Pular para o conteúdo principal

Destaques

Revolutionary Love: Série coreana de drama explora o abismo que divide as classes sociais

Embora muitos dramas coreanos pequem na representatividade de diversidade racial e deem pouquíssimo espaço para estrangeiros e imigrantes, a série Revolutionary Love (2017) da tvN e no Brasil disponível temporariamente pela Netflix , acaba indo além dos elementos de comédia e romance, mostrando o drama das diferenças de classes sociais , os preconceitos e a possibilidade de imersão nesse mundo desconhecido pelo filho do dono de um dos maiores conglomerados de empresas da Coreia do Sul . A ingenuidade e a ignorância da realidade das classes trabalhadoras tornam o protagonista um tanto embaraçoso, lembrando de forma vaga a jornada de Buda quando conheceu a realidade fora do palácio e foi confrontado com a fome, a doença, a pobreza e a morte. Longe de ser uma série com alguma alegoria espiritual, mas do ponto de vista do comportamento é interessante acompanhar como Byun Hyuk (Choi Si-won) se torna mais empático e humanizado quando seu caminho cruza com o de Baek Joon (Kang So-ra) . E

Química: Cineasta busca financiamento coletivo para websérie gay

O cineasta Roberto Nascimento está buscando financiamento coletivo para uma websérie gay chamada Química. O projeto está cadastrado na plataforma Catarse e busca uma média de R$ 3.500, para que as filmagens sejam iniciadas em Agosto, com previsão de lançamento até o final deste ano.
Roberto Nascimento, diretor, produtor e ator. Foto: Divulgação / Catarse.

A websérie terá 6 episódios, com duração de 3 a 5 minutos e a trama será sobre encontros marcados por meio de aplicativos, com ênfase nos personagens gays e temas, como o amor, amizade, sexo e conexões no mundo contemporâneo.

Os episódios serão independentes, sendo que o personagem em comum a todas elas é Gabriel, um rapaz que interagirá com os outros de formas distintas. De acordo com Roberto Nascimento, cada episódio tratará do universo gay sob ângulos diferentes, buscando fugir dos lugares comuns tradicionalmente associados a esse público.

As cotas de apoio para o projeto vão desde R$ 15 a mais de R$ 500 (para quem deseja se tornar produtor executivo da websérie). Na página do projeto é possível conferir um gráfico sobre o orçamento, que será destinado a custos, como os de aluguel de equipamento, pós-produção e departamento de arte.

Sobre o criador da wesbérie – Roberto Nascimento é brasileiro, de Vitória, Espírito Santo e mora há 12 anos em Auckland, Nova Zelândia. Trabalha com teatro e cinema há 8 anos. Dirigiu 4 curtas: Satisfaction, Dick Knows, Review e Wellington (seu primeiro trabalho em português). Também criou e produziu uma websérie chamada "The Adventures of Suzy Boon", já exibida em 6 Web Festivals mundo afora e ainda rodando em competição. Já produziu mais de 16 curtas-metragem na Nova Zelândia. Também é ator, tendo trabalhado em mais de 30 peças de teatro, 10 curtas e dois longas. Seu interesse é por histórias que misturam humor negro e temas ainda considerados tabus.

Acesse a página do projeto no Catarse – Química (Websérie Gay): https://www.catarse.me/pt/projects/14516 

Comentários

Mais lidas da semana