Pular para o conteúdo principal

Destaques

Subdiagnóstico de autismo, números e incoerências

O brasileiro é muito individualista. Ao mesmo tempo que vejo pessoas reclamando que os números do Censo vão dar abaixo por causa dos subdiagnósticos de autismo, já vi muita gente acusando pessoas com laudo fingirem que eram autistas.


Como explicar a volatilidade? Nem tento entender o que se passa na mente do brasileiro.

Os discursos são sempre contraditórios. Por causa de polarização, todo mundo sai perdendo.

Já vi até gente dizendo que o laudo é só um papel. Se é só um papel, a pessoa, então, não precisa de um diagnóstico? Logo, por que ser contabilizada? Sejam mais coerentes nos discursos.

Incoerências dos brasileiros sobre subdiagnósticos:

– Já vi gente acusando autista de fingir, mesmo a pessoa tendo laudo;

– Já vi gente se posicionando contra diagnóstico precoce, achando que seria ruim, desconhecendo a questão da plasticidade cerebral;

– Já vi gente dizendo que autismo nem deveria ter CID;

– Já vi gente dizendo que o outro não é autista, só porque sabe argumentar e é diferente do …

Cartilha sobre Comércio Eletrônico orienta consumidores

A Proteste – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor disponibilizou para download gratuito a Cartilha de Comércio Eletrônico, na qual orienta os usuários sobre o Código de Defesa do Consumidor, o comércio eletrônico, compras coletivas, importações online, clubes de compras, leilões virtuais, cuidados ao comprar e como agir em caso de problemas.

As compras pela internet têm aumentado cada vez mais graças à comodidade de poder pesquisar preços, comprar produtos e recebê-los em casa, ao invés de ter que ir até a loja física. No entanto, da mesma forma que o e-commerce tem facilitado a vida dos usuários, também tem dado dor de cabeça com os atrasos na entrega, falsos sites de vendas, produtos que não correspondem ao que foi anunciado, entre outros.

Algumas das principais dúvidas dos consumidores sobre lojas virtuais e outras modalidades de comércio eletrônico são esclarecidas pela cartilha, como a responsabilidade do site, o atendimento ao consumidor e o direito de arrependimento. A proteste dá dicas do que fazer antes de comprar, quais são as precauções que o usuário deve ter e como proceder no caso de problemas com a empresa.

Proteste – completou 12 anos de serviço ao consumidor brasileiro. É a maior organização privada de defesa do consumidor da América Latina, com quase 300 mil associados. Seus testes comparativos têm ajudado a acelerar mudanças em práticas produtivas e vendas de produtos e serviços, aumentando a segurança e melhorando o custo-benefício nas relações de consumo.

Faça o download: Cartilha de Comércio Eletrônico – Proteste

Comentários

Mais lidas da semana