Pular para o conteúdo principal

Destaques

Resenha: Algum Dia — David Levithan

Pode o corpo alterar nossa percepção sobre a vida e o amor? E o que acontece quando todo dia mudamos de corpo e ainda assim tentamos manter um relacionamento? Em Algum Dia, do David Levithan, o leitor é levado a conhecer o desfecho da trilogia que encantou pessoas do mundo todo. No Brasil, a obra foi publicada pela Editora Galera Record, em 2020.

Compre o livro Algum Dia (David Levithan): https://amzn.to/3ifWxuE
Algum Dia foi um dos livros mais esperados por muitos leitores, entre eles: eu. Fui com muita expectativa na leitura. Não é que não tenha gostado do romance, mas senti falta de mais envolvimento entre os dois personagens principais. David Levithan nos deixa instigado por mais momentos entre Rhiannon e A, mas a narrativa acaba dando mais destaque para a condição do personagem sem corpo fixo.
"Agora eu sei: o amor não é tão simples. O amor nunca é sobre você dizer a si mesmo que deve fazer alguma coisa e então fazer. Nunca é sobre alguém te dizer que você deve fazer e por isso…

Você sabe mesmo ler? Leitura, o sutil mundo das palavras – Ana González

Você sabe mesmo ler? Leitura, o sutil mundo das palavras, título do livro escrito por Ana Maria Mendez González, lançado em 2007, procura ajudar a melhorar a leitura, ferramenta utilizada para adquirir conhecimento, através de uma metodologia, ajudando nas atividades profissionais e acadêmicas.
Capa do livro Você Sabe Mesmo Ler

Segundo a autora, a metodologia surgiu com base nos estudos de Angela Kleiman e foram desenvolvidos em cursos universitários, como os de Comunicação Social, escolas regulares, grupo da Terceira Idade e candidatos a vaga para concurso público, para auxiliar os alunos a melhorarem suas habilidades de leitura e de produção de texto. A partir dessa aplicação dos métodos aos diferentes grupos, Ana Maria Mendez González conseguiu determinar como a escolha adequada dos textos pode fazer a diferença.

Ana Maria argumenta que aprendemos a ler na infância e, muitas vezes, as pessoas acham que não precisam desenvolver a leitura, no entanto, dependendo do objetivo, como por exemplo, conquistar uma vaga em concurso público, é necessária uma boa compreensão dos textos.

Se a intenção do leitor é estudar e pesquisar, Ana Maria Mendez González ensina que alguns fatores podem ajudar, como o ambiente externo (espaço, postura, iluminação) e cenário interno (estresse e emoções).

De acordo com o livro, a leitura começa antes da própria ação, quando se determina quais são os objetivos e o que se espera com o texto, com referências, e por meio de um diálogo com o texto. Para entender melhor como ler com qualidade e interpretar o texto, a autora fala sobre a importância de identificar a fonte, o título, o contexto, a linguagem e os discursos, conhecer os gêneros textuais.

Ana Maria Mendez González argumenta que, às vezes, é necessário ler mais de uma vez o texto para poder se aprofundar no seu conteúdo e entender as ideias do autor. "Essa busca de fechamentos pelas ideias de um texto requer treino de leitura, atenção e memória", justifica a autora.

Depois de orientar o leitor sobre os aspectos linguísticos do texto, blocos de palavras, coesão e coerência, a última parte do livro traz alguns exercícios de leitura, folha de registro (anotar as ideias principais do texto) e diário de bordo (marcar os conteúdos estudados).

Por meio de uma linguagem simples e didática, Ana Maria Mendez González propõe maneiras se praticar a leitura, melhorar a compreensão do texto, identificar as ideias mais importantes e dialogar com o autor. O livro é recomendado para concurseiros, estudantes, profissionais e interessados em aprimorar o ato de ler e interpretar.

Sobre a autora – Ana Maria Mendez González é graduada em Letras e pós-graduada em Literatura Portuguesa na Universidade de São Paulo, desenvolveu o magistério em Língua Portuguesa ao longo de duas décadas e se especializou na Literatura Analítico-reflexiva, trabalho que deu origem ao livro.

Comentários

Mais lidas da semana