Pular para o conteúdo principal

Destaques

Sobre rabiscos e telas brancas

A tela branca pode ser um convite à explosão criativa ou uma tortura ao artista que sente seu espírito definhando diante da pesada realidade. Em tempos de crise e ódio, a arte fica esquecida e é vista como desimportante; ironicamente, é quando mais precisamos dela, de algo que nos faça sentir vivo e toque as partes atordoadas.


O som dos dedos se movendo pelo teclado era como fantasmas de uma vida distante. É incrível perceber quantas vezes nós deixamos algumas partes nossas morrerem ao longo de nossas existências; as máscaras, antes tão confortáveis, agora incomodam e não nos servem mais. Leva tempo até ficarmos satisfeitos e ajustados à nova realidade. Viver é admitir que sabemos pouco sobre nós mesmos e há sempre algo novo que pode nos transformar, seja para o bem ou para o mal.

O artista encara a tinta respingando pela tela. Para o espectador sem intimidade, nada faz sentido, a desconexão de ideias é tormentosa; para ele, o lembrete de que sua arte nunca o abandonaria. Como poderia…

Remetente N.15: Recebi meu exemplar do livro!

Minha décima narrativa publicada! Mais um filho coletivo... Este é especial, publicado junto com autores com quem compartilhei esta jornada... Remetente N.15 é um livro de mistérios e cartas desaparecidas... É também o desabafo de Amélia, minha personagem.


Meu primeiro conto intimista (dos dez publicados). Ah, são muitas palavras para pouco espaço. Sabe aquela sensação de querer rir, chorar, sorrir e gritar ao mesmo tempo? Pura catarse ter o livro em mãos. Agradeço a todos os autores, especialmente ao Paulo Sérgio Moraes e Guilherme Oli, sem vocês esse projeto não sairia do papel. Sou imensamente feliz por esta parceria e grato por ter trocado uma energia muito boa ao vivo com vocês.

Este é o primeiro passo de alguns e mais uma vitória de outros. Que possamos alcançar nossos lugares e lembrar de todos esses desafios. Me sentindo iluminado!

Comentários

  1. Parabéns, Ben!!!!! Deve ser uma sensação deliciosa ter um livro com um conto seu em mãos, mesmo que não seja a primeira vez. Eu publiquei o post sobre os blogs, de que lhe falei e quando tiver um tempinho, dá um pulo lá. Espero que goste do que eu falei do seu trabalho.

    http://porquelivronuncaenguica.blogspot.com.br/2015/04/sete-super-blogs-literarios.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ronaldo! Vi a postagem e fiquei super feliz. Comentei lá, espero que tenha dado certo, já que o sistema do Blogger às vezes falha. É uma sensação linda. Foi pura catarse. Estava correndo no parque alguns minutos depois de saber que os livros já estavam na portaria. Eu queria correr, gritar, chorar... Foi algo bem emocionante.
      Adoro seu blog! E sempre que puder, vou recomendá-lo. Ainda estou daquele jeito sem tempo. Pelo visto vai se tornar uma constante nesta graduação. São tantas leituras, que só estou dando conta das 'mínimas', as complementares não estão sendo opção. Vou tentar continuar postando resenhas ou notas mais rápidas, para não deixar o blog parado.
      Abraços! E obrigado pelo apoio. Você e outros leitores queridos me fazem continuar a escrever para o blog.

      Excluir
    2. Oi Ben. Não apareceu o comentário,mas você já demonstrou sua satisfação no seu post que fez, fiquei muito feliz. Espero que o remetente nº 15 faça muito sucesso e abra novos rumos no seu estilo, já que você disse se tratar de um ponto com enfoque diferente, mais intimista. É bom ver gente apaixonada pela literatura, pela nossa língua, pela escrita. Abraços.

      Excluir
    3. Pois é... Vou tentar comentar lá de novo! Odeio quando o sistema do Blogger falha. Dá a sensação de que as pessoas não estão lendo, não estão gostando e não têm vontade de interagir. Paciência! Demorou para o Google investir mais no sistema.
      Abraços!
      PS: Já te adicionei como moderador lá do Clube dos Livros!

      Excluir
  2. Opa Ben, deve ser muito boa mesmo a sensação de publicar um livro hein. Conheci seu site a poucos dias por indicação de colegas da faculdade, não faço o curso na área das linguagens, mas sou íntimo da leituras e das letras desde criança. Parabéns pelo seu espaço, gostei de verdade. E fiquei muito curioso com Remetente Nº15! No dia que tiver sorteio por algum exemplar estarei lá, com certeza. É isso, muito sucesso e eis aqui mais um seguidor. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ramiro! Seja bem-vindo! Publicar um livro, mesmo com outros autores, é uma experiência incrível. Ainda torço pelo dia em que vou publicar meus livros solos. Fico feliz em saber que seus colegas recomendaram o meu blog, isso me dá forças para continuar escrevendo – mesmo com a fadiga e excesso de leituras teóricas da graduação.
      Quando rolar sorteio, te aviso! Pode ser que role algum. Ainda não sei. Mesmo que não tenha na página oficial do Blog do Ben Oliveira no Facebook, pode ser que algum dos colegas autores realize ou que aconteça na página oficial do Remente N.15.
      Obrigado pelo comentário. Volte sempre!
      Abraços

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Volte sempre!

Mais lidas da semana