Pular para o conteúdo principal

Destaques

Espectro Autista: Reflexão sobre conscientização do autismo

Vez ou outra eu recebo mensagens de pessoas pedindo ajuda sobre como trazer mais conscientização em lugares nos quais pouco se sabe sobre autismo. Nem toda cidade tem especialista em autismo, isso é um fato que todo mundo que já precisou de um, sabe como é. Minha dica é: compre/arrecade livros ATUALIZADOS sobre o assunto e/ou livros de ficção (com personagens autistas) e/ou livros escritos por autistas. Recomendo firmemente a literatura, já que a leitura trabalha a empatia e fica mais fácil dos neurotípicos entenderem como é estar 'na nossa pele', mesmo que por alguns minutos.


Não vai dar livro desatualizado, que é um desserviço. Já tem muita desinformação no Brasil. Eu poderia fazer uma lista sobre todos absurdos que leio, mas não vou.

Enfim, não dá para fugir da leitura. Infelizmente, muitos conteúdos brasileiros estão defasados, outros logo vão estar por causa das alterações do CID11 do Espectro Autista [só entra em vigor em 2022]. Tem muita coisa boa produzida pela comunid…

Salem: Bruxaria, suspense e mortes na nova série de sucesso nos EUA

Sou suspeito para falar do seriado Salem, já que sempre gostei de séries, livros, filmes e demais produtos culturais que tivessem relação com bruxas. A série televisiva tem história, drama e fantasia e foi criada por Adam Simon (diretor e roteirista, conhecido pelos filmes Evocando Espíritos e Bones – O Anjo das Trevas) e Brannon Braga (produtor executivo e roteirista, 24 Horas, Terra Nova e Jornada nas Estrelas), para o canal WGN America.

Imagem da série Salem
Sangue, Mentiras e Bruxaria.

Uma novidade boa para os brasileiros – ou não, dependendo seu ponto de vista – é a Rede Bandeirantes (Band) ter comprado os direitos de exibição de Salem. No entanto, segundo informações do Portal Salem Brasil, a emissora se comprometeu com o Ministério da Justiça a exibir o conteúdo compatível para a classificação de 14 anos. Como eles farão para não tirar toda a graça da série, eu não sei. Já que a sensualidade e cenas de sexo fazem parte do ingrediente picante de Salem.

O seriado foi inspirado no Julgamento e Execução das Bruxas de Salém, é claro, com um delicioso toque de ficção. A história se passa no século XVII, em Salem, no Massachusetts, num vilarejo onde as trevas e a verdadeira sobrenatural das bruxas estão escondidas sob o período da história americana. 


“Em Salem, as bruxas são reais, mas elas não são quem ou o que elas parecem ser”.

A trama principal da série Salem é a seguinte: Mary Sibley (Janet Montgomery – Entourage) é a bruxa mais poderosa da cidade que inventa uma maneira de sacrificar os puritanos da cidade e proteger outros bruxos da cidade, embora nem sempre os seus planos deem certos. Ela é esposa de George Sibley (Michael Mulheren). No período onde a igreja e os puritanos controlavam a cidade, Mary Sibley consegue manipular a todos, até que o seu antigo amor, John Alden (Shane West – Nikita e ER: Plantão Médico) retorna ao lugar.

Elenco da série Salem
Elenco principal de Salem.

Além dos dois personagens principais acima, Salem também conta com o reverendo Cotton Mather (Seth Gabel – Fringe e Dirty Sexy Money), a bruxa Tituba (Ashley Madekwe – Revenge e Secret Diary of a Call Girl) e o fornicador Isaac (Iddo Goldberg – Secret Diary of a Call Girl).

Todas as mortes em Salem parecem ser planejadas, até que as bruxas de verdade começam a serem descobertas e inocentes conhecidos começam a ser enforcados e torturados para contar quem mais pratica bruxaria na cidade.

A Dança das Feiticeiras?

Quem é que se lembra de American Horror Story: Coven? Aquelas bruxinhas parecem uma piada perto das bruxas de Salem, embora seus poderes sejam menos exagerados (não basta a força de vontade) e mais sombrios. Eu, particularmente, esperava muito mais de Coven – até a fracassada The Secret Circle que foi cancelada, terminou deixando o espectador mais curioso. Se os poderes foram o ponto alto dos personagens, o final da temporada foi o mais errado o possível, beirando ao cômico e ao idiota.

Embora Salem aposte na ficção tradicional sobre bruxaria (e muitos digam que já existem muitas histórias assim... E daí?), a série tem acertado em cheio, com sua vingança poética – quase uma reescrita da história, ou uma versão alternativa, onde as bruxas não eram as coitadinhas vítimas, assassinados sem poderem se defender.
Cena da série Salem
"Mostre-me a bruxa".

No site da WGN America é possível encontrar fotos do cenário, vídeos sobre as maquiagens de efeitos especiais e o figurino, entrevistas com os atores e mais informações para quem gosta ou tem curiosidade de conhecer mais sobre Salem.

"Viver em Salem e não acreditar em bruxas é como viver em Londres e não acreditar na névoa. É negar o que está na sua frente"

Cartaz da série SalemGritarias, possessões, sexo, luxúria, conflitos internos entre as bruxas, sacrifícios, sangue, criaturas sombrias, segredos e muito mais para quem tiver interesse em assistir Salem. A atuação de Janet Montgomery e Ashley Madekwe está incrível. A parte mais chata da série é quando se foca na história do personagem do ator Shane West, porém acredito que na 2ª temporada de Salem, John Alden volte com mais mistérios.

Por causa da relação entre a bruxaria e rituais diabólicos, há praticantes da bruxaria que acharam a série ofensiva. Acredito, no entanto, que é preciso saber separar ficção e história. De vítimas da igreja, do Martelo das Bruxas (Malleus Maleficarum), num período onde as alucinações e sintomas histéricos eram vistos como obra do diabo, além dos problemas relacionados à colheita, adultério e demais situações que eles não conseguissem explicar e precisavam de um culpado, Salem veio para mostrar como seria a história se aquelas mulheres (muitas delas, nem mesmo praticaram bruxaria) lutassem e quisessem controlar e  se vingar dos puritanos, ao invés de sofrerem, serem julgadas e executadas em vão. Sibley e suas bruxas vão mostrar quem realmente manda em Salem!

PS: Depois de assistir Salem, você nunca mais vai ver algumas expressões do mesmo jeito, como “Engoliu o sapo?”.

Confira o trailer da série Salem: 

E aí, o que acharam da série?

Comentários

Mais lidas da semana