas palavras seriam essas. O livro Você (You), da autora Caroline Kepnes nos leva para uma viagem para a mente doentia de um homem capaz de tudo para obter seu prazer. A obra foi publicada no Brasil pela Editora Rocco, com tradução de Alexandre Martins, em 2018.

Compre o livro Você (Caroline Kepnes): https://amzn.to/2Cp2CnR
Um jogo de gato e rato. Joe é dono de uma livraria, onde ele mantém não só sua obsessão por livros antigos e raros, como uma jaula que pertencia ao proprietário anterior. Com um passado traumático, o personagem desliga suas emoções e se aventura à procura de sua próxima vítima, alguém em quem possa projetar seus ideais românticos, ainda que unilaterais.
“Eu subo trotando e me sento para uma sessão de Beck, que consiste em escutar Rare and Well Done, olhar fotos suas que roubei do Facebook, assistir a cena de A Escolha Perfeita sem som. Eu me perco tanto nisso que amanhece na livraria e eu deveria estar cansado por caus…

Por que a carne de vaca é proibida na Índia?

Sempre me perguntei porque na Índia, a vaca é sagrada e sua carne não pode ser ingerida. Ao ler o livro A Ciência da Autorrealização, organizado com textos, entrevistas e cartas escritas por A. C. Bhaktivedantha Swami Prabhupada, encontrei a resposta.

A. C. Bhaktivedantha Swami Prabhupada defende a necessidade de não matar os animais para a alimentação. Segundo o autor de diversos livros sobre a bhakti-yoga, o homem pode comer cerais, legumes, frutas e derivados do leite, devendo comer somente alimento vegetariano.

Ao beber o leite da vaca, o animal é visto como uma mãe para os seres humanos. “Na Índia, aqueles que comem carne são aconselhados a matar animais inferiores, tais como as cabras, os porcos ou mesmo o búfalo. Matar vacas, no entanto, é o maior dos pecados”, afirma no livro Srila Prabhupada.

Ainda de acordo com Srila Prabhupada, mesmo quem acredita na Bíblia, por exemplo, deveria respeitar as vacas, por causa do mandamento “Não matarás”. Portanto, ao matar uma vaca, o homem estaria pecando. “As vacas são inocentes; elas nos dão o leite”, ensina.

Somente para sobreviver, é recomendável a ingestão de carne, quando não há mais nada para comer. Todavia, os matadouros são considerados pecaminosos, de acordo com Srila Prabhupada, pois servem para satisfazer a língua. “No movimento de consciência de Krsna, nosso costume é que não permitimos a morte de nenhum animal”, declara.

Mesmo quando justificam a alimentação e a matança de animais ao dizerem que estes são espécies inferiores e não têm uma alma como a dos seres humanos, de acordo com o Bhagavad-gita, texto religioso hindu, “em todas as espécies, existe a alma”.

Segundo Srila Prabhupada, Krsna é tão bom e dá facilidade às outras almas. Logo, quem gosta de se alimentar de carne, acaba nascendo no corpo de um tigre, cão ou gato em outra vida, mas o ser humano deve respeitar o animal-mãe, a vaca.

Para quem acredita no movimento de consciência de Krsna, a alimentação de carnes deve ser evitada, independente do país onde a pessoa viva. Portanto, não é só na Índia que as vacas devem ser respeitadas.

Comentários

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana