Pular para o conteúdo principal

Destaques

Para Toda a Eternidade: Livro explora rituais funerários diversos

Entre a naturalidade e o espanto, o tradicional e o moderno, o ocidental e o oriental, Caitlin Doughty transmite ao leitor histórias de suas visitas a espaços e profissionais envolvidos com o universo mortuário. Uma das obras pedidas por quem já tinha lido Confissões do Crematório, o novo livro foi publicado no Brasil pela editora DarkSide Books, em junho de 2019, com tradução de Regiane Winarski e ilustrações de Landis Blair.


Compre o livro Para Toda a Eternidade (Caitlin Doughty): https://amzn.to/2R2FwqN

“Eu passei a acreditar que os méritos de um costume relacionados à morte não são baseados em matemática [...] mas em emoções, numa crença na nobreza única da própria cultura da pessoa. Isso quer dizer que consideramos os rituais de morte selvagens apenas quando eles não são como os nossos” – Caitlin Doughty, Para Toda a Eternidade
Dá para ler tranquilamente Para Toda a Eternidade sem ter lido Confissões do Crematório, mas acredito que as duas leituras são complementares. Enquanto na p…

André Vianco explica importância da reescrita e revisão do livro

No quarto episódio do vídeo Um Punhado de Ideias, o escritor André Vianco fala sobre o seu livro de vampiros Os Sete e responde a dúvida de um usuário sobre a reescrita e revisão de um livro e qual sua importância.

"Reescrever o seu primeiro rascunho do livro é essencial. É onde você separa o amador do profissional", responde André Vianco ao usuário que não gosta de revisar e reescrever suas histórias.

O escritor afirma que a revisão e reescrita é uma maneira de melhorar a história, torná-la mais coerente tanto para facilitar que o manuscrito seja lido por algum editor quanto para os leitores quando a obra for publicada.

Comentários

Mais lidas da semana