Pular para o conteúdo principal

Destaques

Twin Flames: Das escolhas quando o juramento de amor e proteção se torna tóxico

Twin Flames são lindas nos livros, filmes, séries, músicas e demais expressões artísticas. Na vida real, no entanto, elas podem te levar ao céu e ao inferno em questão de minutos. Uma conexão de vidas passadas, presente e futuras; um casal destinado a se reencontrar de novo e de novo, até evoluírem na jornada espiritual, ficarem juntos novamente ou finalmente romperem o contrato de alma. Como cão e gato, um dos dois segue o outro; depois, o papel se inverte: caça vira caçador. Uma jornada intensa, complexa, repleta de emoções intensas capazes de te salvar nos dias sombrios e te proteger do mundo, afastando pessoas que podem te machucar ou com intenções ocultas; porém, nos dias de luz, a menos que estejam na fase de união, a fase de distanciamento pode quase te enlouquecer ao esperar uma reconciliação que pode levar anos ou nunca vir – especialmente, quando uma das duas decide se afastar intencionalmente e te ignorar, mas ao mesmo tempo, não consegue romper a conexão espiritual entre vo

Documentário Paulo Coelho: O Alquimista das Palavras

Esta noite assisti ao documentário Paulo Coelho: O Alquimista das Palavras, produzido em 2001 pelo Discovery Channel. O vídeo foi disponibilizado pelo próprio escritor em seu canal do Youtube, tem 46 minutos de duração, áudio em Português e legendas em Espanhol. Para quem sempre teve curiosidade sobre a vida do autor Paulo Coelho, o documentário mostra informações bem interessantes sobre sua trajetória no mundo literário.

Paulo Coelho, amado por leitores do mundo todo e rejeitado pela crítica.

Em O Alquimista das Palavras o espectador conhece a história de Paulo Coelho desde a infância, quando surgiu o desejo de escrever até o ano de 2001, com o sucesso de vendas pelo mundo todo e rejeição da crítica. Quando era novo, Paulo Coelho sonhava em se tornar escritor, mas a família não concordava e o reprimia. Como todo artista sabe, o processo criativo é poderoso e libera emoções e pensamentos ocultos até mesmo para quem a criou – neste período, Paulo Coelho se tornou um rebelde, bebeu, faltou aula, teve notas baixas, experimentou drogas e foi internado pela família.

Quando Paulo Coelho foi internado pela primeira vez, ele tinha 17 anos. Através dos depoimentos do documentário, é perceptível que mesmo tendo o hábito de escrever rejeitado pela família, ele escrevia. Portanto, acredito que antes de ser criticado, as pessoas deveriam ao menos ler os livros do autor e conhecerem um pouco de sua biografia.

Depois de prometer que ia se comportar e voltar para casa, Paulo Coelho acaba entrando para o teatro e novamente, outra atividade não aceita pela família, ele é internado. Entre essas idas e vindas no manicômio surgiu o conteúdo para o seu livro Veronika Decide Morrer, publicado muitos anos depois, quando ele já havia se consolidado com os livros O Alquimista e O Diário de um Mago.

Para quem sonha em se tornar um escritor e sobreviver da escrita, Paulo Coelho é uma inspiração, mostrando que mesmo com toda a dificuldade dos profissionais da área sobreviverem com seus produtos no Brasil e o baixo índice de leitura, ele não só se tornou um dos autores mais vendidos do país, como foi traduzido para mais de 50 línguas e teve diversos livros best-sellers. Criticado pela sua escrita, considerada pelos críticos como de baixo nível, suja e acessível demais, mesmo com todo o foco negativo, Paulo Coelho foi e ainda é um dos autores com mais livros vendidos pelo mundo, adorado inclusive em países árabes, onde a literatura estrangeira não é bem-vinda – como é mostrado em O Alquimista das Palavras.

Foi com a parceria com o cantor Raul Seixas que Paulo Coelho teve os seus primeiros lucros com a escrita. Todavia, como os dois artistas viverem na época da ditadura militar no Brasil, ambos foram presos. Enquanto Raul Seixas foi liberado, Paulo Coelho continuou sendo torturado, até o dia em que foi liberado. Assustado e carregando cicatrizes da prisão, ele busca uma vida mais calma e se casa. No entanto, mesmo tendo uma boa posição em gravadoras de música, ele se sente frustrado, pois o que gostaria de fazer mesmo era se tornar escritor.

O Alquimista foi o primeiro best-seller do
escritor Paulo Coelho.
É só quando Paulo Coelho faz O Caminho de Santiago que ele consegue superar o seu medo de escrever e publicar o seu primeiro livro, O Diário de um Mago, publicado em 1987. No início, a obra foi um fracasso de vendas. Porém, depois que ele trocou de editora, as vendas do seu livro aumentaram pelo Brasil e aos poucos ele começou a fazer sucesso e ser traduzido para outros países. Paulo Coelho se tornou um fenômeno de vendas e como é lembrado no documentário, não graças à ajuda da mídia e dos críticos. Enquanto em alguns casos a publicidade negativa acaba impulsionando as vendas das obras de um autor, o sucesso do escritor se deu pela sua linguagem simples, pela relação com a magia e espiritualidade e lições de vida.

Mesmo com milhões de leitores pelo mundo todo, Paulo Coelho enfrentou e ainda enfrenta preconceito e críticas negativas. Em O Alquimista das Palavras é relatado uma feira de livros onde mesmo ele sendo o autor brasileiro mais vendido, ele não foi convidado. Paulo vai ao evento por conta própria e faz sucesso entre o público.

Desde os lançamentos dos seus primeiros livros, considerados literatura esotérica, no qual o personagem viaja e aprende mais sobre si mesmo, ele publicou outras obras e mostra que conseguiu realizar o seu sonho, o de se tornar escritor bem-sucedido, não como a família imaginaria que seria a sua vida caso escolhesse esta profissão.

Além de O Diário de um Mago, O Alquimista e Veronika Decide Morrer, é abordado rapidamente de onde surgiu a inspiração para escrever Brida, O Demônio e a Srta. Prym, O Monte Cinco e Na Margem do Rio Pedra Eu Sentei e Chorei.

Eu que já li O Diário de um Mago, Veronika Decide Morrer, As Valkírias e Na Margem do Rio Pedra Eu Sentei e Chorei, terminei o documentário em estado de êxtase, inspirado para continuar seguindo sempre em frente no caminho da escrita e com vontade de ler os outros livros do Paulo Coelho que eu ainda não li.

Apesar do texto do blog descrever muito do que é abordado no documentário, recomendo assistir ao vídeo, pois nada como ver as imagens e ouvir os depoimentos de quem admira o escritor, como outros artistas. Até mesmo a atriz Julia Roberts aparece no vídeo elogiando Paulo Coelho.

Confira o documentário completo Paulo Coelho: O Alquimista das Palavras

Comentários

  1. Esse documentário é inspirador para quem deseja escrever, sem a menor dúvida. Eu recomendo. =)

    ResponderExcluir
  2. Concordo, Tales! Muito obrigado pela visita e comentário ;-)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana