Pular para o conteúdo principal

Destaques

Subdiagnóstico de autismo, números e incoerências

O brasileiro é muito individualista. Ao mesmo tempo que vejo pessoas reclamando que os números do Censo vão dar abaixo por causa dos subdiagnósticos de autismo, já vi muita gente acusando pessoas com laudo fingirem que eram autistas.


Como explicar a volatilidade? Nem tento entender o que se passa na mente do brasileiro.

Os discursos são sempre contraditórios. Por causa de polarização, todo mundo sai perdendo.

Já vi até gente dizendo que o laudo é só um papel. Se é só um papel, a pessoa, então, não precisa de um diagnóstico? Logo, por que ser contabilizada? Sejam mais coerentes nos discursos.

Incoerências dos brasileiros sobre subdiagnósticos:

– Já vi gente acusando autista de fingir, mesmo a pessoa tendo laudo;

– Já vi gente se posicionando contra diagnóstico precoce, achando que seria ruim, desconhecendo a questão da plasticidade cerebral;

– Já vi gente dizendo que autismo nem deveria ter CID;

– Já vi gente dizendo que o outro não é autista, só porque sabe argumentar e é diferente do …

2º Desafio Literário da Revista Pacheco

A Revista Pacheco lançou no dia 31 de Março de 2014 o seu 2º Desafio Literário. Desta vez, serão escolhidos 10 contos com o tema Contos de Fadas para compor um e-book. As narrativas podem ser escritas em quaisquer gêneros (terror, ficção científica, policial, fantasia etc.).

Apesar do tema ser Contos de Fadas, os contos são voltados para o público jovem e adulto e devem ser enviados até o dia 14 de abril de 2014, com 1.500 palavras até 2.500 palavras. O resultado do Desafio Literário da Revista Pacheco será divulgado no dia 12 de maio de 2014.

Confira o regulamento do 2º Desafio Literário Revista Pacheco!

Para quem ainda não viu, os contos do 1º Desafio Literário da Revista Pacheco tinham como tema Pesadelo e foram divulgados em um ebook gratuito no formato PDF. Meu conto Pesadelos de Catarina está disponível no livro: Ebook gratuito A Hora do Pesadelo

Comentários

Mais lidas da semana