Pular para o conteúdo principal

Destaques

Movimento Antivacina e Fake News: Problemas ignorados se revelam mortais na Pandemia

A pandemia de Covid-19 revelou que governos do mundo inteiro terão que lidar com dois problemas que varreram para baixo do tapete durante anos: o movimento antivacina e as fake news de saúde e política nas mídias sociais. Como vão conseguir solucionar as duas questões em pouco tempo? Parece improvável, mas o aumento do número de mortos pelo vírus têm feito até mesmo pessoas que eram contra vacinas buscarem a imunização, enquanto outras protestam pelo direito de não se vacinarem. A cada semana que passa, o desconforto do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden fica mais evidente nas declarações públicas. Com frequência ele pede para a população do país se vacinar, pensando neles mesmos e no bem-estar das pessoas que conhecem. O aumento da variante Delta do Covid-19 fez o governo que havia liberado as máscaras para os vacinados, voltar atrás e pedir para que voltem a usar nas regiões mais afetadas. Os desafios para Joe Biden têm sido grandes. Parte da população norte-americana foi alime

Como obter o Registro Profissional de Jornalista Diplomado

Peguei hoje o meu registro profissional de jornalista. Para quem acha que é um bicho-de-sete-cabeças, não se engane, é bem simples dar entrada no processo de requerimento de registro profissional. Em menos de dez dias, o meu pedido foi deferido.


A primeira etapa pode ser feita pela internet, através do Sistema de Registro Profissional – SIRPWEB: http://sirpweb.mte.gov.br/sirpweb/pages/solicitacoes/solicitarRegistro.seam. Você digita o seu CPF, depois preenche os dados necessários, como endereço, telefone, identidade, carteira de trabalho.

Após dar entrada no pedido pela internet, você imprime as duas vias do Requerimento de Registro Profissional, sendo que uma delas fica com você e a outra fica na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, além de uma declaração negativa de ilícito penal. O solicitante tem aproximadamente um mês para protocolar a solicitação, sob pena de invalidação.

Além dos três papeis em mãos, é necessário ir até o Ministério do Trabalho e Emprego de sua cidade e levar os originais e cópias legíveis dos seguintes documentos:

– Carteira de Trabalho e Previdência Social, cópia do número, série e qualificação civil;

– Documento de Identificação;

– Cadastro de Pessoas Físicas (CPF);

– Comprovante de Residência;

– Certidão de Casamento, se houver alteração de nome;

– Declaração negativa de Ilícito Penal;

– Jornalista: Diploma de conclusão de cursos superior (devidamente assinado).

*Detalhe, não esquecer de tirar cópia do verso do diploma também, onde ficam dados importantes.

Na Superintendência ou Gerência Regional do Trabalho e Emprego, o funcionário vai verificar se as cópias estão corretas e ficar com a carteira de trabalho. Depois, é possível acompanhar a análise da solicitação através do SIRPWEB.

PS: Não há taxa para obtenção do registro profissional. Basta apresentar a documentação exigida.

Comentários

  1. ONDE FAÇO CERTIDÃO NEGATIVA DE ILICITO PENAL?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lê!
      Dá para fazer pela própria internet. Dá uma olhada no link a seguir: http://www.stm.jus.br/servicos-stm/certidao-negativa/emitir-certidao-negativa
      Abraço

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana