Pular para o conteúdo principal

Destaques

Trecho do segundo livro da série Os Bruxos de São Cipriano

Um trecho de um diálogo com Sylvanus:

“O poder pode ser inebriante, mas também pode ser ilusório, minha criança. Nunca se esqueça de que a verdade e o amor são tão poderosos quanto qualquer outra fonte de energia. Não fomos feitos para destruir. A natureza nos ensina a resistir, reinventar e recomeçar, mesmo quando as esperanças parecem perdidas”– Ben Oliveira, O Livro (Os Bruxos de São Cipriano vol. 2)

Confira a sinopse de O Livro:

2º livro da série de fantasia urbana com temática de bruxaria Os Bruxos de São Cipriano.
Uma vez iniciados no caminho da magia, a amizade fortalecida dentro do círculo se vê mais uma vez ameaçada diante dos segredos e do desconhecido. Assim como os laços de energia se transformaram e poderes ocultos se desenvolveram, Manu e os seus amigos aprenderam que na jornada da bruxaria há sempre algo novo e que existem tantos livros, conhecimentos e seres mágicos que podem fazê-los desejar um destino diferente.

Um livro maldito acaba atraindo a atenção das criaturas d…

Vídeo: Intranquilidades do Mercado Editorial e Processo de Criação Literária

O Itaú Cultural disponibilizou, em 2011, um vídeo sobre a mesa de debate “Como as intranquilidades do mercado editorial interferem no processo de criação?”, com a participação dos escritores com Carola Saavedra, Frederico Barbosa, Luiz Ruffato, Ronaldo Correia de Brito e mediação de Flávio Moura.


A discussão permanece bastante atual. É interessante notar as diferenças de opiniões entre os profissionais participantes da mesa, porém o que os quatro autores concordam é na questão de que o livro não deve ser escrito pensando somente no mercado editorial (não escrever o que vende, mas aquilo que se tem afinidade com o gênero literário e temática).

Alguns pontos levantados pelo Frederico Barbosa são bem polêmicos, como a necessidade de legitimação de uma obra ou autor pela editora; As feiras dos livros e valorização dos produtos que vendam, mesmo que não tenham qualidade literária; A desvalorização da poesia pelo mercado editorial; A importância do escritor poder disponibilizar na internet seu texto para que possa ser lido, já que não necessariamente todo mundo que escreve bem consegue ser publicado.

Assista ao vídeo “Como as intranquilidades do mercado editorial interferem no processo de criação?”:

Comentários

Mais lidas da semana