Pular para o conteúdo principal

Destaques

Criminologia, Jessica Jones e Mulher-Maravilha: Ficar do lado do agressor é sinal de perigo à sociedade – Ben Oliveira

Que dia lindo para servir Karma Coletivo para Diana, Lilith e Nêmesis ao mesmo tempo:  Resistam julgar as pessoas pela aparência. Meus 2 ex-namorados manipuladores se faziam de vítimas e todo mundo ficava ao lado deles e como eu sou porra louca, como Jessica Jones e Malévola, era injustiçado entre quatro paredes e julgado por todos ao redor. Como sou uma vaca, só há duas pessoas com a qual me importo no mundo, minhas duas chamas gêmeas, o resto é indiferente. Ainda assim... Vocês criam cada distorção cognitiva que só por Deus... É muita falta de terapia, autoconsciência, reflexão e bom senso.  Foi você que tava dentro do carro capotado? Foi você que quase morreu? Foi você que teve que recomeçar várias vezes na vida? Foi você que saiu como vilão quando a pessoa era tóxica pra cacete? Não foi. Então, boca fechada, sempre. Opinião só se dá quando é pedida. Sem falar os DELUSIONAIS que ficaram comentando: Que pena, achei que vocês iam casar. Quem quiser casar com ele, passo até o perfil KK

Escrita Pausada

Estou sentando em frente ao computador. Meus dedos se movem com agilidade, porém os meus pensamentos estão confusos. Não tenho certeza sobre o que eu quero escrever ou tenho e estou sempre procurando algum motivo para não continuar?

Levanto-me e vou até o livro mais próximo. Ele está aberto e faltam poucas páginas para concluir sua leitura. As palavras tremem diante dos meus olhos até chegar ao espaço em branco. Fecho o livro e guardo.

Sento-me novamente e tento me concentrar no que eu estou fazendo. Por que é tão difícil parar tudo e fazer só uma coisa? Queria tanto disciplinar a minha mente, a minha alma e o meu corpo.

De volta ao texto, as palavras fluem até eu olhar para outro livro, me lembrar do meu e-mail, ver se recebi alguma mensagem importante. Penso no trabalho árduo que outros escritores tiveram e me concentro novamente. No meio do meu conto, paro de escrevê-lo para contar-lhes esta história.

Coloco o ponto final e tento voltar ao que eu estava fazendo. Desta vez, sem mais pausas.

Comentários

  1. Bonito texto. Gostei. Parabéns. Demonstra como a vaziez algumas vezes nos deriva (escritores) de nosso objetivo maior: escrever, simplesmente escrever.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita e pelo comentário, Robert! Às vezes, sinto vontade de me fugir para as montanhas para escrever. Ter alguns minutos sem outras preocupações. Acredito que escrever nos dias atuais seja mais complicado do que nos séculos passados, afinal, o número de distrações não para de aumentar.
      Abraço

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!