Pular para o conteúdo principal

Destaques

My Shy Boss: Série de drama sul-coreano tem protagonista com fobia social e segredos

My Shy Boss (Introverted Boss/Naesungjukin Boseu/내성적인 보스) é uma série de drama romântico sul-coreano sobre a relação entre um chefe de uma empresa de Relações Públicas e uma jovem atriz extrovertida tentando descobrir a verdade sobre um acontecimento do passado que envolveu sua irmã. Lançada em 2017, a série da tvN (canal de televisão da Coreia do Sul) está disponível na Netflix Brasil por tempo indeterminado. Para quem sente falta de ver personagens com dificuldades de comunicação e interação em seriados, My Shy Boss tem Eun Hwan-ki (Yeon Woo-Jin) , um protagonista que evita o máximo possível falar com os funcionários de sua empresa, de forma que gera estranhamento nos outros. Sempre com seu casaco preto de capuz, sua timidez chama a atenção de forma negativa por onde passa. Até se acostumar com o personagem principal, fica difícil compreender alguns dos seus comportamentos. Se é contraditório para os próprios funcionários, para a família dele e até mesmo para alguns clientes insat

Vídeo: Intranquilidades do Mercado Editorial e Processo de Criação Literária

O Itaú Cultural disponibilizou, em 2011, um vídeo sobre a mesa de debate “Como as intranquilidades do mercado editorial interferem no processo de criação?”, com a participação dos escritores com Carola Saavedra, Frederico Barbosa, Luiz Ruffato, Ronaldo Correia de Brito e mediação de Flávio Moura.


A discussão permanece bastante atual. É interessante notar as diferenças de opiniões entre os profissionais participantes da mesa, porém o que os quatro autores concordam é na questão de que o livro não deve ser escrito pensando somente no mercado editorial (não escrever o que vende, mas aquilo que se tem afinidade com o gênero literário e temática).

Alguns pontos levantados pelo Frederico Barbosa são bem polêmicos, como a necessidade de legitimação de uma obra ou autor pela editora; As feiras dos livros e valorização dos produtos que vendam, mesmo que não tenham qualidade literária; A desvalorização da poesia pelo mercado editorial; A importância do escritor poder disponibilizar na internet seu texto para que possa ser lido, já que não necessariamente todo mundo que escreve bem consegue ser publicado.

Assista ao vídeo “Como as intranquilidades do mercado editorial interferem no processo de criação?”:

Comentários

Mais lidas da semana